Estado na Índia aprova pena de prisão perpétua para quem matar vacas

Dave Wild / Flickr

-

O parlamento do estado de Gujarat, no oeste da Índia, aprovou nesta sexta-feira um projeto de lei que admite pena de prisão perpétua e multas de até 100 mil rúpias (cerca de 1.400 euros) para os crimes de massacre de vacas, um animal considerado sagrado para os hindus.

“A Assembleia de Gujarat aprovou um projeto de lei para a proteção das vacas, entre os mais rigorosos do país, transformando o sacrifício de vacas num crime punível com prisão perpétua“, informou o primeiro-ministro Vijay Rupani.

Trata-se de uma emenda à Lei de Proteção dos Animais de Gujarat, em vigor desde 1956 e que até agora punia o massacre destes animais com sete anos de prisão.

Rupani argumentou que as vacas simbolizam para os indianos “todas as demais criaturas” da terra e defendeu que “a proteção das vacas é o princípio mais importante para salvar o mundo inteiro da degradação moral e espiritual”.

A vaca é considerada um animal sagrado na religião maioritária da Índia, o hinduísmo. O seu consumo é proibido e penalizado em muitas regiões.

Os hindus representam 79,8% dos cerca de 1,2 mil milhões de indianos, enquanto os muçulmanos são 14,2%, segundo dados divulgados pelo governo indiano.

ZAP // EFE

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não vamos misturar os factos, mas, pensar em cada ser que tem vida e sentimentos, que no caso a vaca é um ser maravilhoso, na minha muito humilde opinião, sentindo a morte, chora e ama os seres que a criaram por até pr vezes de forma bárbara até ao seu último segundo. Lamento e peço desculpa se a minha opinoão ofende, mas, não consigo comer animais mortos.

RESPONDER

Quinta do Lazareto rende 13 milhões à Sonangol

A alienação da Quinta do Lazareto, um dos ativos imobiliários que a Sonangol pôs à venda em Portugal, rendeu à petrolífera angolana 13 milhões de euros, 45% acima da expetativa inicial, segundo uma administradora da …

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …