Olimpíadas de Tóquio terão robôs a ajudar pessoas em cadeira de rodas

As Olimpíadas de Tóquio, que decorrem em 2020, podem vir a ficar conhecidas como os “Jogos dos Robôs”, devido aos robôs que serão usados ​​no novo Estádio Nacional para ajudar os apoiantes em cadeiras de rodas. Os dispositivos foram apresentados na passada semana pelos organizadores.

De acordo com a Time, para o oficial olímpico de Tóquio, Masaaki Komiya, o Japão é há muito conhecido pela tecnologia associada a robôs, sendo os Jogos Olímpicos de 2020 um bom lugar para mostrar essa inovação.

“Os robôs não devem sobrecarregar as pessoas”, disse Masaaki Komiya, vice-diretor geral da Olimpíada de Tóquio, numa entrevista coletiva. “Têm um relacionamento amigável com os seres humanos e podem trabalhar juntos. Esse é o tipo de robôs que imaginamos”.

Os robôs que serão utilizados nas Olimpíadas de Tóquio são fabricados pela Toyota Motor, o principal patrocinador olímpico. Segundo os responsáveis da marca, serão usados ​​16 robôs de apoio humano, juntamente com outros cinco de suporte.

Para não ficar para trás, a Panasonic – também uma importante patrocinadora olímpica – mostrou o seu “uniforme auxiliar de força”. Quando usada, a roupa oferece apoio para as costas e para a zona do quadril, permitindo que objetos pesados ​​sejam levantados com menos esforço. A empresa informou que 20 desses uniformes serão usados ​​nas Olimpíadas e poderão ajudar os hóspedes com as suas bagagens e com outras tarefas de elevação.

“Através desta ocasião, as pessoas no mundo serão capazes de perceber o quão avançado o Japão é em termos de tecnologia de robôs”, disse Hideyo Hirata, diretor de serviços de tecnologia para as Olimpíadas de Tóquio.

Para Minoru Yamauchi, da Toyota Motor, a empresa está a ramificar-se e a tornar-se uma “empresa de mobilidade”.

“Temos analisado como podemos apoiar as pessoas e desenvolver robôs que possam ser parceiros da vida quotidiana”, disse. “Nas Olimpíadas de Tóquio, haverá muitos convidados em cadeiras de rodas e gostaríamos que os mesmos aproveitassem os jogos sem se preocupar com a sua mobilidade”, salientou.

Já Yoshifumi Uchida, do departamento paraolímpico da Panasonic, disse que a tecnologia de ação assistida da marca foi desenvolvida, em parte, devido ao envelhecimento da população japonesa. “Gostaríamos de ter uma sociedade onde as pessoas possam trabalhar sem se preocupar com diferenças de género ou de idade”, sublinhou.

“Quando carregamos uma mala ou uma caixa pesada, é aí que a roupa auxiliar de energia torna-se valiosa”. O uniforme criado pela empresa melhora a eficiência em cerca de 20%, permitindo que o utilizador levante mais peso, por mais tempo.

A duração da bateria é de cerca de quatro horas e o uniforme dá ao utilizador a capacidade de elevar cerca de 10 quilogramas a mais, com a mesma energia gasta.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …