Guaidó acaba de anunciar a entrada do primeiro camião na Venezuela

Mauricio Duenas Castaneda / EPA

O Presidente interino venezuelano, Juan Guaidó, anunciou este sábado através da rede social Twitter que o primeiro camião, de dois, com ajuda humanitária proveniente do Brasil entrou na Venezuela.

“Anunciamos oficialmente que a primeira remessa de ajuda humanitária já entrou pela nossa fronteira com o Brasil”, escreveu Guaidó na rede social.

Atualmente, Juan Guaidó encontra-se na cidade colombiana de Cúcuta, onde assistiu, na fronteira, à partida simbólica de camiões com ajuda humanitária para a Venezuela.

“A ajuda humanitária vai a caminho da Venezuela”, afirmou Guiadó na fronteira em Cúcuta, Colômbia, cerca das 15:35 em Lisboa (11:35 na Venezuela), minutos antes de subir a um camião com ajuda, numa cerimónia transmitida em direto pelas televisões. Ao lado de Guaidó, estava o Presidente colombiano, Ivan Duque, que antes formalizou a entrega dos camiões com a ajuda humanitária.

Hoje é a data limite anunciada pelo autoproclamado Presidente interino venezuelano para a entrada no país da ajuda humanitária reunida para a Venezuela.

Juan Guaidó, opositor de Maduro e reconhecido por mais de 50 países como Presidente interino do país, prometeu introduzir essa ajuda humanitária na Venezuela neste dia, numa operação para a qual estão mobilizados milhares de cidadãos.

Portugal “determinante” para o crescimento da Venezuela

Nesta sexta-feira, Guaidó afirmou que a comunidade portuguesa é determinante para o crescimento daquele país e agradeceu o apoio de Portugal, numa declaração gravada em vídeo na cidade colombiana de Cúcuta.

Quero agradecer a Portugal, agradecer à comunidade portuguesa, à comunidade luso-venezuelana que é determinante para o crescimento do nosso país. Obrigado Portugal, obrigado Europa”, disse Guaidó ao eurodeputado português Paulo Rangel, que se encontra naquela cidade e que partilhou este sábado o vídeo no Twitter.

O vice-presidente do grupo parlamentar do Partido Popular Europeu (PPE) integra uma delegação desta família política do Parlamento Europeu que chegou na quinta-feira à Colômbia. Paulo Rangel partilhou este sábado o vídeo de 41 segundos no qual expressa a Guaidó o apoio do Parlamento Europeu, do PPE e, em Portugal, do PSD.

Portugal é um dos países da UE que reconheceram Juan Guaidó como Presidente interino da Venezuela com a missão de convocar novas eleições, depois de terem rejeitado a legitimidade do processo que levou à reeleição do atual chefe de Estado, Nicolás Maduro.

O Parlamento Europeu também reconheceu Guaidó como Presidente interino.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Surto de sarampo leva Samoa a fechar escolas e serviços. Ativista anti-vacinação detido

Com o objetivo de conter o surto de sarampo que já matou 60 pessoas, o governo de Samoa está a pedir à população que coloque uma bandeira vermelha em frente às casas nais as pessoas …

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …

Mais de dois mil coalas mortos devido aos incêndios na Austrália

O presidente da Aliança das Florestas do Nordeste da Austrália disse que os incêndios florestais que deflagram no leste do país, desde o início de novembro, provocaram a morte a mais de dois mil coalas. O …

Regionalização sem referendo é “golpe de estado palaciano”

Luís Marques Mendes falou este domingo, no habitual espaço de comentário político na SIC, sobre a regionalização, os "tempos difíceis para a direita", Greta Thunberg e Joe Berardo. Houve ainda tempo para falar sobre o …

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …

Greve geral volta a parar França. Filas de trânsito chegam aos 620 quilómetros

Os acessos a Paris estão, esta manhã, muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das pensões e que afeta sobretudo a rede de transportes na capital francesa. De acordo com as autoridades, …

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …