Escolas reabrem esta segunda-feira com aulas presenciais. Mas há exceções

Rodrigo Antunes / Lusa

O segundo período letivo arranca, esta segunda-feira, e na maioria das escolas os alunos vão ter aulas presenciais. Mas há exceções.

O Agrupamento de Escolas de Mêda, no distrito da Guarda, anunciou, este domingo, que, nas próximas duas semanas, as aulas do segundo período não serão presenciais devido “à atual situação epidemiológica” da covid-19 no concelho.

Numa informação divulgada nas redes sociais, o presidente do Agrupamento, Luís Filipe Lopes, salientou que se trata de uma “medida preventiva e de mitigação” e apelou à “tranquilidade, compreensão e colaboração de toda a comunidade”.

Numa mensagem publicada no sábado, o presidente da Câmara, Anselmo Sousa, já tinha dito que o início do ano ficou “marcado pelo aparecimento de diversos surtos da covid-19″ na comunidade local.

Rui Ventura, presidente da Câmara de Pinhel, no mesmo distrito, disse também à agência Lusa que as aulas no concelho não vão ser presenciais nas duas próximas semanas.

Na Madeira, o Executivo regional adotou adotou medidas específicas para os três concelhos com “maior incidência de casos”, nomeadamente, Funchal, Câmara de Lobos e Ribeira Brava.

Nestes municípios, o reinício das aulas vai ocorrer de forma “progressiva”, visando permitir que as autoridades de saúde efetuem uma “avaliação concentrada e dedicada da situação” e “à medida que as testagens forem sendo realizadas, os estabelecimentos de ensino serão abertos”.

De acordo com as perspetivas do Governo Regional, nestes três concelhos, as escolas públicas privadas devem reabrir até 11 de janeiro, enquanto nos restantes estabelecimentos de ensino nos demais municípios mantém-se o calendário definido, recomeçando as aulas esta segunda-feira (4 janeiro).

O Governo insular informa que “as equipas de testagem irão iniciar o seu trabalho na manhã de hoje nos três municípios identificados, com o objetivo de rastrear os mais de seis mil professores e auxiliares educativos”.

A Universidade da Madeira também informou que todas as atividades letivas presenciais, incluindo avaliações, estão suspensas até 10 de janeiro, aguardando a instituição as medidas que o Governo Regional vai determinar hoje.

Nos Açores, o Governo local determinou, este domingo, a “testagem massiva” à covid-19 das “comunidades escolares, alunos, docentes e não docentes” das escolas do concelho de Vila Franca do Campo e da vila de Rabo de Peixe.

A decisão do Executivo açoriano para o concelho e a freguesia da ilha de São Miguel surge “na sequência da permanente vigilância epidemiológica, que está a cargo das estruturas regionais com competência para o efeito, e tem como objetivo a salvaguarda da defesa da segurança da comunidade e da saúde pública”.

Os testes serão realizados a partir de terça-feira, “devendo os estabelecimentos que tiveram interrupção letiva no Natal permanecer em regime de ensino a distância, até estar concluída a testagem”, indica o Executivo regional.

Portugal contabiliza 7118 mortos associados à covid-19 em 427.254 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O estado de emergência decretado a 9 de novembro para combater a pandemia foi renovado até 7 de janeiro, com recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Computador quântico ajuda a criar um computador quântico melhor

Um computador quântico foi usado para projetar um qubit aprimorado que poderá alimentar a próxima geração de computadores quânticos mais pequenos, de alto desempenho e mais confiáveis. Da mesma forma que um bit binário é a …

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …