Estado Islâmico perdeu a “cidade apocalíptica” de Dabiq para os rebeldes

Rebeldes sírios apoiados por forças militares da Turquia conseguiram tomar a cidade de Dabiq, no norte do país, que estava sob domínio do Estado Islâmico.

Segundo o Observatório Sírio para os Direitos humanos, os “militantes do Estado Islâmico retiraram” da pequena cidade, que era muito importante para o grupo.

O avanço em Dabiq faz parte de uma ofensiva maior dos grupos rebeldes sírios.

Ahmed Osman, comandante do grupo rebelde Sultão Murad, afirmou este domingo à agência Reuters que também a aldeia vizinha de Soran foi recapturada.

A batalha por Dabiq já era esperada, dado que os rebeldes recapturaram nas últimas semanas uma série de aldeias, com o apoio de ataques aéreos de militares da Turquia.

Dabiq parece ter sido retomada rapidamente, após o anúncio de um ataque final no sábado.

Apesar de toda a operação montada para retomar Dabiq, a cidade não tinha importância estratégica por causa do seu tamanho ou da sua população – pouco mais de 3 mil habitantes.

Mas o local tinha um grande valor simbólico para o Estado Islâmico.

Dabiq fica a cerca de 10 quilómetros da fronteira com a Turquia e é citada nas profecias apocalípticas islâmicas como o ponto onde ocorreria uma batalha do fim dos tempos entre os muçulmanos e os seus inimigos “romanos”.

(cv) Estado Islâmico / YouTube

"Mensagem de Dabiq", vídeo de propaganda do Estado Islâmico com a cidade de Dabiq ao fundo.

“Mensagem de Dabiq”, vídeo de propaganda do Estado Islâmico com a cidade de Dabiq ao fundo.

O profeta Maomé teria afirmado que “a última hora não chegará” até que os muçulmanos derrotem os romanos em “Dabiq ou al-Amaq”, duas cidades na região da fronteira entre a Síria e a Turquia, a caminho da conquista de Constantinopla – agora Istambul.

E aparentemente, o Estado Islâmico estava a tentar atrair o confronto para a região.

Propaganda

O jihadista Mohammed Emwazi, que as autoridades acreditam ser o militante britânico conhecido como “Jihadi John”, responsável por matar cinco reféns de países ocidentais em 2014, apareceu num dos vídeos do EI com a cidade de Dabiq ao fundo.

A seus pés, estava a cabeça de Abdul-Rahman Kassig, um ex-militar americano.

“Aqui estamos, a sepultar o primeiro cruzado americano em Dabiq, esperando ansiosamente pela chegada do resto dos seus Exércitos”, dizia Emwazi no vídeo.

O Estado Islâmico desafiou várias vezes os países ocidentais a enviar uma operação terrestre para a Síria. Ao divulgar o vídeo com a execução de Abdul-Rahman Kassig em Dabiq, o grupo terrorista parecia ansioso por cumprir a profecia e conquistar mais legitimidade junto de uma audiência maior.

O vídeo parece mostrar os militantes numa colina, a norte de Dabiq, perto do local onde numa outra gravação três membros do grupo falam sobre a importância da cidade.

“Estamos à vossa espera em Dabiq”, diz um deles, dirigindo-se às forças da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

Referência antiga

Apesar de o Estado Islâmico usar estas referências e imagens apocalípticas desde 2014, altura em que capturou territórios na Síria e no Iraque, as menções à profecia de Dabiq foram citadas antes.

Depois de o grupo ter anunciado a sua expansão, saindo do Iraque e entrando na Síria, ainda em 2013 – antes de o EI ter tomado Dabiq dos rebeldes sírios em agosto de 2014, os vídeos do Estado Islâmico começaram a referir a profecia, sugerindo que a cidade já se encontrava entre os seus objectivos.

Muitos dos vídeos mostravam militantes do Estado Islâmico numa paisagem árida, ao som das palavras de Abu Musab al-Zarqawi, o militante jordano que fundou a Al-Qaeda no Iraque.

“A chama foi acesa aqui no Iraque e o seu calor vai continuar a aumentar… até queimar os Exércitos dos Cruzados em Dabiq”, dizia Zarqawi, que foi morto por um ataque aéreo americano no Iraque em 2006.

Depois da perda da cidade apocalíptica para os rebeldes sírios, a profecia de Maomé parece estar mais longe de se cumprir.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

É a quantidade de alimento que determina quem se torna a abelha-rainha

Um novo estudo sugere que é a quantidade de alimento, e não a sua qualidade, como se pensava até agora, que determina quem se torna a abelha-rainha. Quais são os fatores que determinam qual é a …

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …