Espanhola Garbiñe Muguruza vence Wimbledon pela primeira vez

Florian Eisele / AELTC

Garbiñe Muguruza é a segunda jogadora espanhola a vencer em Wimbledon depois de Conchita Martínez

Garbiñe Muguruza é a segunda jogadora espanhola a vencer em Wimbledon, depois de Conchita Martínez

A tenista espanhola Garbiñe Muguruza conquistou hoje o seu segundo título do ‘Grand Slam’, ao derrotar a veterana norte-americana Venus Williams, em dois ‘sets’ na final de Wimbledon.

Garbiñe Muguruza contrariou o favoritismo de Venus Williams na batalha das gerações, para conquistar, em Wimbledon, o seu segundo título do ‘Grand Slam’, e regressar à ribalta de ténis mundial.

Um mês depois de se desfazer em lágrimas pela derrota precoce em Roland Garros, a tenista espanhola, que na segunda-feira vai ascender à quinta posição do ‘ranking’, recuperou o sorriso, com um triunfo por 7-5 e 6-0, em uma hora e 19 minutos, sobre a 11.º jogadora mundial.

Ao conquistar o seu segundo título do ‘Grand Slam’, Muguruza tornou-se também na segunda jogadora espanhola a vencer em Wimbledon depois de Conchita Martínez (1994), a capitã da Fed Cup, que a acompanhou no seu percurso em Londres.

Oito anos depois da sua última final em Wimbledon — e nove depois do último dos seus cinco títulos -, a mais velha das irmãs Williams regressou ao court central do All England Club para tentar conquistar aquele que seria o seu oitavo cetro do ‘Grand Slam’.

O favoritismo estava do lado de Williams, e a americana, de 37 anos, que se sagrou campeã do único ‘major’ de relva em 2000, 2001, 2005, 2007 e 2008, até esteve perto de confirmá-lo, quando, no décimo jogo do primeiro parcial, dispôs de dois ‘set points’.

Mas a experiência de Venus esbarrou na placidez da espanhola, que depois de uma longa travessia do deserto, voltou a exibir-se ao nível que a conduziu ao primeiro título do ‘Grand Slam’, no ano passado, em Roland Garros.

Sem ponta de nervosismo, a 15.ª jogadora mundial não só salvou os dois ‘set points’, como, no jogo seguinte, quebrou o serviço da pentacampeã, fechando logo de seguida o primeiro parcial, com 7-5.

A resistência da número 11 do ‘ranking’ WTA acabou aí. Finalista derrotada (pela irmã Serena) no último Open da Austrália, Venus voltou a fracassar na demanda pelo oitavo ‘Grand Slam’, sendo quebrada sucessivamente pela espanhola, nascida há 23 anos em Caracas (Venezuela).

A servir para conquistar o seu primeiro título na relva londrina, Muguruza tremeu, mas, ao terceiro ‘match-point, garantiu o triunfo e a desforra sobre as Williams — em 2015, na primeira final que disputou em Wimbledon, não teve hipótese diante de Serena.

Joel Marklund / AELTC

Garbiñe Muguruza cresceu a ver Venus Williams jogar

Garbiñe Muguruza cresceu a ver Venus Williams jogar

“Finalmente! Há dois anos perdi na final com a Serena. E ela disse-me que um dia eu iria ganhar. Dois anos depois aqui estou eu“, suspirou a nova campeã.

Muguruza arrancou ainda gargalhadas do público ao dizer que cresceu a ver Venus jogar – a norte-americana, em jeito de brincadeira, fez um olhar reprovador – e revelou que sempre sonhou erguer o troféu de Wimbledon.

Williams assumiu que sentiu saudades da irmã, ausente por estar grávida, e lamentou não ter conseguido fazer o mesmo que Serena, campeã das últimas 2 edições.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …

Zivkovic quer rescindir contrato com o Benfica

O extremo sérvio quer chegar a acordo com o Benfica para ficar livre a ano e meio do final do seu contrato mas, pelos vistos, a SAD encarnada nem quer ouvir falar dessa hipótese. De acordo …

Cigarros eletrónicos. Primeiro duplo transplante de pulmões feito em jovem de 17 anos em situação de "morte iminente"

Em risco de "morte iminente" por lesões causadas pelo uso de cigarros eletrónicos, um jovem de 17 anos foi submetido a um duplo transplante de pulmões, no estado norte-americano do Michigan. Este caso é considerado …

Parlamento Europeu levanta imunidade do eurodeputado José Manuel Fernandes

O Parlamento Europeu decidiu levantar a imunidade ao eurodeputado do PSD José Manuel Fernandes, após um pedido feito pela justiça e pelo próprio, relativo a uma eventual ação judicial por um alegado crime de prevaricação. Em …