Estudo controverso sugere que as grávidas devem cortar totalmente o consumo de cafeína

Um novo estudo, conduzido pelo professor Jack James, da Universidade de Reykjavik, na Islândia, sugere que as grávidas ou as mulheres que tentam engravidar devem cortar totalmente o consumo de cafeína durante este período.

De acordo com a nova investigação, publicada esta semana na revista BMJ Evidence Based Medicine, as mulheres destes grupos devem cortar completamente o consumo de cafeína, uma vez que este composto aumenta o risco de complicações durante a gestação.

O estudo alega que o consumo de cafeína aumenta significativamente o risco de o feto nascer sem vida, bem como a ocorrência de um aborto espontâneo e o nascimento de uma criança abaixo do peso normal, elenca a emissora norte-americana Sky News.

O novo estudo vai contra as recomendações gerais de médicos e autoridades de saúde pública, que sustentam que as grávidas podem consumir até 200 miligramas de cafeína por dia, o equivalente a dois copos de café americano ou a um expresso.

“As recomendações habituais, como as emitidas pelo NHS (National Health Service), não são consistentes como o nível de ameaça real apontado pela plausibilidade biológica do perigo e da extensa evidência dos danos reais. Consequentemente, as recomendações de saúde atuais sobre o consumo de cafeína durante a gravidez precisam de uma revisão radical”, escreveu Jack James no novo estudo.

Para chegar a esta conclusão, o cientista analisou 37 estudos observacionais anteriores.

Tal como frisa a emissora britânica BBC, o estudo é totalmente observacional, não podendo comprovar, na verdade, que o consumo de cafeína pode prejudicar a gravidez.

Além do NHS, também a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar e as Faculdades de Obstetrícia e Ginecologia dos Estados Unidos e do Reino Unido recomendam limitar, mas não eliminar, o consumo de cafeína durante a gravidez.

Estudo “excessivamente alarmista”

Em declarações à BBC, Luke Grzeskowiak, farmacêutico da Universidade de Adelaide, localizada na Austrália, afirmou que o trabalho de Jack James é “excessivamente alarmista” e inconsistente com as evidências amplamente aceites pela comunidade científica.

“Há tantas coisas que se diz que as grávidas podem ou não fazer (…) a última coisa que precisamos é causar ansiedade desnecessária. No final do dia, as mulheres devem ter a certeza de que a cafeína pode ser consumida com moderação durante a gravidez”.

Por sua vez, Andrew Shennan, professor de obstetrícia do Kings College London, frisou que a análise dos estudos anteriores pode falhar porque depende diretamente das memórias das mulheres sobre o consumo de cafeína. Além disso, continuou, é difícil excluir outros fatores de risco associados aos consumidores de café ou chá com cafeína, como fumar.

“A cafeína está presente na dieta humana há muito tempo (…) Como muitas substâncias encontradas numa dieta normal, os danos na gravidez podem ser encontrados com doses altas [de cafeína]. No entanto, a natureza observacional destes dados com o seu viés inerente não indica com certeza que baixas doses de cafeína sejam prejudiciais, e o conselho que vigora para evitar altas doses de cafeína provavelmente não mudará”.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

MP deteta omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF

O Conselho Superior do Ministério Público detetou falhas e omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF e a transferência das competências administrativas. O Diário de Notícias escreve, esta quarta-feira, que o …

Talibãs confiscam fortunas de antigos funcionários do Governo afegão

O novo Governo talibã confiscou milhões de dólares em dinheiro e ouro de antigos funcionário do Governo do Afeganistão. O Banco Central do Afeganistão, agora controlado pelos talibãs, diz ter confiscado mais de 10 milhões de …

Seis recordes (indesejados) no Sporting-Ajax

Aos 68 segundos já havia um registo inédito em Alvalade. FC Porto continua bem fora de casa, Atlético de Madrid continua mal em casa. Pelo segundo ano consecutivo, o início do Sporting numa competição europeia foi …

Jovem de 16 anos do Real Massamá blindado com uma cláusula de €15 milhões

Amadu Baldé estreou-se este ano pela equipa sénior do Real Massamá. O jovem de 16 deixou tão boas impressões que o clube renovou-lhe o contrato e blindou-o com uma cláusula de rescisão de 15 milhões …

Portugal tem 80% da população com a vacinação completa. Faltam administrar 400 mil doses — mas a quem?

De acordo com as previsões das autoridades de saúde, Portugal deveria atingir a meta de 85% da população com o esquema vacinaal completo em outubro, pelo que ficam a faltar 400 mil doses. Portugal atingiu esta …

Entidade para a Transparência está há dois anos para sair do papel (e pode só chegar em 2024)

A nova Entidade para a Transparência está há dois para sair do papel e até pode só começar a funcionar em 2024. A lei que a criou é de 13 de setembro de 2019, mas até …

Sheriff, o clube que representa um país que oficialmente não existe, faz história na Champions

Na sua estreia absoluta na Liga dos Campeões, o Sheriff Tiraspol venceu o Shakhtar por 2-0. O clube representa um país que, oficialmente, não exista: a Transnístria. Sheriff Tiraspol foi fundado em 1997 por antigos membros …

Costa foi dar um empurrão ao "amigo" Manuel Machado (e tirou da cartola uma maternidade para Coimbra)

Manuel Machado corre o risco de perder a autarquia e, por isso, António Costa foi dar-lhe um empurrão esta quarta-feira, com a promessa de uma nova maternidade que irá avançar três semanas depois das eleições. …

Entre críticas às “ciclovazias”, Medina ouviu mais e falou menos (e ainda houve um debate à esquerda)

O último debate dos candidatos à Câmara de Lisboa aconteceu ontem na RTP, sendo que os temas de maior destaque voltaram a ser a habitação, mobilidade, turismo e alterações climáticas. Os doze candidatos não pouparam esforços …

Farmácias já estão a aceitar reservas de vacinas contra a gripe

Este ano, as farmácias portuguesas vão voltar a administrar gratuitamente a vacina contra a gripe a pessoas com mais de 65 anos. Para já, ainda não há data para o início da venda e imunização, mas …