Ex-cientista da NASA está a ser investigado por praticar medicina sem licença

(cv) Josiah Zayner / YouTube

O bio ativista Josiah Zayner

Josiah Zayner, um ex-cientista da NASA que se tornou empresário e celebridade – tendo conquistado apoiantes em todo o mundo devido à defesa da ciência ‘anti-establishment’ – está a ser investigado por praticar medicina sem licença para tal.

O cientista ganhou seguidores através das suas várias experiências, incluindo injetar uma CRISPR – ferramenta de edição de genoma – no antebraço e realizar um transplante fecal para tratar os seus problemas digestivos. Segundo uma notícia do Gizmodo divulgada esta sexta-feira, a sua empresa, Odin, visa tornar a engenharia genética mais acessível aos investigadores de garagem.

Num encontro de 2017 de biohackers, Josiah Zayner explicou o seu ‘ethos’ citando o “Manifesto Hacker” de 1986. “Sim, eu sou um criminoso”, disse, comparando-se aos ‘hackers’ de outrora. “E meu crime é o da curiosidade”.

O estado da Califórnia está atualmente a considerar se concorda com parte dessa “confissão”. Na quarta-feira, Josiah Zayner publicou uma carta da Divisão de Investigação do Departamento de Defesa do Consumidor da Califórnia (Estados Unidos). A carta afirma que os responsáveis, bem como o Consultor Médico Distrital, estão “a averiguar uma queixa de prática de medicina não licenciada” contra o cientista.

“Fui acusado de praticar medicina sem licença por causa da auto-experimentação genética e mostrar às pessoas como aceder ao conhecimento disponível publicamente”, escreveu Josiah Zayner numa publicação no Instagram.

E acrescentou: “Eu nunca dei nada a alguém para injetar ou usar, nunca vendi qualquer material destinado a tratar uma doença e não pretendo oferecer tratamentos ou curas porque sabia que esse dia chegaria”.

O cientista aproveitou para criticar a  passou a criticar a Food and Drug Administration (FDA) e a sua recusa “para permitir que as pessoas tenham acesso a tratamentos de ponta ou, em alguns casos, até mesmo cuidados básicos de saúde”, indicando que, apesar disso, é “o único ameaçado de prisão”.

Como a MIT Technology Review relatou na sua cobertura da investigação, praticar medicina sem licença na Califórnia pode ser um delito grave ou punível com uma multa de 10 mil dólares (cerca de 8,9 mil euros) e até três anos de prisão.

Josiah Zayner não respondeu imediatamente ao pedido do Gizmodo para comentar. O Departamento de Assuntos do Consumidor da Califórnia também não respondeu a um pedido de comentário.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Diplomacia da vacina. Israel doa doses à República Checa, que prometeu abrir representação diplomática em Jerusalém

A República Checa, que prometeu abrir representação diplomática em Jerusalém, já recebeu as vacinas de Israel. De acordo com o Público, Israel doou vacinas à República Checa, que prometeu abrir uma representação diplomática em Jerusalém; à …

Há uma "grande probabilidade" de variante de Manaus se tornar dominante em Portugal, diz Sociedade Brasileira de Virologia

A variante do SARS-CoV-2 detetada em dezembro em Manaus, no Brasil, pode vir a tornar-se dominante em Portugal, disse o presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Flávio Guimarães da Fonseca, apesar de no momento ainda ser …

Voo humanitário para o Brasil chegou a custar mais de 1.350 euros

O Público avança que o bilhete de um "voo humanitário" da TAP para o Brasil estava a ser vendido por 837 euros no início desta terça-feira. Horas depois, os "últimos lugares" estavam a ser disponibilizados …

Afinal, grupo de trabalho para a vacinação no Parlamento não vai existir

Afinal, ao contrário do que foi avançado esta terça-feira, o grupo de trabalho que devia coordenar o processo de vacinação dos deputados não vai existir. A Assembleia da República esclareceu esta tarde, em comunicado, que não …

Novo estudo indica que coronavírus pode sobreviver na roupa até 72 horas

De acordo com um estudo britânico, o novo coronavírus pode sobreviver na roupa ao longo de até 72 horas. Os especialistas alertam que pode ainda ser transferido da roupa para outras superfícies. Um estudo da universidade …

Polícia espanhola apreende 387 quilos de cocaína em navio chegado do Brasil

A polícia espanhola apreendeu 387 quilos de cocaína no porto de Santa Cruz de Tenerife, nas ilhas Canárias, numa inspeção feita a um camião que viajava num navio chegado do Brasil. O Ministério do Interior (Administração …

SEF detém suspeito de auxiliar pessoas a emigrar ilegalmente para a Irlanda

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, na segunda-feira, um cidadão europeu por suspeitas da prática do crime de auxílio à imigração ilegal. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, em Lisboa, um cidadão …

Afinal, primeira morte por covid-19 na Europa foi na Sérvia

Um trabalhador da construção civil morreu de covid-19 em fevereiro de 2020 em Belgrado, 10 dias antes de outra pessoa ter morrido em França, podendo ter sido afinal a primeira morte pela doença no continente, …

Vacina da Johnson & Johnson considerada eficaz pelos Estados Unidos

O regulador norte-americano, a Food and Drug Administration, aprovou a vacina produzida pela Johnson & Johnson para utilização de emergência em todo o país. A vacina de dose única da Johnson & Johnson contra a covid-19 …

Banco de Portugal alerta sobre investimento em Bitcoin e outras criptomoedas

O Banco de Portugal (BdP) lançou esta quarta-feira um novo aviso aos consumidores sobre os riscos relativos ao investimento em bitcoin e outras criptomoedas, devido à "recente volatilidade observada nos preços de determinados ativos virtuais". "Não …