Eurocéticos do Parlamento Europeu estão entre os que mais ganham com atividades paralelas

A ONG Transparency International concluiu que quase um terço do total de deputados ao Parlamento Europeu (PE), de praticamente todos os grupos políticos, aufere rendimentos que acumula com o salário de eurodeputado.

O britânico Partido do Brexit e a italiana Liga, eurocéticos, são os partidos representados no Parlamento Europeu cujos eurodeputados mais rendimentos obtêm de atividades externas, segundo uma análise da secção europeia da organização não-governamental Transparency International.

A ONG analisou as declarações de interesses que os eurodeputados têm de entregar quando iniciam o mandato e concluiu que quase um terço do total de deputados ao Parlamento Europeu (PE), de praticamente todos os grupos políticos, aufere rendimentos que acumula com o salário de eurodeputado.

Do total de 748 deputados (os 751 que compõem o PE menos os três eurodeputados catalães impedidos de tomar posse), 521 declararam atividades paralelas que, combinadas, representam um rendimento global de pelo menos 6,3 milhões a 16,2 milhões de euros, segundo o estudo, publicado no final de setembro no site Integrity Watch.

Entre eles, 48 eurodeputados declararam um rendimento anual com outras atividades superior ao salário bruto anual que recebem como eurodeputados (cerca de 105 mil euros).

Os eurodeputados podem exercer atividades remuneradas durante o mandato desde que as declarem, mas a ONG lamenta que o PE aceite uma descrição vaga dessas atividades – como “consultor independente”, “advogado” ou “parceiro numa sociedade registada” -, na medida em que dificulta a avaliação de potenciais conflitos de interesses.

A Transparency assinala por outro lado que os rendimentos são declarados por escalões, o mais comum de 1.001 a 5.000 euros, o que cria grandes discrepâncias entre o rendimento mínimo e máximo declarado.

Entre os dez deputados que mais rendimentos obtêm de atividades extraparlamentares, entre 240 mil e 960 mil euros ao ano, cinco pertencem ao recém-criado Partido do Brexit, incluindo o líder, Nigel Farage. Entre os 50 primeiros da lista, 12 são do Partido do Brexit e 5 da Liga.

O primeiro português surge na 36.ª posição na lista: Álvaro Amaro (PSD), com rendimentos externos de entre 24 mil e 120 mil anuais, auferidos enquanto presidente das assembleias-gerais de três empresas. Seguem-se, em 72.º, 73.º e 74.º lugar, o social-democrata Paulo Rangel, o socialista Manuel Pizarro e o comunista João Ferreira, todos com rendimentos anuais entre 12.024 e 65.988 euros por ano, e o socialista Pedro Silva Pereira, em 93.º, com 12.012 a 60 mil euros anuais.

Nuno Melo (CDS-PP), Francisco Guerreiro (PAN) e Carlos Zorrinho (PS) declararam entre 12 a 5.988 euros por ano e todos os restantes eurodeputados portugueses 0 euros.

Para a Transparency International, o sistema do PE em matéria de remunerações externas é “permissivo” e precisa de uma “reforma urgente”, porque “assenta exclusivamente na vontade do presidente do Parlamento Europeu de fazer respeitar o código de conduta”. “A falta de poderes de investigação e de mecanismos de sanções credíveis leva a um sistema permissivo que corre o risco de não ser levado a sério”, escreve a ONG.

Segundo os dados da organização, na última legislatura, foram reportadas 24 violações do código de conduta, mas nenhuma sanção foi aplicada.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Acusada de queimada que terá originado fogo no Pinhal de Leiria rejeita acusação

A mulher acusada de ter sido autora de uma queimada cujo reacendimento terá contribuído para os incêndios de outubro de 2017 no Pinhal de Leiria garantiu esta quinta-feira ao Tribunal de Alcobaça que estava a …

"Não sou condicionável por coisa nenhuma". Tomás Correia diz que não sai do Montepio

O presidente da Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG), António Tomás Correia, afirmou esta quinta-feira que não é “condicionável por coisa nenhuma”, recusou estar a ser afastado da mutualista e reiterou que não sairá no dia …

Ministra da Saúde quer enfermeiro de família para todos os portugueses

A ministra da Saúde, Marta Temido, quer que todos os portugueses tenham um enfermeiro de família atribuído até ao final da próxima legislatura, à semelhança da meta traçada para os médicos de família. Na abertura do …

Rei de Marrocos indulta jornalista marroquina condenada por aborto

O rei de Marrocos, Mohamed VI, indultou a jornalista Hajar Raissouni, recentemente condenada a um ano de prisão por "aborto ilegal" e "relações sexuais fora do casamento", segundo um comunicado oficial. A mulher, de 28 anos, …

Morreu Elijah Cummings, um dos democratas que investigava Trump

O congressista norte-americano Elijah Cummings, uma das figuras do Partido Democrata mais respeitadas na oposição pela sua frontalidade e por acalmar protestos violentos e desentendimentos entre adversários, morreu esta quinta-feira, aos 68 anos. A notícia da …

Risco de pobreza em Portugal é o mais baixo de sempre. Mas há 330 mil menores em risco

O ano de 2017 trouxe melhorias às condições de vida da população, com o risco da pobreza a atingir 17,3% dos residentes em Portugal. É a taxa mais baixa desde que este indicador é tratado, …

Maria Martins conquista bronze nos Europeus de ciclismo de pista

Maria Martins venceu nesta quarta-feira a medalha de bronze no “scratch” feminino dos Europeus de ciclismo de pista, que nesta quarta-feira arrancaram em Apeldoorn, na Holanda. Depois de várias medalhas em Europeus sub-23, a ciclista de …

Carlos César: Firmar um acordo com o Bloco descriminaria os restantes partidos de esquerda

O dirigente socialista Carlos César mostrou-se esta quarta-feira confiante que o novo Governo será para quatro anos, considerando ainda que firmar um acordo com o Bloco de Esquerda seria discriminar os restantes partidos de esquerda. …

Médico que deixou bebé nascer sem rosto tem quatro processos na Ordem

O obstetra que não detetou malformações graves num bebé que acabou por nascer sem rosto no início deste mês, em Setúbal, tem quatro processos em curso no conselho disciplinar da Ordem dos Médicos. A informação foi …

Tensão na Catalunha afeta realização do Barcelona-Real Madrid

A violência dos protestos na Catalunha está a fazer com que a Liga e a Federação de futebol espanholas repensem a ideia de o clássico entre Barcelona e Real Madrid se realizar em Camp Nou. O …