Europeias: António Costa pede voto para quem apresenta soluções (e não para “excêntricos”)

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro António Costa

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou este domingo essencial o voto no PS nas eleições europeias, porque elege quem defende a solução de Governo em Portugal, quem tem “peso efetivo” em Bruxelas e não quem integra grupos “excêntricos”.

Estas palavras, avançou o DN, foram proferidas por António Costa na sessão de apresentação da lista europeia do PS, num discurso em que procurou traçar diferenças entre os candidatos socialistas e os do PSD e CDS-PP, mas, também, em relação ao Bloco de Esquerda e PCP.

Depois de terem discursado os 12 primeiros candidatos da lista socialista ao Parlamento Europeu, o secretário-geral abriu a sua intervenção com a referência ao facto de, “felizmente”, o PS ter “muitos bons quadros e, como tal, não” precisar “de apresentar os mesmos [cabeças de lista] pela terceira vez”.

“Temos também uma lista absolutamente paritária. E destaco o absolutamente. É que somos pela paridade de género por convicção e não por obrigação”, declarou o socialista.

De acordo com o DN, num plano mais político – e numa tentativa de “voto útil” à esquerda -, o secretário-geral do PS defendeu que é importante que se elejam candidatos para grupos com peso no Parlamento Europeu, que contem efetivamente no Parlamento Europeu e que não sejam marginais ou excêntricos no Parlamento Europeu”.

Miguel A. Lopes / Lusa

O secretário Geral do PS, António Costa e o cabeça de lista do PS às eleições Europeias, Pedro Marques

“É preciso que seja um grupo que pese na decisão política no Parlamento Europeu, na escolha da Comissão Europeia e na negociação dos grandes processos legislativos. Por isso, integrar o grupo socialista, que é o primeiro ou o segundo do Parlamento Europeu, é uma condição essencial para podermos ter força”, frisou.

A seguir, o secretário-geral do PS referiu-se especificamente às consequências nacionais em resultado das eleições de 26 de maio próximo, ponto em que atacou indiretamente o PSD e o CDS-PP.

“Há outro requisito fundamental”, que “é ter peso político dentro desse grande grupo, porque se não tivermos peso também não contamos para fazer a diferença”, afirmou, sem nunca se referir diretamente ao PSD ou ao CDS-PP

Segundo António Costa, para o país ter “uma nova agenda social e uma Europa mais amiga do emprego e do crescimento, para ter uma Europa que não combata a mudança política que iniciada há três anos em Portugal, é absolutamente essencial ter no Parlamento Europeu quem possa fazer a diferença, ou seja, os candidatos e candidatas do PS”.

Outra diferença que o líder socialista procurou estabelecer, designadamente com o PSD, foi no que respeita à cobertura territorial da lista de candidatos do PS ao Parlamento Europeu.

“A Madeira e os Açores podem ser regiões ultraperiferias na União Europeia, mas na lista do PS têm representantes ultraelegíveis”, declarou, numa alusão ao quinto lugar de André Bradford (Açores) e ao sexto lugar de Sara Cerdas (Madeira).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

E depois de Cristas? CDS atira congresso de sucessão para 2020

A direção nacional do partido vai propor que o Congresso, que decidirá a liderança do CDS, seja apenas em janeiro, apesar de Assunção Cristas ter manifestado vontade de que fosse ainda este ano. O CDS-PP reúne …

Hong Kong. Deputados pró-democracia forçam Carrie Lam a discursar à porta fechada

A chefe do Executivo de Hong Kong foi esta quarta-feira obrigada a discursar à porta fechada, depois ter sido impedida de falar no parlamento por deputados pró-democracia, que exibiram cartazes e projetaram um vídeo. O discurso …

CP recebeu injeções de 1800 milhões de euros do Estado nos últimos três anos

Nos últimos três anos, o Estado fez 17 operações de reforço de capital na CP, na ordem dos 1,8 mil milhões de euros. Estes serviram principalmente para pagar dívidas da empresa a privados e ao …

Imposto Mortágua foi aplicado a 75 mil contribuintes

O novo escalão do Adicional ao IMI, que prevê a aplicação de uma taxa de 1,5% sobre o valor patrimonial dos imóveis que ultrapasse os dois milhões, chegou a 331 contribuintes. Ao todo, o imposto …

Preço da luz vai descer 18 cêntimos no mercado regulado

Os preços da eletricidade no mercado regulado vão voltar a descer em 2020, segundo a proposta avançada esta terça-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Esta terça-feira, a ERSE propôs uma atualização em baixa de …

Portugal teve perdas fiscais de 900 milhões de euros por menor tributação do gasóleo

A tributação ao gasóleo é mais baixa do que os impostos à gasolina. A diferença entre os dois combustíveis leva a perdas de 900 milhões de euros ao Estado. Quem abastece um carro a gasóleo na …

Dulce Neto é a primeira mulher a presidir a um Supremo Tribunal português

A juíza conselheira toma posse, esta quarta-feira, como presidente do Supremo Tribunal Administrativo (STA), tornando-se na primeira mulher a ocupar o lugar cimeiro de um supremo tribunal em Portugal. Dulce Neto, de 58 anos, foi eleita …

Défice zero e mais crescimento. Previsões de Centeno para o OE2020 são de "elevado risco"

O Governo faz uma revisão das metas para 2020 no esboço do Orçamento de Estado para o próximo ano que enviou à Comissão Europeia, prevendo um aumento do crescimento económico e um saldo orçamental equilibrado, …

Conselho nacional do PSD pode ser atirado para novembro. Apoios a Rio e Montenegro equilibrados

Rui Rio mantém o silêncio sobre uma recandidatura a líder do PSD, o que está a ser visto como um condicionamento do partido, tendo também nas suas mãos o calendário interno. O conselho nacional para …

Varandas quer vender já em janeiro (e há três nomes em cima da mesa)

O Sporting deverá vender um jogador já no próximo mercado de transferências em janeiro. O dinheiro será destinado a renovações e a trazer um novo reforço para o ataque. Frederico Varandas continua a sua saga para …