Gralhas e cruzes em falta. “Erros processuais” tiram mobilidade por doença a professores

iStock

Alguns professores viram recusados os seus pedidos de mobilidade por doença devido a “erros processuais” que passam por gralhas, erros em datas e nomes e pela falta de cruzes em formulários. E nem após a rectificação destes lapsos, a recusa foi alterada pelo Ministério da Educação.

O caso é reportado pela Rádio Renascença que refere que no concurso deste ano, 7.786 professores, “70% dos quais por doença própria e os restantes por doenças de familiares”, concorreram à figura da mobilidade por doença que permite aos docentes com problemas de saúde ou com familiares doentes a seu cargo ficarem colocados mais próximo das suas residências.

Do total de professores que concorreram à mobilidade, 5% viram os pedidos recusados e destes, “cerca de 389 professores” viram os pedidos rejeitados devido a “erros processuais”, como apurou a Renascença.

Estão em causa gralhas, “assinaturas em falta, moradas com nomes diferentes, cruzes fora do sítio ou documentos que não foram enviados”, como sustenta a Rádio, realçando que a Direcção Geral da Administração Escolar (DGAE) acabou por não permitir aos docentes a correcção, mantendo a rejeição do pedido de mobilidade.

Nalgumas situações, há professores que conseguiram ter acesso à mobilidade ao longo de anos consecutivos, com problemas de saúde comprovados, e que ficaram sem ela devido a estes lapsos.

Como estarão em causa erros dos docentes, a DGAE não está a admitir correcções, o que força os professores implicados a meterem baixa por doença ou a irem mesmo dar aulas longe de casa.

Fonte do Ministério da Educação refere à Renascença que os pedidos de mobilidade por doença “têm vindo a aumentar de ano para ano”. E há quem considere que estamos perante um caso em que o justo paga pelo pecador, já que há professores realmente doentes ou com familiares doentes que estão a ser prejudicados por pormenores quando alguns concorrem à mobilidade, conseguindo-a, sem estarem de facto doentes ou terem familiares nessa condição. Tudo devido à falta de fiscalização.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ah, então nada de novo.
    Como não há capacidade de fiscalização usa-se a folha de cálculo, dividindo por zero.
    Aqui, como noutras áreas do Estado.
    Adiante.

Encontro secreto de bispos críticos do Papa Francisco em resort de luxo em Sintra

Uma centena de bispos de todo o mundo reuniu-se em Sintra, no resort de luxo Penha Longa, num encontro envolvido em secretismo que não contou com intervenientes portugueses. As razões ou o que se discutiu …

Quim Torra perde mandato de deputado. Catalunha arrisca ficar sem Governo

O presidente independentista da Catalunha perdeu o seu mandato como deputado regional, esta segunda-feira, o que levanta dúvidas sobre a sua continuação à frente do Governo regional. Quim Torra, do partido Juntos pela Catalunha de Carles …

Herdeiros e casais têm até hoje para pedir alteração no Adicional ao IMI

Os casais e os beneficiários de heranças indivisas têm até esta terça-feira para entregar no Portal das Finanças o pedido de alteração à forma como foram tributados no Adicional ao Imposto Municipal sobre os Imóveis …

Tribunal de Contas trava medicamento "essencial" no Hospital de Guimarães

O Tribunal de Contas (TdC) recusou o visto a um contrato, no valor de 2,9 milhões de euros, celebrado pelo Hospital de Guimarães para aquisição de um medicamento considerado “essencial” para a prestação de cuidados …

Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar "na cadeira de presidente do CDS"

"À medida que as pessoas se vão eternizando nos lugares, começam a confundir o interesse público com o interesse particular". Por isso, Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar no CDS-PP. Em entrevista à TVI, …

Menos 115 deputados. Itália realiza referendo para reduzir Parlamento

A Itália organiza em 29 de março um referendo sobre a alteração da Constituição e a redução do número de deputados, uma data esta proposta pelo Governo de coligação entre o Movimento Cinco Estrelas (M5S) …

Flamengo chega a acordo com o Inter por Gabigol

Flamengo e Inter de Milão já chegaram a acordo para a transferência definitiva de Gabigol, jogador que esteve durante a última temporada na equipa brasileira por empréstimo. Segundo o portal brasileiro Globo Esporte, os dirigentes do …

Espanha quer "assaltar" o lugar de Centeno no Eurogrupo

Nadia Calviño, a número dois do Governo Espanhol, assume-se como favorita para assumir a presidência do Eurogrupo, caso o ministro das Finanças português, Mário Centeno, decida não entrar na corrida. A notícia é avançada esta terça-feira …

Dívidas de hospital de Lisboa travam compra de dois medicamentos para cancro

As dívidas do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, levaram o Tribunal de Contas (TdC) a chumbar a compra de dois medicamentos para um cancro …

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões da Sonangol para uma empresa de Isabel dos Santos

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões das contas da petrolífera estatal Sonangol no private banking do Eurobic, em Lisboa, para uma empresa de Isabel dos Santos, avança o Correio da Manhã esta terça-feira. …