Olimpíadas de Tóquio terão robôs a ajudar pessoas em cadeira de rodas

As Olimpíadas de Tóquio, que decorrem em 2020, podem vir a ficar conhecidas como os “Jogos dos Robôs”, devido aos robôs que serão usados ​​no novo Estádio Nacional para ajudar os apoiantes em cadeiras de rodas. Os dispositivos foram apresentados na passada semana pelos organizadores.

De acordo com a Time, para o oficial olímpico de Tóquio, Masaaki Komiya, o Japão é há muito conhecido pela tecnologia associada a robôs, sendo os Jogos Olímpicos de 2020 um bom lugar para mostrar essa inovação.

“Os robôs não devem sobrecarregar as pessoas”, disse Masaaki Komiya, vice-diretor geral da Olimpíada de Tóquio, numa entrevista coletiva. “Têm um relacionamento amigável com os seres humanos e podem trabalhar juntos. Esse é o tipo de robôs que imaginamos”.

Os robôs que serão utilizados nas Olimpíadas de Tóquio são fabricados pela Toyota Motor, o principal patrocinador olímpico. Segundo os responsáveis da marca, serão usados ​​16 robôs de apoio humano, juntamente com outros cinco de suporte.

Para não ficar para trás, a Panasonic – também uma importante patrocinadora olímpica – mostrou o seu “uniforme auxiliar de força”. Quando usada, a roupa oferece apoio para as costas e para a zona do quadril, permitindo que objetos pesados ​​sejam levantados com menos esforço. A empresa informou que 20 desses uniformes serão usados ​​nas Olimpíadas e poderão ajudar os hóspedes com as suas bagagens e com outras tarefas de elevação.

“Através desta ocasião, as pessoas no mundo serão capazes de perceber o quão avançado o Japão é em termos de tecnologia de robôs”, disse Hideyo Hirata, diretor de serviços de tecnologia para as Olimpíadas de Tóquio.

Para Minoru Yamauchi, da Toyota Motor, a empresa está a ramificar-se e a tornar-se uma “empresa de mobilidade”.

“Temos analisado como podemos apoiar as pessoas e desenvolver robôs que possam ser parceiros da vida quotidiana”, disse. “Nas Olimpíadas de Tóquio, haverá muitos convidados em cadeiras de rodas e gostaríamos que os mesmos aproveitassem os jogos sem se preocupar com a sua mobilidade”, salientou.

Já Yoshifumi Uchida, do departamento paraolímpico da Panasonic, disse que a tecnologia de ação assistida da marca foi desenvolvida, em parte, devido ao envelhecimento da população japonesa. “Gostaríamos de ter uma sociedade onde as pessoas possam trabalhar sem se preocupar com diferenças de género ou de idade”, sublinhou.

“Quando carregamos uma mala ou uma caixa pesada, é aí que a roupa auxiliar de energia torna-se valiosa”. O uniforme criado pela empresa melhora a eficiência em cerca de 20%, permitindo que o utilizador levante mais peso, por mais tempo.

A duração da bateria é de cerca de quatro horas e o uniforme dá ao utilizador a capacidade de elevar cerca de 10 quilogramas a mais, com a mesma energia gasta.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

França investe oito mil milhões de euros para aumentar profissionais de saúde

O Governo francês anunciou, esta segunda-feira, que vai disponibilizar quase oito milhões de euros para que os profissionais de saúde possam ter aumentos salariais.  De acordo com a rádio Renascença, a medida foi anunciada pelo novo …

Máscaras e luvas usadas para proteger contra covid-19 enchem rios europeus

Os principais rios da Europa estão cheios de máscaras cirúrgicas e luvas médicas descartadas por pessoas que utilizaram estes equipamentos para se protegem contra o novo coronavírus, denunciaram cientistas. Segundo noticiou na segunda-feira a agência AFP, …

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …