EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

Dan Scavino / Wikimedia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com o presidente da China, Xi Jinping

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país foi superando todas as outras grandes economias mundiais. Agora, a situação segura do país também lhe dá vantagem na guerra comercial que mantém com os Estados Unidos.

De acordo com dados oficiais da alfândega, a segunda maior economia do mundo fechou 2020 com um excedente comercial de 78 mil milhões de dólares.

No ano passado, o excedente geral da China atingiu o recorde de 535 mil milhões de dólares, cerca de 27% a mais do que em 2019. Perante este cenário, as exportações atingiram um recorde histórico.

“No meio de tantas discussões sobre desglobalização, a pandemia acabou por aprofundar ainda mais os laços entre a China e o resto do mundo”, escreveu Larry Hu, economista da Macquarie Capital na China, num relatório de pesquisa.

Louis Kuijs, diretor de economia asiática da Oxford Economics, atribuiu os ganhos da China em grande parte à gestão do país em relação à pandemia, que eclodiu na cidade chinesa de Wuhan há pouco mais de um ano. O especialista acredita que Pequim beneficiou de uma grande procura por equipamentos de proteção e eletrónicos, já que grande parte da população mundial se encontrava em trabalho remoto.

Assim, e num cenário de ascensão crescente, a relação comercial da China com os Estados Unidos, tornou-se mais desequilibrada, uma vez que o excedente comercial de Pequim com Washington subiu cerca de 317 mil milhões de dólares em 2020, um aumento de 7% em relação ao ano anterior e o segundo maior valor já registado, segundo Iris Pang, economista no ING.

Kujis sugere que “a julgar pelo aumento das importações dos EUA à China em 2020, parece justo dizer que a guerra comercial de Trump com o país falhou“.

Os analistas esperam que o crescimento económico da China se recupere ainda mais. De acordo com a Reuters, vários economistas esperam que o PIB chinês cresça 2,1%.

“Como a China desempenha um papel crítico em muitas cadeias de abastecimento, e continua a ser um país fundamentalmente muito competitivo para produzir, é muito mais fácil falar do que realmente cortar laços”, disse Kuijs.

Ainda assim, os especialistas sublinham que o futuro da China terá vários desafios, sendo um deles o mandato do presidente eleito Joe Biden, que provavelmente não irá reverter parte da pressão sobre o país depois de assumir o cargo na próxima semana, recorda a CNN.

“A administração de Joe Biden irá adotar uma abordagem diferente, menos competitiva, mas mais firme em relação à China”, considera Kuijs, acrescentando que “mesmo assim, não é possível que Biden remova as tarifas sobre produtos chineses tão cedo”.

Ana Isabel Moura Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sob o mote da "prudência", especialistas aconselham Governo a não avançar no desconfinamento

Manuel Carmo Gomes, o epidemiologista que deixou de participar nas reuniões no Infarmed, aconselhou o Governo a não avançar para a terceira fase de desconfinamento. E não é o único a defender a suspensão. De acordo …

Oposição quer redução de portagens. Governo responde com cortes ou aumento de impostos

O Governo disse hoje que a redução de portagens nas ex-SCUT "é legal e constitucional", defendendo que a Assembleia da República deve ajudar a encontrar a compensação para encargos de até 149 milhões de euros …

Bispo do século XVII foi enterrado com um feto. Cientistas já sabem porquê

Cientistas já sabem porque é que foi encontrado o cadáver de um feto junto dos restos mortais de um antigo bispo de Lund, na Suécia. Peder Pedersen Winstrup foi um bispo de Lund, cidade na atual …

Detenção da autarca de Vila Real de Santo António surpreende PSD. Deputado do PS suspeito no negócio

Esta terça-feira, a presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Conceição Cabrita, foi detida por suspeitas do crime de corrupção num negócio de imobiliário em Monte Gordo.  Fonte da direção do PSD disse, …

Atraso com vacina da Johnson não altera metas do plano de vacinação

O anúncio desta terça-feira do atraso da distribuição da vacina da Johnson & Johnson na Europa não vai afetar o plano de vacinação em Portugal, garantiu a task force. Mais um contratempo para o processo de …

Descoberta de bactérias comedoras de metano numa árvore comum pode ser boa notícia

A descoberta de bactérias que "comem" metano numa árvore australiana comum pode ser uma boa notícia no desafio de reduzir a emissão de gases com efeito de estufa. As árvores são os pulmões da Terra, uma …

Rio diz ser "desejável" que PSD Madeira e Açores excluam Chega de coligações

Em Portugal Continental, o PSD não aceita coligações com o Chega para as próximas autárquicas, sublinhou Rui Rio, que deseja que o mesmo princípio seja seguido nas Regiões Autónoma. Esta terça-feira, Rui Rio reiterou que …

Marcelo começa a despedir-se da emergência e passa a bola ao Governo

Depois do 15.º estado de emergência e com a situação mais controlada, o Presidente da República entende que o ideal é o Governo começar a procurar alternativas legais. Marcelo Rebelo de Sousa espera que o 15.º …

EDP abdicou de decisão do Fisco antes de vender barragens

A EDP abdicou de uma prerrogativa prevista na lei que permitia à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) abrir um procedimento de inspeção prévio antes de concluir a venda das seis barragens ao consórcio francês da …

O chapim-real tem uma cultura (e os "imigrantes" mudam-na para melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Konstanz e do Instituto Max Planck, na Alemanha, descobriu que os chapins-reais são capazes de mudar a sua cultura para se tornarem mais eficientes. Nos animais, "cultura" é qualquer comportamento …