Erdogan apresenta queixa contra opositora turca por “injúria”

UNAOC / Flickr

Recep Tayyip Erdogan, Presidente da Turquia

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan apresentou hoje queixa contra uma opositora que acusa de “injúria”, por ter referido que o chefe de Estado qualificava de “terroristas” os eleitores que não votam em si.

A queixa, que visa Meral Aksener, dirigente do partido de direita Iyi, foi apresentada pelos advogados do Presidente turco na procuradoria de Ancara, referiu a agência noticiosa estatal Anadolu. Em causa, as declarações de Aksener na quarta-feira em Denizli, durante um comício de campanha para as eleições municipais de 31 de março.

“Como vão, queridos habitantes de Denizli que o Presidente da República qualifica de terroristas?”, referiu a opositora no início da sessão. “Há 17 anos que essa pessoa conduz uma política que nos divide e nos lança uns contra os outros“, acrescentou Aksener, que já dirigiu o Ministério do Interior.

Estas declarações implicaram uma reação imediata de Erdogan, que tem acentuado as críticas à dirigente de um dos partidos da oposição, em detrimento dos ataques lançados contra o seu principal opositor, Kemal Kiliçdaroglu, chefe dos sociais-democratas do CHP.

O Presidente turco é regularmente acusado pelos opositores de diabolizar os que não votam em si, e de ter polarizado profundamente a Turquia desde a sua chegada ao poder em 2003, assinala a agência noticiosa AFP.

Nos seus discursos políticos, Erdogan tem acusado dirigentes dos partidos da oposição, em particular o pró-curdo e de esquerda HDP, mas também o CHP; de estarem a soldo de diversas “organizações terroristas”.

Esta expressão designa a guerrilha do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) ou o movimento do predicador Fethullah Gülen, acusado pelas autoridades de Ancara de ter orquestrado a tentativa de golpe de Estado em julho de 2016.

Milhares de pessoas foram perseguidas ou condenadas na Turquia nos últimos anos por insultos a Erdogan, um crime passível de um a quatro anos de prisão.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …