/

Eurovisão: Portugal dispara nas apostas com vitória de Salvador

9

salvadorsobralmusic / Facebook

Salvador Sobral e a irmã, Luísa Sobral, autora da música que venceu o Festival da Canção 2017

Salvador Sobral e a irmã, Luísa Sobral, autora da música que venceu o Festival da Canção 2017

Portugal começou a semana com as odds a cair para mínimos do ano nas apostas para o futuro vencedor do Festival Eurovisão da Canção. Mas, a meio desta segunda-feira, a canção portuguesa tinha disparado para a 7ª posição.

O nosso país escolheu este domingo o seu representante para a edição deste ano do Festival Eurovisão: Salvador Sobral, com a música Amar Pelos Dois.

Depois de várias semanas entre a 20.ª e a 25.ª posições, esta segunda-feira a representação lusitana surge listada com a 7.ª odd mais baixa – ou seja, a 7ª aposta que que menos paga em caso de vitória.

Quanto mais alta a odd, mais arriscada a aposta num determinado país. E apostar em Portugal parece este ano uma aposta mais certa do que nas últimas edições, em que as canções portuguesas raramente subiram acima da 40.ª posição nas apostas.

Itália lidera previsões

A Itália tem-se mantido segura na primeira posição entre os apostadores. Francesco Gabbani e a satírica Occidentali’s Karma acumulam favoritismo desde a escolha no Festival de San Remo, embora estes primeiros prognósticos ocorram num momento em que apenas 25 dos 43 países concorrentes apresentaram as suas músicas.

No top5 seguem-se Suécia, Rússia, Grécia e Austrália. Crónicos favoritos à vitória, nenhum destes países apresentou ainda a sua música. E, a partir do momento em que decidam, poderá haver novas movimentações no ‘mercado’.

No fundo da tabela encontram-se hoje Albânia, Eslovénia, Malta e Espanha, delegações que já escolheram os seus representantes para 2017.

O Festival Eurovisão da Canção 2017 decorre em Kiev, na Ucrânia. Portugal participa na primeira semifinal, a 9 de maio. A segunda semifinal decorre no dia 11 e a final é dia 13. Resta saber se é desta que há milagres para o nosso país.

9 Comments

  1. Por amor de Deus, a música portuguesa não tem qualquer hipótese com a italiana… essa sim, uma música para um festival. Ainda ninguém percebeu o que é uma música “festivaleira”?

  2. Para mim a maior favorita é mesmo a Austrália que aparece no texto como concorrente ao Eurofestival!
    NOTÁVEL.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.