Os EUA chegaram ao pódio dos países com mais jornalistas mortos no Mundo

Rod Lamkey Jr. / EPA

Vigília pela morte de cinco jornalistas em Annapolis, EUA

Os Estados Unidos são agora o segundo país do Mundo onde há mais jornalistas mortos. Os norte-americanos estão empatados com a Síria, e atrás apenas do Afeganistão.

O tiroteio na redação do jornal Capital Gazette, em Annapolis, no estado norte-americano do Maryland, que causou a morte de quatro jornalistas e vários feridos, poderá vir a ser arquivado como um massacre aleatório. Mas está longe de ser apenas mais um tiroteio entre os muitos outros que ocorrem com naturalidade em terras de Tio Sam.

Segundo o The Observer, o resultado do tiroteio catapulta os Estados Unidos para o segundo lugar entre os países com mais jornalistas mortos no Mundo – à frente de países com regimes brutais, como a Rússia e a Ucrânia, onde vários jornalistas que investigavam Vladimir Putin foram mortos nos últimos anos, e da China e Coreia do Norte.

Mas, segundo realça o jornal norte-americano, o número de jornalistas mortos em países supostamente democráticos está a aumentar – com destaque para o mediático caso do Charlie Hebdo, em França, que provocou a morte de cinco dos colunistas do jornal satírico.

Em alguns destes países, como a Colômbia e o México, o tráfico de droga tem sido responsabilizado pelo grande número de vítimas entre jornalistas. No Paquistão, Índia, Sri Lanka, por outro lado, a culpa pela morte de jornalistas é atribuída ao terrorismo. A Eslováquia, por seu turno, está este ano de luto pela morte de um jornalista que investigava ligações entre máfia e políticos.

Algumas das mortes de jornalistas estão a ocorrer também em países como a Turquia e as Filipinas, cujos chefes de estado, Recep Erdogan e Rodrigo Duterte, abertamente rejeitam o escrutínio da imprensa e apelam à perseguição de jornalistas.

Num discurso proferido durante a sua campanha eleitoral, Rodrigo Duterte afirmou que os jornalistas são miseráveis. “Eles destroem as pessoas, e famílias. Eles morrem. Matem o jornalismo. Parem o jornalismo no país”.

Quatro jornalistas foram assassinados nas Filipinas desde que Rodrigo Duterte assumiu a presidência do país, há pouco mais de um ano.

Mas após o massacre de Annapolis, que causou para já cinco mortos, os Estados Unidos surgem à frente de todos estes países, empatados com a Síria no número de jornalistas mortos em 2018. Os EUA estão atrás apenas do Afeganistão, país onde 10 jornalistas foram assassinados nos últimos seis meses .

Segundo o The Observer, que cita dados do Committee to Protect Journalists (CPJ), foram registados 11 jornalistas mortos nos Estados Unidos entre 1992 e 2017, e este número poderá duplicar, após o tiroteio no Capital Gazette, se os feridos no ataque que se encontram em estado grave não sobreviverem.

E este é um aspecto em que o presidente Donald Trump possivelmente não estaria a contar tornar a América grande outra vez.

  AJB, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Mosteiro medieval abriga o mais completo museu do circo da Europa

Nos salões de um mosteiro medieval na pitoresca localidade de Besalú, em Girona, alojou-se o Circusland - Palácio Internacional do Circo, o primeiro museu profissional da Europa que se dedica ao circo. O espaço conta com …

Livro de estreia de José Saramago publicado em castelhano pela primeira vez

O livro “Terra do Pecado”, que marcou a estreia na ficção de José Saramago, em 1947, vai ser lançado em Espanha na quinta-feira, no que é a primeira vez que a obra está disponível em …

A Citroën concebeu um skate inspirado na mobilidade urbana

O Citroën Skate é uma plataforma de veículos elétricos, totalmente autónoma, que pode ser equipada com diferentes tipos de cápsulas. A plataforma Citroën Skate quer revolucionar o transporte em meio urbano sem que seja necessário um …

Bebeu demais na noite anterior? Não é aconselhado tomar um parecetamol

A combinação de álcool e este tipo de medicação pode sobrecarregar o fígado e provocar danos hepáticos, refere uma especialista. Muitas das vezes cometem-se excessos com o álcool e, tendencialmente, os sintomas de desconforto surgem no …

Portugal 5-0 Luxemburgo | Manita com três de Cristiano

Goleada das grandes. Portugal recebeu o Luxemburgo e não permitiu as mesmas dificuldades do jogo da primeira volta. Aos 17 minutos a formação das “quinas” já vencia por 3-0, com duas grandes penalidades a ajudar, e …

Vantablack. A tinta preta mais preta do mundo já é vendida em peças (que se unem como legos)

Desde a substituição dos ecrãs verdes à pintura dos cenários do teatro, o futuro do entretenimento tem tudo a ver com a Ventablack - a cor preta mais preta do mundo. Nenhuma cor - ou, melhor …

Itália vai exigir passaporte sanitário a todos os trabalhadores a partir de sexta-feira

O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, assinou hoje um decreto com as normas sobre a obrigatoriedade de os funcionários públicos exibirem o passe sanitário a partir de 15 de outubro nos locais de trabalho, medida que …

Está criado o primeiro iPhone com entrada USB — pelas mãos de um estudante de robótica

Ken Pillonel é estudante do mestrado em robótica do Swiss Federal Institute e implementou um sistema que daqui a uns meses pode tornar-se regra nos dispositivos da marca da maçã. Numa altura em que a União …

Autópsia revela que Gabby Petito morreu por estrangulamento. Namorado continua desaparecido

A autópsia ao corpo de Gabby Petito revela que a jovem foi estrangulada. O namorado, Brian Laundrie, que a acompanhava na viagem, continua desaparecido. Além de revelarem o motivo da morte da norte-americana, as autoridades também …

F1: piloto do carro médico continua a recusar vacina (e português beneficia)

Alan van der Merwe não esteve no Grande Prémio da Turquia e, provavelmente, não vai estar em mais nenhuma corrida em 2021. Um português foi chamado para o Grande Prémio da Turquia, na Fórmula 1: Bruno …