Inspecção culpa enfermeira em greve e médicos por morte de feto

SXC

A Inspecção-Geral das Actividades em Saúde responsabiliza uma enfermeira e três médicos pela morte de um feto, em Agosto de 2017, considerando que violaram o “dever de cuidado que lhes era exigível”.

O caso é reportado pelo jornal Público que teve acesso às conclusões da Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS), depois da análise a um episódio que ocorreu a 23 de Agosto de 2017, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Uma grávida de oito meses, com cerca de 20 anos, deu entrada nas urgências daquela unidade com uma infecção respiratória, alterações no fluxo urinário e com o feto mais pequeno do que devia.

A mulher ficou internada e foram-lhe prescritos vários exames, entre os quais uma cardiotocografia (CTG) que visa avaliar o bem-estar do feto. Esta CTG deveria ser feita uma vez por turno, mas na noite do segundo dia de internamento da grávida, como decorria uma greve de zelo dos enfermeiros obstetras, não foi efectuada.

Quando iniciou o seu turno, a enfermeira especialista de serviço contactou a equipa médica de urgência para saber quem efectuaria os exames prescritos, nomeadamente a CTG. O chefe da equipa médica alegou que não havia profissionais suficientes para os realizar, atribuindo “eventuais responsabilidades pelo incumprimento da não realização do exame” à “própria enfermeira”, como refere a IGAS, segundo cita o Público.

A especialista de enfermagem era a única habilitada no serviço para fazer o exame, mas optou por não o realizar.

A não realização da CTG teve “eventuais repercussões no desenvolvimento do quadro clínico da (doente)”, considera a IGAS.

O feto acabou por ser dado como morto na manhã seguinte, depois de a grávida ter tido um sangramento vaginal.

A IGAS propôs procedimentos disciplinares aos três médicos de serviço envolvidos. Já a enfermeira não foi alvo de qualquer procedimento porque deixou as funções no Hospital logo a seguir à morte do feto.

O Ministério Público também está a investigar o caso, estando constituídos cinco arguidos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Há que lhes fazer pagar caro para que passem a perceber que não são mais do que os outros nem poderão estar acima já não digo da lei porque essa por cá funciona consoante a cara do cliente, mas acima do que deve ser exigido no mínimo a um ser humano. Sabemos que poderão ter alguma razão acerca das condições de trabalho e salários e que os governantes actuais têm enormes responsabilidades na situação que se vem criando no que respeita a vários sectores do funcionalismo público ao terem criado expectativas que havia dinheiro para tudo, acabaram por satisfazer alguns esquecendo outros agora têm a crise montada, no entanto não é razão para pôr a saúde e a vida das pessoas em causa que para mais são ainda mais vítimas tanto em salários como noutras situações do que os próprios enfermeiros ou médicos.

RESPONDER

"Avante!". Pede-se máscara obrigatória, mas PCP só dá ouvidos à DGS

Vários peritos pedem o uso obrigatório de máscara na Festa do Avante!, mas o PCP só atende às recomendações feitas pela Direção-Geral da Saúde. Depois de muita contestação, a Festa do Avante! vai mesmo realizar-se, entre …

Coreia do Sul com maior número de casos desde março. Seul reforça medidas restritivas

A Coreia do Sul endureceu este sábado as medidas restritivas para conter a pandemia de covid-19 em Seul e arredores após registar o número mais elevado de novos casos diários em cinco meses. As regras, que …

Cavani tem viagem marcada para fechar acordo com o Benfica

Vários órgãos de informação avançam que Edinson Cavani tem viagem marcada para a Europa, onde deverá assinar com o SL Benfica dentro dos próximos dias. Depois de várias semanas de negociações, Edinson Cavani está praticamente garantido …

Novo Banco. Gama Life garante não ter relação com Greg Lindberg (mas GNB mudou-se para a sua morada)

O fundo da Apax Partners que assumiu o controlo da GNB Vida depois da compra ao Novo Banco “mudou-se” para a mesma morada de empresas do multimilionário Greg Lindberg em Londres, apesar da seguradora garantir …

Ministra admite que não leu relatório sobre Reguengos (e desvaloriza surtos em lares)

A ministra da Segurança Social admitiu, em entrevista ao semanário Expresso, que não leu o relatório sobre Reguengos de Monsaraz, mas considerou que a dimensão dos surtos de covid-19 em lares “não é demasiado grande …

Calvário no Barcelona. Setién de saída, Messi faz ultimato e Piqué fala em "vergonha"

O Barcelona foi esmagado (8-2) pelo Bayern Munique, nos quartos de final da Liga dos Campeões. Setién está de saída, Messi fez um ultimato e Piqué falou em "vergonha". Foi a noite mais negra de sempre …

Antonoaldo Neves quer receber mais para sair da TAP (mas Governo não paga "nem mais um cêntimo")

Quando foi anunciado o acordo de saída de David Neeleman da TAP, o Governo anunciou também que Antonoaldo Neves, CEO da companhia, seria substituído. No entanto, ainda não se chegou um acordo para a saída. …

Explosão em Beirute terá sido causada por trabalhos de manutenção

A explosão no porto de Beirute, no Líbano, que matou 171 pessoas, feriu mais de 6 mil e deixou um rasto de destruição na cidade, poderá ter sido causada por trabalhos de manutenção num armazém. …

"Crocodilo do terror" tinha dentes do tamanho de bananas e comia dinossauros

Um novo estudo descobriu um grupo de crocodilos antigos que tinham cerca de 10 metros de comprimento e dentes "do tamanho de bananas", que lhes permitiam derrubar até os maiores dinossauros do seu ecossistema. De acordo com …

Intervalos mais curtos, alunos a limpar salas e cantinas com take away. Como vai ser o novo ano letivo

Intervalos de cinco minutos, aulas a começar mais cedo e a terminar mais tarde, alunos a ajudar na desinfestação das salas e cantinas com serviço de take away são algumas das mudanças previstas por diferentes …