Explosões em hotéis e igrejas no Sri Lanka fazem 200 mortos. Há um português entre as vítimas

STR / EPA

Uma série de oito explosões simultâneas em quatro hotéis, um complexo de casas e três igrejas no Sri Lanka deixou pelo menos 207 mortos, entre os quais nove estrangeiros, e 469 pessoas feridas. Um dos mortos é de nacionalidade portuguesa.

Após as oito explosões, o Governo decretou o estado de emergência em todo o país, e a polícia impôs toque de recolher face à ameaça de novos ataques.

A capital, Colombo, foi alvo de quatro explosões, em três hotéis de luxo e uma igreja. Duas outras igrejas foram também alvo de explosões, uma em Negombo, a norte da capital e onde há uma forte presença católica, e outra ao leste do país.

As explosões ocorreram “quase em simultâneo”, pelas 08:45 (03:15 em Portugal), no momento em que eram celebradas missas de Páscoa. Os atentados não foram ainda reivindicados.

A primeira explosão ocorreu numa igreja na capital do país, Colombo, e a segunda em Negombo. Os hotéis atingidos foram o Shangri-La Colombo, o Kingsbury Hotel, o Cinnamon Grand Colombo e o Dehiwela.

O Governo do Sri Lanka decretou também um bloqueio temporário às redes sociais para impedir a difusão “de informações incorretas” relacionadas com a vaga de explosões que aconteceram na ilha. O último balanço do número de mortos é agora de 207 vítimas e 469 feridos, segundo dados oficiais.

O ministro da defesa do Sri Lanka avançou entretanto que foram detidos sete suspeitos relacionados com o atentado deste domingo.

Há dez dias, o chefe da polícia nacional tinha alertado que um movimento islamita planeava atacar igrejas no país. Vivem no Sri Lanka cerca de 1,2 milhão de católicos, num total de 21 milhões de habitantes. A maioria da população, 70%, é budista, e 10% são muçulmanos.

Um português entre as vítimas

A cônsul de Portugal em Colombo, Preenie Pine, disse hoje à Lusa que existe um português entre as vítimas mortais das explosões que ocorreram em três igrejas e três hotéis no Sri Lanka.

Em declarações à Lusa via telefone, a cônsul avançou que entre as vítimas está “um jovem português, com idade que ronda os 30 anos”, que se encontrava num dos hotéis atingidos por uma das seis explosões que ocorreram esta manhã no Sri Lanka. O cidadão em causa, identificado como Rui Lucas, era de Viseu e estava no país em lua-de-mel.

De acordo com a cônsul há mais portugueses no país, mas “estão todos bem”, acrescentando que está a dar apoio à mulher da vítima. “É um dia muito triste, estamos chocados”, adiantou.

Uma segunda família portuguesa, de quatro pessoas, que estava no Sri Lanka, e que contactou o secretário de Estado com um pedido de ajuda, está em segurança.

Presidente repudiou ataques e apresentou condolências

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, repudiou os ataques no Sri Lanka,  tendo já apresentado as condolências à viúva da única vítima portuguesa conhecida até ao momento.

“O meu pensamento vai em especial para a família da vítima portuguesa e já tive a oportunidade de apresentar as condolências à viúva”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações à agência Lusa. O Presidente da República transmitiu também o seu pesar em nome do povo português às autoridades do Sri Lanka e aos familiares das vítimas.

Marcelo Rebelo de Sousa expressou o seu repúdio “a mais um ato contrário à dignidade da pessoa humana e aos princípios fundamentais do Direito Internacional e especificamente à liberdade religiosa”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há um enorme buraco na atmosfera de Marte (e a água está a escapar)

Uma vez a cada dois anos, um gigantesco buraco abres-e na atmosfera marciana, deixando escapar para o Espaço uma parte das escassas reservas de água do Planeta Vermelho. O estranho mecanismo meteorológico, nunca visto na Terra, …

Musk vai construir um túnel de alta velocidade em Las Vegas

A Boring Company conseguiu um contrato de 48,7 milhões de dólares para construir um sistema subterrâneo, chamado LVCC Loop, em Las Vegas. A empresa Boring Company, de Elon Musk, foi a escolhida para construir um túnel …

Cientistas podem ter descoberto a verdadeira origem da canábis

A origem da canábis é um mistério, mas a análise de pólen antigo sugere que a planta evoluiu cerca de três quilómetros acima do nível do mar no planalto tibetano. Documentos que datam da Idade Média …

Sporting vs FC Porto | Um ano depois, a Taça para os leões

O Sporting venceu o FC Porto, mais uma vez nas grandes penalidades, e arrecadou a 17ª Taça de Portugal. Num jogo muito disputado no Estádio do Jamor, que terminou empatado 1-1 no tempo regulamentar, o Porto …

Marcelo pede aos portugueses para votarem. "Ficar em casa é um erro enorme"

O Presidente da República pediu hoje aos portugueses que façam o "pequeno sacrifício" de votar nas eleições para o Parlamento Europeu e não deixem "nas mãos de 20% ou de 25% a decisão que é …

Uma cidade inteira dos EUA está refém de cibercriminosos

A cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, está sob ataque. Mas a ameaça não vem de pessoas armadas com pistolas e bombas. Há duas semanas, cibercriminosos usaram ransomware - um tipo de software nocivo que restringe …

Abandonado em bebé no aeroporto de Gatwick, Steve encontrou a família 33 anos depois

Um bebé foi abandonado no chão de uma casa de banho do aeroporto de Gatwick a 10 de abril de 1986. Foi quando Beryl Wright encontrou o recém-nascido que começou o mistério que só se …

Monges encontram receita perdida e voltam a fabricar cerveja medieval belga após 224 anos

Os monges da abadia de Grimbergen, na província de Brabante Flamengo, na Bélgica, encontraram a receita original de uma cerveja que era produzida artesanalmente no local há 224 anos e voltarão a fabricá-la. Monges da Abadia …

Nova app permite transmitir consentimento ao par num encontro

Vem aí uma nova app para encontros que nos permite sinalizar quando é que o nosso par tem o nosso consentimento para avançar para o próximo passo. A aplicação permite também ganhar pontos conforme se …

Agências de espionagem dos EUA cedem informações a investigação sobre interferência russa

Trump ordenou às agências de espionagem norte-americanas que deem os dados que têm sobre interferência da Rússia nas presidenciais de 2016 ao Departamento da Justiça. O diretor dos serviços secretos nacionais norte-americanos, Dan Coats, afirmou este …