Cidade dos EUA “paga” a jovens para não se tornarem criminosos

O projeto que nasceu há dez anos numa pequena cidade da Califórnia, nos Estados Unidos, já chegou à capital do Estado, Sacramento.

Em 2009, as autoridades de Richmond, na Califórnia, concluíram que 70% dos crimes com arma de fogo que ocorriam na cidade, então com pouco mais de 100 mil habitantes, eram obra de um pequeno grupo de delinquentes. Nessa altura, Richmond estava entre as 12 cidades mais violentas dos Estados Unidos.

“Mesmo com a presença de mais forças de segurança vimos que a violência não diminuía. Como não estávamos a conseguir tirá-los das ruas, pensamos em dar-lhes uma alternativa que os motivasse e os fizesse mudar de comportamento”, explicou DeVone Boggan, diretor executivo do Advance Peace.

Do programa faz parte uma seleção de mentores, geralmente indivíduos que já cumpriram pena de prisão e que acompanham os jovens vulneráveis e os ajudam a desenvolver um “plano de vida”.

“Os mentores, que vemos como agentes de mudança, vêm dos mesmos bairros, conhecem essa vida”, continua Boggan. “A intervenção consiste em desenvolver relações com esses meninos vulneráveis, relações fortes, de confiança, para poder avançar com as outras etapas do programa”.

Uma dessas etapas tem causado polémica, sobretudo agora que chegou a Sacramento: o pagamento de um valor mensal aos jovens.

A capital da Califórnia é uma das cidades onde a violência urbana mais aumentou nos últimos anos, com os gangues a serem apontados como os responsáveis por mais de um quarto dos homicídios cometidos anualmente na cidade.

“Todos concordamos que esses indivíduos provavelmente serão alvejados ou dispararão contra alguém nos próximos seis meses. Isso vai ter um custo para nós. Se os prendemos, teremos gastos altos. Há um custo de 400 mil dólares (350 mil euros) por tiroteio ou 1 milhão por homicídio”, disse Khaalid Muttaqi, diretor do grupo de Prevenção e Intervenção em Gangues da Câmara de Sacramento.

“Mas os participantes do programa custam, por 18 meses, 30 mil dólares no máximo. Mesmo que não se não concorde com o programa, faz sentido economicamente”, afirma.

Também Boggan considera que as críticas são feitas por falta de informação: “Concentram-se num só elemento, o incentivo económico, quando há um conjunto de coisas que o programa faz, como o contacto diário com o jovem, a atenção constante, o desenvolvimento de um plano de ação que inclui estabelecer objetivos de educação, emprego, habitação, saúde ou viagens para que conheça outras realidades.”

Khaalid Muttaqi enumera os fatores por detrás do ingresso destes jovens no mundo do crime: vingança entre membros de gangues e consumo e venda de drogas, mas também questões pessoais, estado mental, traumas. “São coisas em que não costumamos pensar”, acrescenta.

“Vemos essas pessoas que cometem crimes como más. Muitos deles foram também vítimas de violência. Pode ter sido abuso infantil, podem ter visto muita violência na infância, e essa pode ser a raiz do problema, mas não se fala disso”, defende. “Debaixo da tatuagem, do cabelo, da forma de falar, quase todos querem ter uma vida melhor.”

Isto levou os responsáveis de Sacramento a decidirem trabalhar com os jovens em maior risco de recorrerem à violência, antes de estar premirem o gatilho ou se tornarem vítimas.

ZAP // BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Empresa portuguesa quer produzir alface em câmaras frigoríficas (e podem ser levadas para Marte)

A empresa Grow to Green promete que vai produzir alimentos indoor. É possível gastar menos 98% de água na produção de alface, o que permite cultivá-lo diretamente no supermercado, no deserto ou, quem sabe um …

May rejeita novo referendo, apresenta Plano B do Brexit e pede ajuda à oposição

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, rejeitou esta segunda-feira convocar um segundo referendo sobre o Brexit e afirmou que espera voltar a debater com a União Europeia o controverso plano de salvaguarda elaborado para …

Porto vende 35 mil francesinhas por dia (e os turistas adoram)

O Porto vende pelo menos 35 mil francesinhas por dia nos mais de 700 cafés e restaurantes da cidade, o que significa que por mês há cerca de um milhão daquelas sanduíches especiais a serem …

China limita número de alpinistas autorizados a escalar Everest

O número total de alpinistas que tentam alcançar o topo do Everest, a 8.850 metros de altitude, a partir do norte, serão limitados a menos de 300, e a temporada de escalada será restringida à …

Rede francesa de solidariedade acolhe brasileiros que queiram fugir de Bolsonaro

Solidarité Brésil é o nome da iniciativa, lançada esta sexta-feira, em Paris, que tem como objetivo ajudar estudantes, artistas ou intelectuais que se sintam ameaçados no Brasil de Jair Bolsonaro. Podem ser estudantes, investigadores, artistas, professores, …

Todos os dias cinco portugueses tornam-se britânicos

Todos os dias, em média, cinco emigrantes portugueses tornam-se britânicos. Só entre janeiro de 2017 e setembro de 2018, 2.655 emigrantes no Reino Unido conseguiram obter cidadania britânica, número que supera o total de autorizações …

O maior encontro religioso do mundo leva 150 milhões de pessoas à Índia

Até 04 de março, são esperados na cidade indiana Allahabad cerca de 150 milhões de peregrinos, que buscam proteção e purificação nas águas que cruzam os rios sagrados Ganges, Yamuna e Saraswati, durante aquele que é …

Ciclistas indignados com anúncio que mostra bicicleta a ser abalroada

Um anúncio de publicidade do Continente em que um ciclista é abalroado por um automóvel está a gerar indignação. A Federação Portuguesa de Ciclismo já pediu a retirada do anúncio e apresentou queixa à Entidade …

Hoje, Wall Street parou. É dia de Martin Luther King Jr

Desde 1986 que se realiza, nos EUA, na terceira segunda-feira de janeiro, o dia de Martin Luther King Jr., um feriado federal. A bolsa de Nova York estará encerrada, assim como a maior parte das …

Vaticano acusado de conhecer má conduta de bispo argentino desde 2015

O Vaticano recebeu informações entre 2015 e 2017 de que um bispo argentino próximo do papa exibia um comportamento "obsceno" e foi acusado de má conduta com seminaristas, segundo um religioso citado pela Associated Press. As …