Espanhola Garbiñe Muguruza vence Wimbledon pela primeira vez

Florian Eisele / AELTC

Garbiñe Muguruza é a segunda jogadora espanhola a vencer em Wimbledon depois de Conchita Martínez

Garbiñe Muguruza é a segunda jogadora espanhola a vencer em Wimbledon, depois de Conchita Martínez

A tenista espanhola Garbiñe Muguruza conquistou hoje o seu segundo título do ‘Grand Slam’, ao derrotar a veterana norte-americana Venus Williams, em dois ‘sets’ na final de Wimbledon.

Garbiñe Muguruza contrariou o favoritismo de Venus Williams na batalha das gerações, para conquistar, em Wimbledon, o seu segundo título do ‘Grand Slam’, e regressar à ribalta de ténis mundial.

Um mês depois de se desfazer em lágrimas pela derrota precoce em Roland Garros, a tenista espanhola, que na segunda-feira vai ascender à quinta posição do ‘ranking’, recuperou o sorriso, com um triunfo por 7-5 e 6-0, em uma hora e 19 minutos, sobre a 11.º jogadora mundial.

Ao conquistar o seu segundo título do ‘Grand Slam’, Muguruza tornou-se também na segunda jogadora espanhola a vencer em Wimbledon depois de Conchita Martínez (1994), a capitã da Fed Cup, que a acompanhou no seu percurso em Londres.

Oito anos depois da sua última final em Wimbledon — e nove depois do último dos seus cinco títulos -, a mais velha das irmãs Williams regressou ao court central do All England Club para tentar conquistar aquele que seria o seu oitavo cetro do ‘Grand Slam’.

O favoritismo estava do lado de Williams, e a americana, de 37 anos, que se sagrou campeã do único ‘major’ de relva em 2000, 2001, 2005, 2007 e 2008, até esteve perto de confirmá-lo, quando, no décimo jogo do primeiro parcial, dispôs de dois ‘set points’.

Mas a experiência de Venus esbarrou na placidez da espanhola, que depois de uma longa travessia do deserto, voltou a exibir-se ao nível que a conduziu ao primeiro título do ‘Grand Slam’, no ano passado, em Roland Garros.

Sem ponta de nervosismo, a 15.ª jogadora mundial não só salvou os dois ‘set points’, como, no jogo seguinte, quebrou o serviço da pentacampeã, fechando logo de seguida o primeiro parcial, com 7-5.

A resistência da número 11 do ‘ranking’ WTA acabou aí. Finalista derrotada (pela irmã Serena) no último Open da Austrália, Venus voltou a fracassar na demanda pelo oitavo ‘Grand Slam’, sendo quebrada sucessivamente pela espanhola, nascida há 23 anos em Caracas (Venezuela).

A servir para conquistar o seu primeiro título na relva londrina, Muguruza tremeu, mas, ao terceiro ‘match-point, garantiu o triunfo e a desforra sobre as Williams — em 2015, na primeira final que disputou em Wimbledon, não teve hipótese diante de Serena.

Joel Marklund / AELTC

Garbiñe Muguruza cresceu a ver Venus Williams jogar

Garbiñe Muguruza cresceu a ver Venus Williams jogar

“Finalmente! Há dois anos perdi na final com a Serena. E ela disse-me que um dia eu iria ganhar. Dois anos depois aqui estou eu“, suspirou a nova campeã.

Muguruza arrancou ainda gargalhadas do público ao dizer que cresceu a ver Venus jogar – a norte-americana, em jeito de brincadeira, fez um olhar reprovador – e revelou que sempre sonhou erguer o troféu de Wimbledon.

Williams assumiu que sentiu saudades da irmã, ausente por estar grávida, e lamentou não ter conseguido fazer o mesmo que Serena, campeã das últimas 2 edições.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …

No debate sobre o Plano de Recuperação, evocou-se Sócrates e Passos

O líder do PSD questionou o primeiro-ministro se pretende "fomentar o desemprego" com o aumento do salário mínimo. O chefe do Governo manifestou-se "completamente perplexo". Na abertura do debate sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, …