Ex-assessor de Obama acusado de mentir e esconder informação

Gregory Craig

Um antigo assessor do ex-Presidente dos Estados Unidos Barack Obama foi acusado, na quinta-feira, de mentir ao Departamento de Justiça e de esconder informação sobre o seu trabalho para o Governo da Ucrânia.

O caso contra Gregory Craig, de 74 anos, emergiu da investigação do procurador especial Robert Mueller à alegada interferência da Rússia nas eleições americanas de 2016, escreveu o New York Times. A sua atividade de lobbying estará ligada às diligências de Paul Manafort, antigo diretor de campanha do então candidato Donald Trump, em Kiev.

Segundo a lei dos EUA, todos os lobistas que trabalhem para governos estrangeiros têm de se registar no Departamento de Justiça. Se for condenado, Gregory Craig enfrenta uma pena máxima de cinco anos por cada acusação, além de 250 mil dólares (mais de 220 mil euros) em multas, lê-se num artigo do Expresso. Os seus advogados negam as acusações.

O trabalho do ex- assessor na Ucrânia aconteceu em 2012, enquanto sócio sénior do escritório de advogados Skadden, já após o seu mandato de um ano na Administração Obama.

A sua atividade de lobbying estará ligada às diligências políticas de Paul Manafort, antigo diretor de campanha do então candidato presidencial Donald Trump, em Kiev. Na altura, Paul Manafort trabalhava como consultor político na Ucrânia, tendo encaminhado um projeto para aquele escritório de advogados, indicou o New York Times.

Paul Manafort foi o primeiro antigo assessor de Donald Trump a ser preso no âmbito da investigação de Mueller, apesar de as suas acusações dizerem respeito apenas ao trabalho de consultoria na Ucrânia. Em março, foi preso por acusações de fraude, fraude bancária, conspiração contra os EUA e conspiração para obstruir a justiça.

Embora não tenha sido acusado de violação das leis de ‘lobbying’ no estrangeiro, Gregory Craig prestou declarações falsas e enganosas, refere a acusação. Apesar de conhecer as exigências, o ex-assessor de Barack Obama não se quis registar como lobista da Ucrânia “por acreditar que isso poderia impedi-lo e a outros advogados do escritório de assumirem posições no governo federal no futuro”, acrescenta a acusação.

Ainda segundo a mesma, o antigo assessor reteve informações sobre os seus contactos com os ‘media’ e prestou declarações falsas em documentos entregues à Procuradoria-Geral relativamente à lei americana do ‘lobbying’ no exterior.

Em janeiro, a Skadden pagou 4,6 milhões de dólares (quatro milhões de euros) ao Departamento de Justiça como parte de um acordo, depois de admitir ter prestado declarações enganosas às autoridades federais sobre o trabalho do escritório na Ucrânia. Gregory Craig não foi mencionado nesse acordo.

Antes de as acusações terem sido anunciadas, os seus advogados sublinharam a sua inocência. “A insistência teimosa do Governo em processar [Gregory] Craig é um abuso equivocado da discrição da Procuradoria”, afirmaram num comunicado enviado à imprensa norte-americana.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tragédia no Canal da Mancha. Quatro migrantes morreram em alto mar após Governo rejeitar rota segura

De acordo com as autoridades francesas, quatro migrantes - incluindo duas crianças de cinco e oito anos - morreram ao tentar chegar ao Reino Unido de barco através do Canal da Mancha. O pequeno barco …

Detidos 21 suspeitos de desviarem fundos para financiar Puigdemont na Bélgica

A operação da polícia espanhola contra o alegado desvio de fundos públicos para financiar as despesas do ex-presidente regional catalão Carles Puigdemont fugido na Bélgica resultou hoje em 21 detidos ligados ao movimento independentista na …

Ativista detido depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Museu do Louvre

Mwazulu Diyabanza foi detido na semana passada em Paris, depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Louvre. O ativista congolês disse que a ação foi parte de um protesto para que os museus europeus …

Proteção Civil do Porto já pediu recolher obrigatório e recomenda novo estado de emergência

A Proteção Civil do distrito do Porto já avançou com o pedido ao Governo de recolher obrigatório para a região. Marco Martins sugere ainda o regresso ao estado de emergência. Marco Martins, responsável pela proteção Civil …

Exames nacionais de 2021 mantêm normas excecionais criadas no anterior ano letivo

Os professores vão voltar a contabilizar, na classificação dos próximos exames nacionais, apenas as respostas às perguntas obrigatórias e àquelas em que o aluno tenha melhor pontuação, à semelhança das normas excecionais aplicadas no ano …

PSD-Madeira critica preços "pornográficos" e "obscenos" nas viagens da TAP no Natal

O PSD-Madeira voltou nesta quarta-feira a criticar os preços praticados pela TAP nas viagens para a região, referindo que na época do Natal chegam a atingir 1.143 euros, e considerou os valores “pornográficos” e “obscenos”. “São …

Autarca de Roma revela que máfia italiana planeou um ataque contra si e a sua família

A presidente da Câmara de Roma, Virginia Raggi, revelou que grupos do crime organizado planearam matá-la e a sua família porque ela os estava a atacar em partes da capital italiana que dominam. Aos 37 anos, …

OE2021. "Quem vota contra quer outro modelo ou desistiu de melhorar o SNS", diz Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, sustentou esta quarta-feira que os partidos que vão votar contra o Orçamento do Estado para 2021 querem outro modelo de sistema de saúde ou desistiram de melhorar o SNS. Numa …

Mais 3.960 casos e 24 mortes. É o pior dia desde o início da pandemia

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 3.960 casos positivos e 24 mortes por covid-19. Os dados foram divulgados no mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este foi o pior dia desde o …

Reconhecimento para cuidadores informais vai ser mais fácil e rápido

O pedido de estatuto de cuidador informal fica, a partir de hoje, mais fácil, deixando de ser necessário apresentar atestado médico e permitindo que documentos que impliquem atos médicos possam ser apresentados posteriormente. De acordo com …