Estrelas da televisão alemã recolhem mais de 355 mil euros a favor de Carola Rackete

Várias estrelas de televisão alemãs angariaram mais de 355 mil euros a favor da ONG de Carola Rackete, capitã do navio Sea Watch detida pelas autoridades italianas após forçar a entrada em Lampedusa para desembarcar migrantes.

O comendiante Jan Boehmermann e o apresentador Klaas Heufer-Umlauf lançaram um apelo de ajuda à equipa da ONG, expressando a sua indignação face à detenção de Carola Rackete e tinham reunido até este domingo ao meio-dia mais de 355 mil euros.

“Estamos convencidos de que uma pessoa que salva vidas não é um criminoso”, declarou Boehmermann, num vídeo divulgado no YouTube.

Contrariando o bloqueio das forças navais italianas, a jovem alemã forçou na sexta-feira à noite a entrada no porto siciliano de Lampedusa para desembarcar 42 migrantes “exaustos” e agora poderá enfrentar uma pena de até dez anos de prisão.

Acusada de tentar uma manobra perigosa, a alemã de 31 anos garantiu que nunca pensou na sua ação como “um ato de violência, mas apenas de desobediência”.

Em entrevista ao Corriere della Sera, Rackete explicou que, naquele momento, atracar em Lampedusa pareceu-lhe ser a única solução face à “situação desesperada” que se vivia a bordo.

Com 40 imigrantes resgatados do mar há 17 dias, a capitã do navio da organização humanitária Sea-Watch tinha declarado o estado de emergência a bordo há mais de um dia (36 horas), recordou.

“A situação era desesperante, o meu objetivo era apenas trazer pessoas exaustas e desesperadas para o chão. Estava com medo”, disse, explicando que temia que os imigrantes se atirassem ao mar, o que acabaria por significar a sua morte uma vez que não sabiam nadar.

“Certamente não queria tocar na alfândega, a minha intenção não era colocar ninguém em perigo, eu já me desculpei e peço desculpas novamente”, continuou.

A sua manobra na noite de sexta para sábado para atracar em Lampedusa não causou feridos e o navio conseguiu desembarcar os migrantes que tinha resgatado da costa da Líbia. No entanto, é acusada de ajuda à imigração ilegal e resistência a um navio de guerra.

“Eu não tinha o direito de obedecer, pediram-me para trazê-los de volta para a Líbia, mas do ponto de vista da lei, eles são pessoas que estão a fugir de um país em guerra. A lei proíbe que nós os possamos levar de volta para lá”, acrescentou.

Em declarações ao jornal italiano, reconheceu que cometeu “um erro de apreciação quando o navio se aproximou do cais”, mas sublinhou que em causa está apenas um ato de “desobediência”.

Entretanto, Portugal já se disponibilizou para receber cinco migrantes do grupo que estava a bordo do navio. A decisão de receber as pessoas foi tomada em conjunto por Portugal, França, Alemanha, Luxemburgo e Finlândia “num espírito de solidariedade europeia” e pelo “dever de solidariedade humanitária”, explicou o Governo português.

Itália mantém uma política de portos fechados aos barcos das ONG. Tal como no caso do jovem português Miguel Duarte, tanto a capitã do Sea-Watch 3 como os responsáveis pela ONG arriscam um processo judicial por suspeita de ajuda à imigração ilegal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fortuna de Jeff Bezos não pára de engordar. Acabou de atingir um novo recorde

A fortuna do fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezzos, acaba de quebrar um novo recorde ao atingir os 182,6 mi milhões de dólares. Os números foram avançados esta semana pela revista Forbes, que detalha que …

Portugal não pode chegar ao inverno com a situação atual, alerta epidemiologista

Portugal corre o risco de não conseguir responder a um ressurgimento de casos de covid-19 no inverno, afirmou este sábado o médico de Saúde Pública Ricardo Mexia, considerando que o país não pode chegar a …

Pela primeira vez, nasceu um raro par de elefantes gémeos no Sri Lanka

Um raro par de elefantes gémeos foi encontrado num parque nacional no Sri Lanka. É a primeira vez que o país regista crias gémeas, que são extremamente raros em elefantes. Os dois animais, que terão entre …

Teste aos forcados e lotação reduzida. Publicadas as novas regras para as touradas

A temporada taurina retoma com praças com lotação de 50%, uma reivindicação do sector que viu este sábado ser publicada pela Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC) uma acualização às normas discutidas com a DGS. “O que …

Trump propôs "vender" Porto Rico após a passagem do furacão Maria, revela ex-funcionária

Elaine Duke, ex-secretária adjunta de Segurança Interna do presidente dos EUA disse que Donald Trump propôs "alienar" ou "vender" a Comunidade de Porto Rico depois de a ilha ser atingida pelo furação Maria, em 2017. "As …

Catarina Martins atira-se a Rio. Líder do PSD está a fazer "um favor" a Costa no fim dos debates

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez este sábado um duro ataque ao líder do PSD, que acusou de fazer um favor ao primeiro-ministro. Catarina Martins considerou “extraordinário” que o líder do maior partido da oposição …

Fraudes em subsídios europeus atingem 2,3 mil milhões. Dava para salvar a TAP (duas vezes)

Uma investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ) concluiu que os casos de fraude na obtenção e desvio de fundos públicos, nos últimos dez anos, ascendem a cerca de 2,3 mil milhões de euros. Os …

Sem ganho económico e muitas mortes. O que dizem os dados da controversa estratégia sueca

A estratégia relaxada da Suécia contra a covid-19 gerou várias críticas. Os números mostram que tanto a nível sanitário como económico, o país saiu a perder. O Governo sueco não impôs um confinamento à população e, …

Irão diz que avião ucraniano foi abatido devido a erro humano

Um erro humano relacionado com um mau ajuste do radar militar foi a causa do acidente com o boeing ucraniano abatido em 8 de janeiro perto de Teerão, Irão, provocando 176 mortos, concluiu o relatório …

Mais seis mortes, 291 novos casos e 252 recuperados

Portugal regista este domingo mais seis mortes e 291 novos casos de infeção confirmados de covid-19 por comparação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o boletim diário da …