Escultora restaura estátua de Jesus com cabeça de argila e deixa paróquia em choque

7

Uma artista canadiana ofereceu-se para restaurar uma estátua à qual faltava a cabeça do menino Jesus e decidiu esculpi-la em barro, colocando-a em cima do corpo de pedra branca.

Artista canadiana Heather Wise ofereceu-se para esculpir a cabeça do menino Jesus de uma estátua de pedra que tinha sido vandalizada há um ano na Igreja de Ste Anne des Pins em Sudbury, no Canadá, quando a cabeça original desapareceu.

À imprensa local, Wise disse que tinha estudado escultura, mas nunca tinha trabalhado em pedra, e por isso decidiu trabalhar em barro. “Fazer uma estátua do menino Jesus para uma igreja é uma honra para a minha carreira”, afirmou, citada pelo Guardian.

A versão final, no entanto, está a causar choque, não apenas pela cor alaranjada da cabeça do menino Jesus, mas também pelos traços desproporcionados.

Ouvido pela CBC, o padre Gérard Lajeunesse afirma que o choque maior é “por causa do grande contraste de cor”.

O resultado está a causar polémica entre os fiéis da paróquia, mas o padre garante que se trata de uma solução temporária, já que Heather Wise “planeia esculpir em pedra durante o próximo ano”.

“Foi uma primeira tentativa”, esclarece, sublinhando que tem esperança que “o que ficar feito no final irá agradar a todos”.

Nas redes sociais, há quem aponte parecenças do menino Jesus à filha mais nova da família Simpson, a bebé Maggie.

O episódio faz lembrar o que aconteceu em Espanha no verão de 2012, quando a voluntariosa Cecilia Giménez decidiu restaurar uma pintura Ecce Homo de Elías García Martínez sem avisar a paróquia, naquele que foi considerado o “pior restauro da História”.

(dr)

Ecce Homo, de Elías García Martínez, "restaurado" por Cecilia Giménez

Ecce Homo, de Elías García Martínez, “restaurado” por Cecilia Giménez

ZAP

7 Comments

  1. Possivelmente estaría drogada ou bêbeda, ou então deve ter prazer em provocar, sería corajosa se fizesse isso com uma religião tipo Arábia Saudita.

  2. Esta deve ser parenta da outra catalã que fez o “restauro” de uma pintura, talvez sofram as duas de incapacidade mental!

  3. Curioso…
    Quem repudia estes restauros, que dirá das obras de Picasso ou Joan Miró, Salvador Dali ou Pablo Picasso, ou do Júlio Pomar…por exemplo!
    Santa Paciência!…

    • Estamos a falar de um restauro! De restaurar algo que lá estava (e não do que já existe)! Não estamos a falar de obras de outros artistas! Até pode não gostar dos trabalhos do Picasso ou Miró, mas comparar as suas obras com alguém que se dispõe a restaurar um trabalho já existente, é pura ignorância! Aconselho-o a procurar o significado de “restauro”.
      “Santa Paciência!…”

  4. Epá, francamente, mas isto é algum restauro?
    Aqui não estamos a falar de pintores ou escultores de obras discutíveis no gosto, designadamente na pintura abstrata, porque pessoalmente não aprecio ( e sobretudo não a entendo, humildemente confesso ), mas de obras que nào têm nada de abstrato, pelo contrário. Olhando para o original e para aquilo que supostamente, seria um restauro, e portanto colocar a obra o mais fiel possivel com o original, as diferenças são “esmagadoras” depois do “restauro”.
    Sinceramente, olhei para estes “restauros” e não resisti a desatar a rir.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.