Cidade dos EUA “paga” a jovens para não se tornarem criminosos

O projeto que nasceu há dez anos numa pequena cidade da Califórnia, nos Estados Unidos, já chegou à capital do Estado, Sacramento.

Em 2009, as autoridades de Richmond, na Califórnia, concluíram que 70% dos crimes com arma de fogo que ocorriam na cidade, então com pouco mais de 100 mil habitantes, eram obra de um pequeno grupo de delinquentes. Nessa altura, Richmond estava entre as 12 cidades mais violentas dos Estados Unidos.

“Mesmo com a presença de mais forças de segurança vimos que a violência não diminuía. Como não estávamos a conseguir tirá-los das ruas, pensamos em dar-lhes uma alternativa que os motivasse e os fizesse mudar de comportamento”, explicou DeVone Boggan, diretor executivo do Advance Peace.

Do programa faz parte uma seleção de mentores, geralmente indivíduos que já cumpriram pena de prisão e que acompanham os jovens vulneráveis e os ajudam a desenvolver um “plano de vida”.

“Os mentores, que vemos como agentes de mudança, vêm dos mesmos bairros, conhecem essa vida”, continua Boggan. “A intervenção consiste em desenvolver relações com esses meninos vulneráveis, relações fortes, de confiança, para poder avançar com as outras etapas do programa”.

Uma dessas etapas tem causado polémica, sobretudo agora que chegou a Sacramento: o pagamento de um valor mensal aos jovens.

A capital da Califórnia é uma das cidades onde a violência urbana mais aumentou nos últimos anos, com os gangues a serem apontados como os responsáveis por mais de um quarto dos homicídios cometidos anualmente na cidade.

“Todos concordamos que esses indivíduos provavelmente serão alvejados ou dispararão contra alguém nos próximos seis meses. Isso vai ter um custo para nós. Se os prendemos, teremos gastos altos. Há um custo de 400 mil dólares (350 mil euros) por tiroteio ou 1 milhão por homicídio”, disse Khaalid Muttaqi, diretor do grupo de Prevenção e Intervenção em Gangues da Câmara de Sacramento.

“Mas os participantes do programa custam, por 18 meses, 30 mil dólares no máximo. Mesmo que não se não concorde com o programa, faz sentido economicamente”, afirma.

Também Boggan considera que as críticas são feitas por falta de informação: “Concentram-se num só elemento, o incentivo económico, quando há um conjunto de coisas que o programa faz, como o contacto diário com o jovem, a atenção constante, o desenvolvimento de um plano de ação que inclui estabelecer objetivos de educação, emprego, habitação, saúde ou viagens para que conheça outras realidades.”

Khaalid Muttaqi enumera os fatores por detrás do ingresso destes jovens no mundo do crime: vingança entre membros de gangues e consumo e venda de drogas, mas também questões pessoais, estado mental, traumas. “São coisas em que não costumamos pensar”, acrescenta.

“Vemos essas pessoas que cometem crimes como más. Muitos deles foram também vítimas de violência. Pode ter sido abuso infantil, podem ter visto muita violência na infância, e essa pode ser a raiz do problema, mas não se fala disso”, defende. “Debaixo da tatuagem, do cabelo, da forma de falar, quase todos querem ter uma vida melhor.”

Isto levou os responsáveis de Sacramento a decidirem trabalhar com os jovens em maior risco de recorrerem à violência, antes de estar premirem o gatilho ou se tornarem vítimas.

ZAP // BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …

Maduro prepara reestruturação do Governo venezuelano

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu aos ministros do seu Governo que ponham os seus cargos à disposição, a fim de impulsionar uma "reestruturação profunda" do Executivo. O anúncio foi feito este domingo através do …

"Cojones" de Ronaldo valem-lhe processo disciplinar da UEFA

A UEFA abriu um processo disciplinar a Cristiano Ronaldo pelo seu festejo na vitória por 3-0 frente ao Atlético Madrid. O gesto ousado do português após marcar o terceiro golo na partida foi uma resposta …

Olimpíadas de Tóquio terão robôs a ajudar pessoas em cadeira de rodas

As Olimpíadas de Tóquio, que decorrem em 2020, podem vir a ficar conhecidas como os "Jogos dos Robôs", devido aos robôs que serão usados ​​no novo Estádio Nacional para ajudar os apoiantes em cadeiras de …

Banco de Portugal quer obrigar bancos a reduzir custos de transferências imediatas

O Banco de Portugal quer que a banca implemente práticas que reduzam o preço das transferências imediatas, de forma a aumentar a sua adoção. Estas são transações monetárias de uma conta para outra, efetuadas num …

Holanda investiga morte de milhares de doentes mentais na II Guerra Mundial

A Holanda vai investigar as circunstâncias em que milhares de pessoas com incapacidades e doenças mentais morreram nos hospitais psiquiátricos do país na II Guerra Mundial, um número que é desconhecido, divulgou a imprensa local. "Não …

Roubo, sequestro e violação. PJ descortinou 210 crimes inventados nos últimos cinco anos

Nos últimos cinco anos, a Polícia Judiciária descortinou que 210 investigações lançadas após denúncias de alegados lesados eram, na verdade, invenções. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia, os delitos mais …

Número de mortos pela passagem do ciclone Idai por África aumentou para 200

O número de vítimas mortais devido à passagem do ciclone Idai por Moçambique, Zimbabué e Malaui subiu para 200, de acordo com dados divulgados este domingo pela Organização das Nações Unidas (ONU). No Zimbabué, o número …

Durante uma semana, Lisboa vai ter passe de transportes a 10 euros

Os transportes da Área Metropolitana de Lisboa (AML) vão ter no mês de abril um passe com o preço de 10 euros e validade de sete dias para assegurar o período transitório da implementação do …