Estádio para os Jogos Olímpicos concluído antes da data prevista

Kimimasa Mayama / EPA

O estádio Nacional Japonês, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020, está concluído, a um mês da estreia oficial, informou esta terça-feira o organismo proprietário do complexo.

De acordo com o Conselho de Desportos do Japão (JSC), os detalhes finais da obra terminaram na quinta-feira e apenas falta a inspeção final, antes da inauguração, prevista para 21 de dezembro.

O novo estádio foi projetado pelo arquiteto japonês Kengo Kuma, tem capacidade para 60 mil espetadores e receberá as cerimónias de abertura e encerramento, bem como as competições de atletismo e futebol.

A construção teve início em dezembro de 2016, mais de um ano após previsto, depois de ter sido descartado o projeto original, da autoria da falecida arquiteta Zaha Hadid, devido aos elevados custos que a obra implicava. O custo final ficou orçamentado em 150.000 milhões de ienes (cerca de 1.250 milhões de euros).

O primeiro evento desportivo no complexo será a final da Taça Imperador, em futebol, em 1 de janeiro.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio decorrerão entre 24 de julho e 9 de agosto, enquanto os Paralímpicos estão agendados entre 25 de agosto e 6 de setembro.

Em setembro, a organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 apresentou as camas que serão instaladas nas vilas dos atletas durante a competição, cuja estrutura e colchão são feitos de materiais recicláveis. No total, 18 mil camas serão instaladas na Vila Olímpica e oito mil na Vila Paralímpica, cuja estrutura será feita de papelão altamente resistente (capaz de suportar até 200 quilos de peso) e terá um colchão feito totalmente de poliéster, que será reciclado no final dos Jogos.

A estrutura, resistente a impactos, à prova de água e cuja resistência ao fogo foi testada, será convertida depois em papel reciclado. Os componentes dos colchões, desenhados pela empresa Airweave (patrocinadora do evento), serão depois reciclados, sendo fabricados novos produtos de plásticos. Os atletas também podem levar para casa as colchas no final das competições.

A organização dos jogos Tóquio 2020 propôs que 99% dos itens e bens usados sejam reutilizados ou reciclados posteriormente e para isso lançou vários projetos. Um dos projetos mais ambiciosos nesta secção ecológica é o fabrico de medalhas olímpicas com metais reciclados de dispositivos eletrónicos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …