EUA. Florida recruta insetos para matar plantas invasoras

A Florida, nos Estados Unidos (EUA), está a importar insetos para travar as espécies invasoras que estão a destruir as plantas do Parque Nacional de Everglades. Estes insetos parecem ser menos prejudiciais do que as cobras, as iguanas ou os peixes-leão que também tomaram posse do local.

Em junho, as autoridades de Orlando soltaram besouros numa herdade onde estavam plantadas inhame (Dioscorea Bulbifera). Agora, os responsáveis por Everglades – uma reserva natural ameaçada pela poluição da água – fizeram algo parecido para deter o avanço do arbusto pimenta rosa (Schinus terebinthifolius), noticiou a agência EFE.

“Implantamos o que chamo de pequenas tropas, que vão lutar para ajudar a salvar o Everglades”, disse a tenente-coronel do Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA, Jennifer Reynolds, sobre a libertação dos Pseudophilothrips Ichini na entrada do parque, que cobre uma área de 607.500 hectares no sul da Florida.

Estes pequenos insetos, designados por tripes ou ácaros, alimentam-se somente do arbusto de origem brasileira que foi introduzido na Florida no século 19 com fins ornamentais e espalham-se como ervas daninhas pelas extensas áreas da península.

Os Lilioceris cheni, besouros com uma casca vermelha, não comem nada além de folhas e caules de inhame e em questão de meses deixam a planta descascada. A 27 de junho, funcionários da divisão de Parques de Orlando, no centro do estado, soltaram-nos num terreno com 1,2 hectares, coberto pelas videiras da espécie invasora, que vem da Ásia tropical e foi introduzida na Florida no início do século 20.

Segundo disse à EFE uma porta-voz da Câmara Municipal de Orlando, espera-se que num período de três meses os insetos tenham causado grandes danos aos inhames. “Eles têm muito trabalho a fazer, mas não prejudicam outras plantas”, disse Tara Russakov, responsável pelo departamento de comunicação e de marketing.

O Departamento de Agricultura dos EUA e a universidade local estão a trabalhar em conjunto para criar os besouros que comem inhame e soltá-los na natureza entre os meses de maio e outubro.

De acordo com a EFE, proprietários que vejam as suas terras invadidas pela Dioscorea Bulbifera podem solicitar um desses pequenos exércitos à Universidade da Florida.

Mais de 600 mil besouros foram soltos na natureza como parte do biocontrole de inhame na Florida, que começou há alguns anos e originou bons resultados. No inverno, porém, os Lilioceris cheni parecem desaparecer, mas quando essa temporada termina aparecem novamente para controlar o inhame.

No caso de Everglades, assim como uma verdadeira praga de serpentes pítons birmanesas, que ameaça a vida selvagem nativa, a árvore da pimenta brasileira afoga a vegetação nativa e não serve de refúgio para os animais. Esta planta está a causar danos significativos às áreas agrícolas e naturais da Florida, Havai e Texas.

O objetivo é reduzir em 80% o avanço da planta, que cobre mais de 283.500 hectares de terreno na Florida, incluindo partes de Everglades, sem prejudicar as plantas e os animais.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …

Uma estrela supermassiva explodiu e aniquilou tudo à sua volta

Uma estrela renegada, que explodiu numa galáxia distante, forçou os astrónomos a colocar de lado décadas de investigação e a concentraram-se num novo tipo de supernova que pode aniquilar completamente a sua estrela-mãe - não …

G7: Macron e Trump com "elementos de convergência" sobre Amazónia, Irão e comércio

O Presidente francês, Emmanuel Macron, conversou este sábado com o Presidente norte-americano, Donald Trump, durante o almoço, que durou duas horas, sobre "elementos de convergência" relativos ao comércio, ao Irão e aos fogos na Amazónia, …

Dieta com poucos hidratos de carbono pode acabar com as enxaquecas

Pessoas que têm enxaquecas frequentes sabem que qualquer dica é bem-vinda. Aqui vai uma nova: uma dieta com poucos hidratos de carbono pode ser uma boa arma para evitar estas crises. Desde 1920 que os …

Encontrado o estaleiro mais antigo do mundo. Estava afundado na costa de Inglaterra

https://vimeo.com/355759312 Arqueólogos descobriram uma estrutura de madeira com 8.000 anos de idade — que será o local de construção de barcos mais antigo do mundo. A arquitetura estava particularmente bem preservada considerando o facto de estar 11 …

Astrónomos treinam IA para encontrar antigas colisões de galáxias

Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. Os astrónomos encontraram agora uma nova forma de as encontrar. Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. …

Inteligência Artificial está a reviver jogos de tabuleiro ancestrais

A Inteligência Artificial consegue descobrir, com um grande grau de precisão, o conjunto de regras de vários jogos de tabuleiro ancestrais. Jogos de tabuleiro com centenas de anos são, por vezes, encontrados em escavações arqueológicas. Sem …