Os restos das bombas atómicas chegaram às entranhas das criaturas no lugar mais remoto da Terra

A Guerra Fria já terminou, mas o seu legado ainda continua vivo, mesmo nos corpos de criaturas que vivem na mais profunda trincheira subaquática do mundo.

No fundo do Pacífico Oeste, nas suas profundezas mais escuras – o ponto mais profundo da Terra, a Fossa das Marianas – uma equipa de cientistas descobriram a presença de isótopos de carbono instáveis nos corpos de animais parecidos com camarões.

Ao identificar a “impressão digital” distintiva dos isótopos, os investigadores conseguiram rastreá-lo até às sobras de ogivas nucleares da Guerra Fria.

Segundo o artigo publicado na revista Geophysical Research Letters, cientistas liderados pela Academia Chinesa de Ciências documentaram como as explosões de atmosfera de ogivas nucleares acima do Pacífico acabaram nas entranhas de pequenos crustáceos a profundidades de até 11 mil metros.

A equipe de cientistas começou a recolher pequenos crustáceos, conhecidos como anfípodes, na primavera de 2017. Análises do conteúdo do tecido muscular e dos intestinos encontraram níveis estranhamente elevados do carbono do isótopo instável do carbono-14 (14C), um sinal de detonações termonucleares.

O pequeno grupo de nações com energia nuclear do mundo – principalmente os EUA e a ex-URSS – realizou mais de duas mil explosões em testes nucleares desde 1945, quase 400 delas detonadas na atmosfera entre 1945 e 1963. Como resultado dessa atividade atómica, a quantidade de 14C na atmosfera duplicou durante os anos 1950 e 1960.

Aparentemente, esse 14C “desceu” até às águas superficiais do oceano. Aqui, foi comido por criaturas que habitam a superfície, onde penetrou profundamente na cadeia alimentar da vida marinha do Pacífico. Como necrófagos, os anfípodes também comem carne apodrecida de criaturas marinhas que flutuaram até o fundo do mar depois de morrerem.

Os níveis de 14C também sugeriram que esses habitantes do mar profundo têm uma vida útil relativamente longa de mais de dez anos, muito maior do que os seus primos de águas rasas. “Esta bomba 14C misturou-se rapidamente nos reservatórios de carbono oceânicos e terrestres de superfície, permitindo que o 14C seja rastreado dentro do ciclo de carbono numa escala de tempo curta, de anos a décadas”, escrevem os autores do estudo.

A radioatividade não é a única relíquia da atividade humana que pode ser encontrada nestas trincheiras. Cientistas encontraram sacos de plástico na Fossa das Marianas.

Ainda mais preocupante, um estudo recente publicado no início deste ano descobriu a presença de microplásticos em animais que vivem na Fossa das Marianas. De facto, quase 75% do camarão testado neste estudo continha pelo menos uma micropartícula de plástico, mostrando que a influência humana se espalhou até nos lugares mais remotos da Terra.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

RESPONDER

PSP já apanhou mais de três mil pessoas a conduzir sem carta este ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. "De 1 de janeiro a 31 de julho de 2020, …

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …