Os restos das bombas atómicas chegaram às entranhas das criaturas no lugar mais remoto da Terra

A Guerra Fria já terminou, mas o seu legado ainda continua vivo, mesmo nos corpos de criaturas que vivem na mais profunda trincheira subaquática do mundo.

No fundo do Pacífico Oeste, nas suas profundezas mais escuras – o ponto mais profundo da Terra, a Fossa das Marianas – uma equipa de cientistas descobriram a presença de isótopos de carbono instáveis nos corpos de animais parecidos com camarões.

Ao identificar a “impressão digital” distintiva dos isótopos, os investigadores conseguiram rastreá-lo até às sobras de ogivas nucleares da Guerra Fria.

Segundo o artigo publicado na revista Geophysical Research Letters, cientistas liderados pela Academia Chinesa de Ciências documentaram como as explosões de atmosfera de ogivas nucleares acima do Pacífico acabaram nas entranhas de pequenos crustáceos a profundidades de até 11 mil metros.

A equipe de cientistas começou a recolher pequenos crustáceos, conhecidos como anfípodes, na primavera de 2017. Análises do conteúdo do tecido muscular e dos intestinos encontraram níveis estranhamente elevados do carbono do isótopo instável do carbono-14 (14C), um sinal de detonações termonucleares.

O pequeno grupo de nações com energia nuclear do mundo – principalmente os EUA e a ex-URSS – realizou mais de duas mil explosões em testes nucleares desde 1945, quase 400 delas detonadas na atmosfera entre 1945 e 1963. Como resultado dessa atividade atómica, a quantidade de 14C na atmosfera duplicou durante os anos 1950 e 1960.

Aparentemente, esse 14C “desceu” até às águas superficiais do oceano. Aqui, foi comido por criaturas que habitam a superfície, onde penetrou profundamente na cadeia alimentar da vida marinha do Pacífico. Como necrófagos, os anfípodes também comem carne apodrecida de criaturas marinhas que flutuaram até o fundo do mar depois de morrerem.

Os níveis de 14C também sugeriram que esses habitantes do mar profundo têm uma vida útil relativamente longa de mais de dez anos, muito maior do que os seus primos de águas rasas. “Esta bomba 14C misturou-se rapidamente nos reservatórios de carbono oceânicos e terrestres de superfície, permitindo que o 14C seja rastreado dentro do ciclo de carbono numa escala de tempo curta, de anos a décadas”, escrevem os autores do estudo.

A radioatividade não é a única relíquia da atividade humana que pode ser encontrada nestas trincheiras. Cientistas encontraram sacos de plástico na Fossa das Marianas.

Ainda mais preocupante, um estudo recente publicado no início deste ano descobriu a presença de microplásticos em animais que vivem na Fossa das Marianas. De facto, quase 75% do camarão testado neste estudo continha pelo menos uma micropartícula de plástico, mostrando que a influência humana se espalhou até nos lugares mais remotos da Terra.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Viúva de Kobe Bryant avança para tribunal contra empresa que operava helicóptero

Vanessa Bryant avançou com uma ação por homicídio involuntário contra a empresa que operava o helicóptero que caiu, causando a morte do seu marido, Kobe Bryant, da filha Gianna e de outras sete pessoas. A queixa …

Covid-19: Confirmado primeiro caso de infeção na Catalunha

A Espanha anunciou hoje o primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus na Catalunha, subindo assim para quatro o número de infetados em território espanhol. Os pormenores sobre este novo caso agora na comunidade catalã serão …

Traficante perde códigos de contas com 53,6 milhões de euros em bitcoins

Um traficante irlandês, que acumulou uma fortuna de 55 milhões de euros em bitcoins, perdeu os códigos para aceder às contas depois de os esconder no estojo onde estava guardada a sua vara de pescar, …

Morreu Katherine Johnson, a matemática que ajudou a levar o Homem à Lua

A matemática norte-americana Katherine Johnson, que trabalhou para a agência espacial norte-americana (NASA), morreu esta segunda-feira aos 101 anos. A informação foi avançada no fim da tarde desta segunda-feira pelo administrador da NASA, Jim Bridenstine, …

Asia Bibi quer obter asilo político em França

A cristã paquistanesa Asia Bibi, condenada à morte por blasfémia em 2010 e absolvida oito anos depois, antes de se refugiar no Canadá, referiu esta segunda-feira pretender obter asilo político em França. Asia Bibi disse à …

Covid-19. Itália com 50 novos casos e Portugal com novo suspeito

Em Portugal, a DGS confirmou um novo caso suspeito de infeção. Por sua vez, as autoridades italianas anunciaram a existência de 50 novos casos de infetados com Covid-19. A Direção-Geral de Saúde confirmou, esta terça-feira, …

Benfica também está interessado em Rúben Amorim

O Benfica junta-se ao Sporting na corrida pela contratação do treinador do Sporting de Braga, Rúben Amorim. O jovem técnico tem impressionado ao serviço dos bracarenses. Depois de se falar do interesse do Sporting CP em …

15 anos após gravação sem autorização, Estado condenado a indemnizar Sá Fernandes

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 3 mil euros ao advogado Ricardo Sá Fernandes. Em causa está um acórdão assinado pelo juiz Rui Rangel em …

Contribuintes têm até esta terça-feira para validar faturas (e podem valer até 2.500 euros no IRS)

Os contribuintes que, no ano passado, colocaram o seu NIF em faturas devem verificar se todas estão corretamente associadas à tipologia de despesas a que correspondem para efeitos de IRS, terminando esta terça-feira o prazo …

Plácido Domingo diz "assumir toda a responsabilidade dos seus erros"

O tenor também desistiu de se apresentar na Ópera Metropolitana de Nova Iorque, enquanto outras óperas americanas cancelaram as suas atuações, que no entanto continuam na Europa. O tenor espanhol Plácido Domingo, acusado nos Estados Unidos …