EUA acusam Huawei de apropriar-se indevidamente de tecnologia

A Huawei foi acusada pelos Estados Unidos (EUA) de apropriação indevida de propriedade intelectual e de mentir a investigadores federais. Esta acusação surge depois de o Reino Unido anunciar que a empresa chinesa vai poder fornecer equipamento para a infraestrutura de telecomunicações 5G no país.

Segundo noticiou o Guardian, nesta nova acusação, o Departamento de Justiça norte-americano alega que a Huawei apropriou-se indevidamente de propriedade intelectual e firmou acordos de confidencialidade com fornecedores e professores de institutos de pesquisa para obtenção de tecnologia.

Os responsáveis alegam igualmente que a Huawei aconselhou os funcionários a ocultar o seu envolvimento na empresa durante encontros com agentes das autoridades.

Outra das alegações revela que a empresa chinesa forneceu bens e serviços ao Irão e à Coreia do Norte – violando as sanções dos EUA, da Europa e da Organização das Nações Unidas (ONU) -, apontando para a existência de documentos internos que provam que a Huawei usava nomes de código para se referir aos países sancionados.

Num comunicado, a empresa chinesa afirmou que esta acusação é uma tentativa de “danificar irrevogavelmente a reputação da Huawei e os seus negócios por razões relacionadas com a concorrência e não com a aplicação da lei”.

“Essas novas acusações não têm mérito e baseiam-se principalmente em disputas civis dos últimos 20 anos que foram resolvidas, litigadas e, em alguns casos, rejeitadas por juízes e júris federais. O governo não prevalecerá nestas acusações, que provaremos serem infundadas e injustas”, lê-se no documento.

O Departamento de Justiça norte-americano alegou que a Huawei mentiu sobre a sua relação com a Skycom, empresa que os promotores acreditam ser uma “subsidiária não oficial” da Huawei, responsável por ajudar o Irão a realizar vigilância no país.

Estas alegações surgem um ano após o Departamento de Justiça ter acusado a Huawei e Meng Wanzhou, diretora financeira da empresa e filha do fundador da empresa, Ren Zhengfei, de fraude e de contornar sanções. Meng foi detida no aeroporto de Vancouver, no Canadá, em dezembro de 2018, onde luta contra a extradição para os EUA.

O anúncio desta nova acusação, ocorre semanas depois de o governo de Boris Johnson desafiar os avisos dos EUA contra a parceria britânica com a Huawei, anunciando que a empresa chinesa atuaria como fornecedora para criar uma nova rede 5G.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …