Exames nacionais arrancam esta segunda-feira. 42 mil alunos fazem prova de Português

Rodrigo Antunes / Lusa

A primeira fase dos exames nacionais do ensino secundário começa esta segunda-feira às 9:30 com a prova de Português para os alunos do 12.º ano, num processo que envolve mais de 150 mil estudantes inscritos para as provas deste mês.

Segundo números do Júri Nacional de Exames, na primeira fase dos exames haverá mais de 151 mil alunos inscritos para realizar 254.865 provas.

Quase 42 mil alunos do 12.º ano vão esta segunda-feira mostrar o que sabem a Português, participando na primeira fase de um processo que só termina a 23 de julho com a prova de Literatura Portuguesa dos alunos do 11.º ano.

Comparativamente com o ano anterior, regista-se uma diminuição de quase 90 mil provas, devido às novas regras introduzidas por causa da pandemia de covid-19.

O Ministério da Educação decidiu que este ano as provas nacionais não eram obrigatórias para a conclusão do secundário, passando a contar apenas as classificações internas, ou seja, as notas atribuídas pelos professores pelo trabalho realizado ao longo do ano.

Por isso, este ano, a maioria dos alunos (91%) participa exclusivamente com o objetivo de concorrer ao ensino superior, em contraste com os dados referentes ao ano passado, em que a maioria tinha em vista a aprovação final do secundário.

Ainda assim, pouco mais de metade (55%) dos alunos inscritos nos exames nacionais tencionam prosseguir estudos no ensino superior. Além de menos provas, também há menos alunos inscritos: são menos 8.310 estudantes em relação ao ano letivo 2018/2019.

Português já não é a prova mais realizada

Português deixa também de ser a prova mais realizada, uma vez que não será obrigatória para todos os finalistas, contando com apenas 41.887 inscrições, em comparação com as mais de 77 mil do ano anterior.

O exame mais concorrido na primeira fase é Biologia e Geologia (44.047), seguindo-se Física e Química A (42.269), Português e Matemática A (38.669).

Do ensino profissional chegam apenas 558 matrículas, registando-se uma quebra de 208 em relação a 2019, uma vez que, este ano, foi criada uma nova via de acesso ao ensino superior para estes estudantes, que passam a poder realizar exames regionais, agendados para setembro.

Este ano, as duas fases dos exames tiveram de ser adiadas devido à pandemia de covid-19, que obrigou a substituir as aulas presenciais pelo ensino à distância prejudicando milhares de alunos com dificuldades de acesso às aulas online.

Para tentar compensar, o Ministério da Educação decidiu que os alunos teriam mais três semanas de aulas e que, no caso dos alunos do 11.º e 12. anos, voltariam às escolas para ter aulas presenciais.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas descobrem o segredo das pessoas que vivem mais de 105 anos

Uma equipa de investigadores descobriu que os idosos que vivem mais de 105 anos tendem a possuir uma base genética única que torna os seus corpos mais eficazes na reparação de ADN. Esta é a primeira …

Quem já teve covid-19 pode agendar vacina em junho. No verão, vacinados podem vir a deixar máscara

Os doentes recuperados há mais de seis meses de infeção por SARS-CoV-2 vão poder marcar a sua vacinação através do portal de auto-agendamento a partir da primeira semana de junho, confirmou fonte da task force …

Governo aprova 11 milhões de euros para SIRESP de indemnização compensatória

A indemnização compensatória foi aprovada no dia em que o Presidente da República promulgou o decreto-lei que define o modelo transitório de gestão, operação, manutenção, modernização e ampliação da rede de comunicações do Estado SIRESP. O …

Tal como os humanos, há animais que podem sofrer ataques cardíacos (mas é raro)

Todos os dias milhões de pessoas no mundo são vítimas de ataques cardíacos. Mas será possível que também os animais possam passar por isto? Um ataque cardíaco ocorre quando um vaso sanguíneo que distribui sangue oxigenado …

Antigos corais revelam terramoto em "câmara lenta". Durou 32 anos

Uma equipa de investigadores descobriu um terramoto em "câmara lenta" que durou 32 anos - o mais lento já registado. O sismo levou eventualmente ao catastrófico terramoto de Sumatra em 1861. Terramotos de "câmara lenta" ou …

Astrónomos encontram uma das mais antigas estrelas do Universo

Uma equipa de investigadores descobriu uma estrela gigante vermelha a 16 mil anos-luz de distância que parece ser um membro da segunda geração de estrelas do Universo. Embora tenhamos uma boa compreensão da forma como o …

Marinha dos EUA está a desenvolver drones para matar ovos em ninhos de pássaros selvagens

A Marinha norte-americana e a empresa Hitron Technologies uniram esforços para desenvolver um drone autónomo projetado especificamente para procurar e destruir o maior inimigo da Marinha: os pássaros. Os drones, que estão já a ser testados …

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …

Santuário medieval recebe escultura em pedra que usa máscara contra a covid-19

Uma catedral histórica do Reino Unido renovou um santuário do século XIV, acrescentando um detalhe que coloca em evidência o momento pandémico que o mundo vive. Agora, a nova escultura está a usar uma máscara …