Exposição no Coliseu de Lisboa associa a psiquiatria ao Holocausto e ao racismo

O Coliseu dos Recreios, em Lisboa, justifica que tem uma política “não discriminatória” e que a responsabilidade do conteúdo é da organização da exposição.

O Coliseu dos Recreios, em Lisboa, teve em exibição até terça-feira uma exposição sobre psiquiatria, que tinha como objetivo expor aquilo que dizem ser “factos que destroem vidas e famílias” relacionados com a prática psiquiátrica.

Segundo o Expresso, no interior do Coliseu de Lisboa são apresentados casos, o holocausto e o racismo são associados a teorias psiquiátricas e o médico Egas Moniz é considerado uma das “mentes mestras da destruição”. Na exibição, a psiquiatria é definida como “uma indústria de morte”.

Contactada pelo semanário, a Ordem dos Médicos fala no risco de desinformação e da partilha de dados sem validação. A Ordem admite que uma exposição desta natureza é um risco, mas lembra que os movimentos antipsiquiatria não são novos.

“É um tema requentado dos Congressos Mundiais de Psiquiatria, há sempre e este ano, como o congresso é em Lisboa, a exposição está cá”, refere Miguel Bragança, presidente do Colégio de Psiquiatria da Ordem.

“Existem movimentos de origem duvidosa, encapuzados, e cujo objetivo a longo prazo se desconhece. Estes movimentos também criticam muito a hipermedicalização e os tratamentos prescritos. É o preço a pagar por vivermos numa sociedade livre, até porque sem liberdade não há saúde mental. É um grande risco ter uma exposição destas? Sim, indiscutivelmente”, diz.

O Coliseu dos Recreios remete para a entidade organizadora, a Comissão de Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR), a responsabilidade sobre a exposição. Questionado pelo Expresso, o porta-voz daquela sala de espetáculos justifica apenas que a política do Coliseu não é discriminatória.

“A política do Coliseu dos Recreios é não discriminatória, sendo da responsabilidade exclusiva das entidades promotoras o respetivo conteúdo. Razão porque as suas questões devem ser direcionadas para a entidade que nos solicitou a cedência do espaço”, refere a nota enviada ao matutino.

A organização, na voz de Graça Ribeiro, médica de clínica geral e a responsável pela filial da Comissão de Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR), garante que não tem uma abordagem extrema, mas defende que há um “exagero” daquilo que a chama “uma época dos comprimidos para tudo”.

Não advogamos: não tome a medicação. Queremos é que as pessoas tenham a livre opção de tomar ou não porque cada um sabe de si e toma as suas decisões. Por exemplo, as pessoas de idade levantam-se para ir à casa de banho, estão com medicação forte para dormir. Se caem a meio da noite, partem o colo do fémur. A maior parte deles parte o colo do fémur a meio da noite por causa disso. Desequilibram-se, perdem a força porque estão meio a dormir”, afirma.

A sala do Coliseu foi alugada pela Comissão de Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR) durante uma semana – de 20 a 27 agosto – por valores que não são revelados.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Príncipe de Liechtenstein acusado de matar Arthur, o maior urso da Roménia

Grupos ambientalistas acusaram um príncipe da família real de Liechtenstein de matar o maior urso da Roménia, violando a proibição da caça de grandes carnívoros. Em comunicado citado pelo jornal britânico The Guardian, a ONG romena …

França e Reino Unido mobilizam navios para Jersey e aumentam a tensão no Canal da Mancha

A Marinha francesa respondeu esta quinta-feira ao envio de dois navios-patrulha britânicos para Jersey, na véspera, e mobilizou as suas próprias embarcações militares para as imediações da ilha, contribuindo, dessa forma, para o aumento da …

Governo aprova a criação da tarifa social de internet. Preço ainda vai ser definido

O Governo aprovou esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, a criação de uma tarifa social de acesso a serviços de internet em banda larga, conhecida como tarifa social de internet, anunciou o ministro de Estado …

Cerca sanitária em Odemira diminuiu casos para menos de metade, garante Governo

O ministro da Administração Interna salientou hoje que a cerca sanitária em Longueira-Almograve e São Teotónio permitiu baixar os casos de infeção por covid-19 em Odemira para menos de metade e acusou a direita de …

Joshua Wong condenado a mais dez meses de prisão por participar em vigília que lembrava "massacre de Tiananmen"

O ativista de Hong Kong Joshua Wong foi condenado a dez meses de prisão por participar em 4 de junho de 2020 numa vigília para lembrar o chamado "massacre de Tiananmen", que Pequim não reconhece. A …

Um polícia morto e vários feridos em tiroteio durante operação no Rio de Janeiro

Um polícia morreu e várias outras pessoas ficaram feridas num tiroteio esta quinta-feira durante uma operação da polícia contra o tráfico de droga na comunidade de Jacarezinho, no Rio de Janeiro, Brasil, noticiou a imprensa. Segundo …

Austrália vai manter fronteiras fechadas até 2022. Índia com novo máximo de casos

O Governo australiano vai manter as fronteiras internacionais fechadas até 2022 devido a incertezas sobre vacinas e novas estirpes, disse o ministro das Finanças do país, Simon Birmingham. "As incertezas sobre a velocidade da vacinação e …

Em breve será possível usar mesmos dados biométricos no Cartão de Cidadão e Passaporte

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, disse esta quinta-feira que “em breve” será possível utilizar os mesmos dados biométricos no Cartão de Cidadão e no Passaporte ou ativar a …

Rio diz que Governo “vai levar ao colo” Medina. Moedas ataca o rival e diz que as suas promessas não valem nada

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta quinta-feira que o Governo “vai levar ao colo” o candidato socialista à Câmara Municipal de Lisboa, porque “pelas guerras e desequilíbrios internos” não pode perder a eleição …

Portugal regista cinco mortos e 373 novos casos nas últimas 24 horas

O boletim desta quinta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS) regista cinco óbitos e 373 novos casos de covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas. Há ainda mais 538 recuperados. O boletim da DGS, do dia 6 …