Mistério resolvido? A estranha estrela rodeada de “megaestrutura alienígena” não está sozinha

NASA/JPL-Caltech

Uma nova pista que acaba de ser encontrada pode ajudar a resolver o mistério da estranha estrela Tabby. KIC 8462852 parece ter um companheiro binário que pode estar a contribuir para as suas quedas irregulares de brilho.

Os astrónomos observaram a estrela Tabby, também conhecida como KIC 8462852, pela primeira vez na década de 1890. Mas em 2015, Tabetha Boyajian, astrofísica da Louisiana State University, descobriu algo incomum – o brilho da estrela diminuía irregularmente durante um período de dias ou semanas.

As observações de Boyajian mostraram que, às vezes, o brilho da estrela reduzia apenas um pouco, mas noutros momentos, caía até 22%.

Investigações subsequentes de outra equipa de cientistas mostraram que o brilho geral da estrela – que está localizada a mais de mil anos-luz da Terra na constelação de Cygnus – também estava a diminuir com o tempo.

Agora, de acordo com o ScienceAlert, foi descoberta a presença de uma estrela companheira numa órbita ampla que poderia ajudar a explicar a presença de todo este material, fornecendo perturbações gravitacionais para quebrar corpos em órbita.

Uma equipa de astrónomos liderada por Logan Pearce, da Universidade do Arizona, tem tentado confirmar a presença de uma estrela próxima à KIC 8462852 desde 2016.

Pearce e a sua equipa usaram cinco anos de observações para fazer medições astrométricas precisas da estrela ténue que parecia estar perto de KIC 8462852.

Além das observações do Observatório Keck, a divulgação, em 2020, de dados astrométricos do satélite Gaia – o mapa tridimensional mais completo e preciso da Via Láctea até hoje – também incluiu a estrela ténue, com medições de acordo com as descobertas da equipa.

As duas estrelas estão separadas por uma distância de 880 unidades astronómicas. A estrela Tabby – KIC 8462852 A – é a estrela maior, com cerca de 1,36 vezes a massa e 1,5 vezes o tamanho do Sol. A companheira, KIC 8462852 B, é uma estrela anã vermelha com cerca de 0,44 vezes a massa e 0,45 vezes o tamanho do Sol.

Numa órbita tão ampla, KIC 8462852 B dificilmente teria qualquer efeito direto no brilho do KIC 8462852 A. Porém, poderia desempenhar um papel nas flutuações misteriosas da estrela maior. “O companheiro binário pode influenciar a evolução de longo prazo do sistema”, escreveram os investigadores.

Os cientistas descobriram anteriormente que binários estelares amplamente espaçados podem ser empurrados por forças gravitacionais maiores, para se moverem muito perto do seu centro de massa mútuo várias vezes ao longo de cerca de 10 mil milhões de anos.

Por sua vez, isso poderia resultar na rutura de planetas e outros pequenos corpos em órbita, onde são esticados e dilacerados por interações gravitacionais, resultando em nuvens de detritos.

O cenário ainda não foi confirmado. Numa separação tão ampla, as duas estrelas teriam uma órbita extremamente longa e as observações feitas não foram suficientes para caracterizar esta órbita.

KIC 8462852 B pode ser uma estrela que foi ejetada do sistema ou as duas estrelas podem ser membros de um grupo co-movente.

Os cientistas acreditam que um sistema binário é a explicação mais provável para as medições das duas estrelas, mas serão necessárias futuras medições para entender melhor a sua relação. Isso pode ajudar a confirmar ou descartar o papel do KIC 8462852 B no brilho errático da estrela.

O escurecimento irregular da estrela – que só foi visto em poucas outras estrelas – foi objeto de intenso debate entre os cientistas, que propuseram várias explicações, mas nenhuma das quais explica definitivamente o comportamento incomum.

Uma das hipóteses apresentadas afirma que as reduções de luz estão a ser causadas por uma nuvem de cometas em desintegração que orbitam a estrela. Outros cientistas até sugeriram que a existência de “megaestrutura alienígena” em redor da estrela poderia ser a responsável.

Em 1960, o físico americano Freeman Dyson propôs a ideia de que uma civilização alienígena extremamente avançada e sedenta de poder poderia, em teoria, aproveitar a maioria da energia da sua estrela hospedeira, construindo uma vasta estrutura em torno dela para absorver a sua radiação.

Alguns sugeriram que uma esfera de Dyson em redor da estrela de Tabby poderia estar a bloquear a sua luz de uma maneira incomum.

Em 2019, cientistas sugeriram que uma exolua órfã gradualmente a ser dilacerada poderia explicar o estranho comportamento obscuro da estrela Tabby.

Este estudo foi aceite para publicação na revista científica The Astrophysical Journal e está disponível na plataforma de pré-publicação arXiv.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

UE quer 78% da população empregada até 2030. 35% dos trabalhadores pretendem mudar de emprego no próximo ano

Um estudo publicado recentemente mostra que 35% dos trabalhadores pretendem mudar de emprego no próximo ano. A Comissão Europeia vai propor uma meta de ter 78% da população da União Europeia (UE) empregada até 2030. De …

Príncipe Filipe “melhorou ligeiramente”, mas já há protocolo em caso de óbito real

Numa altura em que está prestes a completar 100 anos de idade, o marido da Rainha Isabel II encontra-se internado desde 16 de Fevereiro. Esta semana o duque de Edimburgo foi transferido de hospital devido …

Pedrógão Grande. Associação de Vítimas diz que relatório confirma que nada mudou na floresta

O relatório da comissão eventual de inquérito parlamentar sobre Pedrógão Grande confirma as preocupações da Associação de Vítimas relativamente à falta de ação na floresta da região. “[O relatório] confirma a evidência que já tínhamos de …

Nova Zelândia atingida por sismo de 7,2 na escala de Richter

Um sismo de magnitude 7,2 na escala de Richter abalou, esta quinta-feira, a costa nordeste da Nova Zelândia. A proteção civil emitiu um alerta de tsunami, pedindo aos habitantes que se afastassem da costa, que …

Partido de extrema-direita alemão AfD colocado sob vigilância

A Alternativa para a Alemanha (AfD), partido de extrema-direita alemão, foi colocado sob vigilância a 25 de fevereiro pelo serviço de segurança interna do país, revelou na quarta-feira o Süddeutsche Zeitung. De acordo com o Expresso, …

Caso BES está parado há 8 meses (por causa de uma tradução para francês)

O caso BES está parado há oito meses. O atraso deve-se a uma tradução para francês das quatro mil páginas do processo, necessária para notificar três arguidos suíços. De acordo com o Jornal de Notícias, que …

Lopetegui continua interessado em Corona

O treinador dos espanhóis do Sevilha, Julen Lopetegui, continua interessado na contratação de Tecatito Corona, que alinha pelo FC Porto.  De acordo com o jornal La Razón, o treinador espanhol continua interessado na contratação do jogador mexicano …

Tem de haver "solidariedade estratégica" na pervensão de fogos. Costa oferece bonsai a Marcelo

O Presidente da República foi convidado especial do último Conselho de Ministros do seu primeiro mandato, dedicado às florestas, onde se discutiu o Programa Nacional de Ação do Plano de Gestão Integrada de Fogos Rurais. …

Bolsonaro volta a criticar os media. "Para a imprensa o vírus sou eu"

O Presidente brasileiro voltou a criticar a imprensa e, num momento de descontrolo da pandemia no país, afirmou que para os jornalistas o vírus é o próprio chefe de Estado. "Estamos a fazer o dever de …

Miguel Duarte foi ilibado da acusação de auxílio à imigração ilegal, "mas não foi feita justiça"

Miguel Duarte que, juntamente com outros ativistas, estava a ser acusado pela justiça italiana de ajuda à imigração ilegal, foi "ilibado", mas "o caso segue para tribunal com uma acusação aos restantes membros". A revelação foi …