Explosão de Yellowstone poderia levar a Terra à Idade do Gelo

Jon Sullivan / Wikimedia

A lagoa de Morning Glory, no Parque Nacional de Yellowstone

Uma erupção do supervulcão de Yellowstone causaria uma reação em cadeia de extinções na Terra, dando início a uma Idade do Gelo, avisam os geólogos.

O supervulcão de Yellowstone, situado no noroeste do estado de Wyoming, nos Estados Unidos, é um dos vulcões mais temidos de todo o mundo e os cientistas são os primeiros a afirmar que temos razões para nos preocuparmos.

Apesar de não haver sinais urgentes de que a caldeira esteja prestes a explodir, os investigadores desconfiam de que um dia o supervulcão irá mesmo explodir e as consequências serão verdadeiramente catastróficas, adianta a Sputnik News.

Não será uma explosão que irá acabar instantaneamente com a vida na Terra, mas irá vitimar aproximadamente 87.000 pessoas de imediato e tornar dois terços do território dos Estados Unidos inabitável.

Segundo os geólogos, a cinza do vulcão iria cobrir o nosso planeta em apenas 48 horas. Como consequência, a temperatura iria baixar cerca de 2ºC durante 20 anos. Este arrefecimento poderia ter efeitos catastróficos no nosso ecossistema, dando início a uma reação em cadeia de extinções.

Naomi Woods, investigadora da Universidade da Virgínia, escreveu no site Quora que, “devido a correntes de ventos predominantes, tudo que fica a leste do supervulcão seria a região mais prejudicada. Tudo o que estiver nas proximidades ficaria completamente destruído”, revela o Daily Express.

A cientista explica ainda que a luz solar seria incapaz de conseguir passar pela camada espessa de partículas de cinza, fazendo com que a nossa atmosfera só se visse livre destas partículas muitos anos depois. “Entre 5-10 anos, se tivermos sorte, ou em 15-20 anos, se não tivermos.”

O grande volume da cinza lançada pelo vulcão iria tapar a luz solar, criando uma situação de crepúsculo que duraria anos. Se por um lado, seria o fim do aquecimento global, por outro, dar-se-ia início a uma Idade do Gelo. O resultado final resultaria no desaparecimento de plantas no planeta inteiro e, consequentemente, os animais herbívoros acabariam por morrer.

Este efeito dominó causaria extinções em massa. O futuro ficaria dependente das espécies capazes de se adaptar à escassez de recursos o mais rápido possível ou de esperar até a nuvem de cinza desaparecer.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Temperaturas sobem até oito graus e trazem "noites tropicais"

A partir de terça-feira, os termómetros sobem entre 4ºC e 8ºC em algumas regiões do continente e na quarta-feira prevê-se um aumento das mínimas com noites tropicais, segundo o Instituto Português do Mar e da …

Governo é o "grande vencedor da greve" e Pardal Henriques "o rosto da derrota"

O comentador da SIC e ex-líder do PSD Luís Marques Mendes aproveitou o espaço no seu comentário semanal para elogiar a ação do Governo de António Costa nesta greve: "O grande vencedor é o Governo, …

"Medidas urgentes" para a Saúde. PCP quer medicamentos gratuitos para doentes crónicos

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, anunciou este domingo que o partido vai apresentar "medidas urgentes" na área da saúde, destacando-se a dispensa gratuita de medicamentos para doentes crónicos e a criação do Laboratório …

Dinamarca responde a Trump: A Gronelândia não está à venda

O Presidente dos Estados Unidos quer comprar a Gronelândia "por razões estratégicas". A primeira-ministra dinamarquesa já fez questão de relembrar Donald Trump que o território não está à venda. Segundo o Expresso, as declarações do Presidente …

Bacalhau do Mar do Norte está em risco (e pode deixar de chegar às mesas portuguesas)

O bacalhau do Mar do Norte está a desaparecer e poderá mesmo deixar de chegar aos pratos dos portugueses. O alarme chegou com um relatório publicado em julho pelo Conselho Internacional para a Exploração do …

Estado poderá recorrer a contratos a termo mais longos do que o privado

O Estado vai poder recorrer a contratos a prazo mais longos do que o privado. O diploma, aprovado no mês passado no Parlamento, prevê para o setor privado a redução da duração máxima dos contratos …

Bruno Fernandes critica horário tardio dos jogos do campeonato

No final da partida com o SC Braga, Bruno Fernandes falou aos jornalistas e aproveitou para criticar o horário tardio de alguns jogos do campeonato. A partida começou às 21h. Este domingo, 12 jogos depois, o …

Protesto em Hong Kong juntou mais de 1,7 milhões de manifestantes

Mais de 1,7 milhões de pessoas manifestaram-se no domingo, em Hong Kong, informou o movimento pró-democracia que tem liderado os grandes protestos contra a lei da extradição, desde o início de junho. Em conferência de imprensa, …

Medvedev entra no top 5 mundial do ténis. Pedro Sousa sobe 23 lugares

Medvedev, de 23 anos, que nunca tinha vencido um torneio de categoria Masters 1000, subiu três posições e figura pela primeira vez entre os cinco primeiros da tabela. O russo Daniil Medvedev, vencedor do torneio Masters …

Só 2% das escolas em Portugal têm desfibrilhadores

Apenas 129 dos 5.909 estabelecimentos de ensino em Portugal têm desfibrilhadores automáticos externos (DAE), o que representa 2,1%. Os dados recolhidos pelo Jornal de Notícias são do INEM, que assegura ainda que nas comunidades escolares existem …