Europeus que quiserem continuar a viver no Reino Unido vão ter de pagar 74 euros

Se quiserem continuar a viver no Reino Unidos, os cidadãos europeus vão ter de pedir uma autorização de residência permanente. O Governo britânico prometeu um sistema fácil para quem quiser permanecer no país.

Os cidadãos europeus que quiserem continuar a viver no Reino Unido depois do Brexit vão ter de passar por um processo “curto, simples e amigo do utilizador”, anunciou o Governo britânico.

Desta forma, cada cidadão europeu que queira permanecer no Reino Unido terá de pagar 65 libras, 74 euros, ou metade caso seja criança. Segundo o Diário de Notícias, espera-se que de 3,2 a 3,8 milhões de europeus submetam o pedido, que será feito online ou através de um aplicação.

Os cidadãos que vivam há mais de cinco anos em território britânico, vão manter os mesmos direitos. O mesmo se aplica aos seus familiares próximos.

De acordo com a RTP, aqueles que não cumprem o requisito dos cinco anos, receberão um visto de pré-residência e, a partir daí, podem morar mais cinco anos no país, altura em que deverão requerer a residência permanente.

“Com este esquema estamos a cumprir o nosso compromisso de garantir os direitos dos cidadãos da União Europeia que já estão neste país, e que contribuem de muitas maneiras, a trabalhar, estudar ou por outros motivos”, disse o ministro do Interior, Sajid Javid.

Sadiq Khan, mayor de Londres, criticou o facto de os requerentes terem de pagar a quantia de 74 euros. “É dececionante que o Governo não tenha usado esta oportunidade para dar uma demonstração de boa vontade aos cidadãos da União Europeia ao fazer deste um processo livre de encargos aos residentes no nosso país”, disse.

Ainda assim, o procedimento vai ser “o mais simples possível” e espera-se que esteja totalmente operacional até ao final de março de 2019. O sistema, que estará disponível online ou através de um aplicação, irá pedir aos cidadãos que provem a sua residência no Reino Unido, a sua identidade e que não tenham registo criminal grave.

Apesar de as negociações para o acordo do Brexit ainda não estarem concluídas, o Governo britânico afirmou que está a ter em conta o acordo preliminar, alcançado em dezembro do ano passado, no qual Londres e Bruxelas delinearam um acordo para garantir que, depois do Brexit, os cidadãos europeus a residir no Reino Unido fossem preservados.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma nova teoria para explicar a onda de sismos silenciosos que fez a Terra tremer em 2018

Em maio de 2018, milhares de terramotos sacudiram a pequena ilha francesa de Mayotte, no arquipélago das Comoras, situado entre o continente africano e Madagáscar. A maioria foram tremores leve mas, um deles, a 15 …

Os futuros colonos de Marte poderão ter miopia, ossos mais densos e até outra cor de pele

https://vimeo.com/338334578 Caso os seres humanos consigam colonizar Marte, os novos colonos do Planeta Vermelho vão sofrer uma série de mutações que os distanciará dos humanos da Terra. Estas alterações serão tão drásticas que os habitantes de …

Adolescente italiana libertada depois de matar pai abusivo. Autoridades alegaram legítima defesa

Uma adolescente italiana que matou o seu pai abusivo foi libertada da prisão domiciliária que as autoridades lhe tinham imposto depois de os promotores considerarem que a jovem agiu em legítima defesa. De acordo com …

Asteróide gigante com lua própria vai passar muito próximo da Terra este sábado

Um asteróide com sua própria "lua" potencialmente perigoso passará este sábado no ponto mais próximo em relação ao nosso planeta pela primeira vez desde que foi descoberto em 1999. Segundo o portal Cnet, trata-se de um …

Adolescente encontra (por acaso) mandíbula de um mastodonte com 34 mil anos

Enquanto procurava relíquias do período neolítico, uma estudante fez uma descoberta surpreendente: encontrou uma mandíbula de um mastodonte com 34 mil anos. Uma adolescente do estado norte-americano de Iowa encontrou uma mandíbula de um mastodonte com …

Encontrado o navio que transportou os últimos escravos africanos para os EUA. Estava num rio

Afundado há 160 anos, um navio emergiu do fundo das águas de um rio do Alabama para contar a história dos últimos escravos africanos nos Estados Unidos. O Clotilda terá sido o último navio de sempre …

Banca. Aumento das comissões é "inevitável"

A diretora-geral da Associação Portuguesa de Bancos disse esta sexta-feira ser "inevitável" que se verifique um aumento do peso relativo das comissões no produto bancário, assinalando que o próprio Banco Central Europeu tem reconhecido …

Presidente do PSG indiciado por corrupção ativa

O presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaïfi, foi indiciado por corrupção ativa num âmbito de um processo judicial que investiga suspeitas relativas à atribuição da organização dos Mundiais de Atletismo a Doha, no Qatar. De acordo com …

Incêndios: Governo decreta Situação de Alerta até 30 de maio

O território continental está desde as 20:00 desta sexta-feira e até às 23:59 de 30 de maio, quinta-feira, em Situação de Alerta, devido às previsões meteorológicas que “apontam para um significativo agravamento do risco de …

Vivia numa habitação social. De repente, herdou uma propriedade de 50 milhões

Um teste de ADN mudou a vida de Jordan Rogers para sempre. O britânico, de 31 anos, promete tentar ajudar outras pessoas que vivem na situação que ele próprio sentiu na pele. Jordan Rogers trabalhava como …