Está cientificamente provado: a crise dos 40 anos existe mesmo

DreamWorks Pictures

Kevin Spacey em “American Beauty” (1999)

Um estudo comprovou que a crise dos 40 anos existe. A satisfação de uma pessoa com a própria vida começa a diminuir com o início da idade adulta, chegando a ser ainda mais baixa entre os 40 e 42 anos. Depois disso, o nível de felicidade começa a aumentar novamente até os 70 anos.

Realizada pela Universidade de Warwick, na Inglaterra, a pesquisa é a primeira a monitorizar o bem-estar e a felicidade de milhares de pessoas em diferentes países ao longo da vida.

Os investigadores acompanharam a rotina de 50 mil adultos que viviam na Austrália, Inglaterra e Alemanha. Durante esse período, os participantes responderam a questionários sobre o grau de satisfação que tinham com a própria vida em diferentes fases.

Os resultados, que serão publicados no próximo número do Economic Journal, mostraram que o nível de felicidade e bem-estar de um indivíduo segue uma curva com o formato da letra U.

Ou seja, o grau de contentamento começa alto e, com a chegada da vida adulta, diminui progressivamente, até atingir a sua pior fase a partir dos 40 anos, voltando depois a a subir a partir dos 42 anos até à chegada aos 70 anos.

Segundo os investigadores, fatores externos como a quantidade de filhos e a cultura na qual estavam inseridos não alteraram os resultados.

Para o psicoterapeuta Phillip Hodson, estas descobertas corroboram com a observação de que a meia-idade pode ser um período extremamente agitado na vida de uma pessoa.

“A infância e a velhice podem ser consideradas, até certo ponto, momentos protegidos da vida. Na maioria dos casos, as pessoas têm menos responsabilidades.

Assim, os fardos recaem nas pessoas de meia-idade”, explica o psicoterapeuta ao jornal The Guardian.Elas estão a tratar dos filhos, dos pais e de si mesmas“.

Move

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Não dei por nada mas enfim. Não digo que não possa haver alguma tendência estatística para isso.

    De qualquer forma o que para mim ressalta neste artigo, é a forma abuysiva como se usa o termo “científicamente provado”. Isto é uma mera estatística (o que por si só não encerra o método científico) e ainda por cima com uma amostragem muito mal feita, com base em três dos países com maior desenvolvimento e abundância do mundo industrializado.

    Uma visão da realidade que além de ser muito parcial, não explica porque é que as coisas são nem demonstra nada científicamente. Defendendo-se disso, os autores dizem que “fatores externos como a quantidade de filhos e a cultura na qual estavam inseridos não alteraram os resultados.” – Dizem eles porque não quiseram fazer o estudo noutros meios, e a gente aceita como certo… Certo? Errado!

RESPONDER

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …