/

Eriksen “chegou a estar morto” (e quer perceber o que aconteceu)

Friedemann Vogel / EPA

Jogadores da Dinamarca rodeiam Christian Eriksen

O internacional dinamarquês Christian Eriksen já reagiu à sua queda inanimada dentro do relvado, dizendo que está melhor e que quer entender o que aconteceu.

O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do Grupo B, foi interrompido ao minuto 43, depois de Christian Eriksen ter caído inanimado do relvado.

O jogador do Inter Milão, de 29 anos, recebeu assistência médica no campo, tendo sido efetuadas tentativas de reanimação. Depois, o futebolista recuperou a consciência e foi transportado para o hospital.

Eriksen mantém-se hospitalizado num estado estável e já reagiu ao seu colapso dentro de campo.

“Obrigado pelo vosso apoio. Não vou desistir”, disse o jogador dinamarquês, através do seu empresário Martin Schoots, ao jornal Gazzetta dello Sport.

“Sinto-me melhor, mas quero entender o que aconteceu comigo. Quero agradecer a todos por tudo o que fizeram por mim”, acrescentou o médio.

“Falámos esta manhã. Ele brincou, estava bem humorado, achei-o bem. Todos queremos entender o que aconteceu com ele, ele também: os médicos estão a fazer exames minuciosos, vai demorar um pouco”, disse Schoots.

O jogador quer tentar comparecer ao estádio na quinta-feira, para a partida entre a Dinamarca e a Bélgica, escreve o Correio da Manhã.

“Eriksen esteve morto”

Morten Boesen, médico da seleção dinamarquesa, confirmou numa conferência de imprensa que Christian Eriksen esteve mesmo em paragem cardíaca, tendo o jogador sido reanimado com um desfribilador.

“Christian chegou a estar morto. Tivemos de realizar uma massagem cardíaca e depois reanima-lo, porque ele não respondia. Tudo aconteceu em breves instantes, então realmente não sei o que dizer. Houve uma paragem cardíaca e ele foi reanimado com um desfibrilador”, disse o médico.

“Neste momento, não temos nenhuma explicação. Esse é um dos motivos pelos quais ele [Eriksen] ainda está internado, para perceber o que aconteceu”, afirmou Boesen, adiantando que os resultados dos exames já feitos são “bons”.

Horas antes, a Federação Dinamarquesa de Futebol tinha informado que Christian Eriksen continua hospitalizado, num estado estável, e que vão ser realizados mais exames ao jogador de 29 anos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Por seu turno, o médico do Inter Milão, Piero Volpi, equipa em que Eriksen joga, assinalou hoje em declarações à Gazzetta dello Sport que o médio dinamarquês nunca deu qualquer indicação de ter um problema de saúde.

“O importante é que ele está bem, mas nunca houve o menor episódio que pudesse sugerir um problema, nem de perto, nem de longe, nem quando estava no Tottenham, nem no Inter. Em Itália, os controlos são muito rígidos”, sublinhou Piero Volpi.

Já Giuseppe Marotta, dirigente do Inter Milão, disse esperar que Eriksen recupere rápida e plenamente, especificando que o atleta não tinha covid-19 e não foi vacinado contra a doença.

O encontro de sábado entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do Grupo B, foi interrompido ao minuto 43, depois de Eriksen ter caído inanimado do relvado.

O jogador recebeu assistência médica no relvado, tendo mesmo sido reanimado, com o atleta a recuperar a consciência e a ser transportado para o hospital.

O jogo foi retomado mais tarde, após os jogadores dinamarqueses terem conseguido falar com o seu companheiro, e a Finlândia venceu o encontro por 1-0.

  Daniel Costa, ZAP // Lusa

 


CLASSIFICAÇÃO DO GRUPOCalendário de Jogos patrocinado por Solverde

Calendário de jogos no Especial ZAP Euro 2020


Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE