/

Encontrada escultura Inca numa oferenda submersa no lago Titicaca

(dr) Teddy Seguin

Escultura Inca de um lama

A descoberta de uma escultura Inca no interior de uma oferenda submersa no Titicaca demonstra que este lago era um local muito importante para os Incas.

Uma equipa de investigadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, e da Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica, encontrou uma pequena escultura de um lama feita de conchas e um objeto cilíndrico folheado a ouro, que os cientistas pensam ser uma versão minúscula de uma pulseira Inca.

Os artefactos foram descobertos no lago Titicaca, entre a Bolívia e o Peru. O artigo científico, publicado no dia 4 de agosto na Antiquity, realça que os objetos estavam dentro de uma caixa de pedra esculpida.

A região era muito importante para os povos tiwanaku e Inca, que utilizavam o lago para realizar rituais e deixar oferendas. Christophe Delaere, da Universidade Livre de Bruxelas, sugere que a caixa fazia parte de uma oferenda ao lago, já que várias crónicas dos séculos XVI e XVII indicam que havia várias oferendas submersas no Titicaca.

“Esta descoberta estende o conceito de ‘sacralidade’ a todo o lago”, disse Delaere, citado pelo New Scientist.

A Universidade belga tem, desde 2012, “um programa de pesquisa cujo objetivo é localizar e inventariar o património subaquático do lago Titicaca”. Numa expedição recente, os mergulhadores encontraram a caixa que, apesar de corroída, preservou os objetos que albergou durante vários séculos.

Os cientistas adiantam que a matéria-prima usada na fabricação do lama indica que era um objeto valioso: além da folha de ouro, a escultura foi feita com um tipo especial de concha, do género Spondylus fueron.

De acordo com a equipa, o lugar mais próximo onde os Incas poderiam ter encontrado este material é a costa do Equador – que ainda fica distante do lago Titicaca.

“O mundo subaquático permanece, em grande parte, inexplorado e oferece excelentes oportunidades para entender as sociedades pré-históricas. A herança subaquática do lago Titicaca ainda tem muitas surpresas para revelar”, rematou Christophe Delaere.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.