Enfermeira espanhola infectada com ébola está melhor e fala com os médicos

Teresa Romero Ramos / Facebook

Teresa Romero Ramos, a enfermeira de 44 anos infectada com Ébola

Teresa Romero Ramos, a enfermeira de 44 anos infectada com Ébola

A enfermeira espanhola contaminada pelo vírus Ébola está melhor, consciente e fala com os médicos, segundo fonte médica.

Segundo a mesma fonte, a enfermeira espanhola Teresa Romero, que luta contra a febre causada pelo vírus Ébola no hospital de Madrid Carlos III, “está melhor que ontem”, tendo o seu estado de saúde recuperado durante a noite.

A enfermeira está consciente, fala de vez em quando, quando está de bom humor, afirmou a fonte, pedindo o anonimato. Segundo o jornal El País, a enfermeira está a ser tratada por uma equipa de dez pessoas, dos quais três médicos.

A enfermeira foi hospitalizada na segunda-feira e luta contra o vírus, contraído aparentemente com um missionário que tinha regressado de África e morreu no final de setembro. Além de Romero, permanecem hospitalizadas outras 16 pessoas, depois de três mulheres terem dado entrada no centro, uma cabeleireira, uma enfermeira e uma trabalhadora de limpeza, todas sem sintomas.

Além do caso confirmado, existe um outro caso em investigação, uma enfermeira cujo primeiro teste deu negativo, mas que aguarda ainda o resultado do segundo teste, realizado 72 horas após, que poderá ser conhecido ainda hoje.

O número de mortos devido ao surto epidémico de Ébola surgido na África Ocidental no final do ano passado ultrapassou os 4.000, segundo o mais recente balanço da Organização Mundial de Saúde (OMS), divulgado na sexta-feira em Genebra.

De acordo com os últimos dados da agência especializada das Nações Unidas, que datam de 8 de outubro, registaram-se, no total, 8.399 casos em sete países, de que resultaram 4.033 mortes. O anterior balanço, com informação de 5 de outubro, dava conta de 8.033 casos, dos quais 3.865 mortais.

Os sete países afetados foram divididos em dois grupos pela OMS, sendo o primeiro constituído pela Guiné-Conacri, a Libéria e a Serra Leoa — os três países mais atingidos — e o segundo pela Nigéria, o Senegal, a Espanha e os Estados Unidos.

No primeiro grupo, a Libéria, o país mais afetado pela epidemia, registou 4.076 casos, dos quais 2.316 resultaram em mortes. Na Serra Leoa, a OMS contabilizou 2.950 casos e 930 mortes. Por último, na Guiné-Conacri, onde teve início o surto epidémico, em dezembro de 2013, há 1.350 casos e 778 mortes.

Os profissionais de saúde continuam a ser o grupo populacional mais afetado pela doença nesses países, com 416 casos, de que resultaram 233 mortes. No segundo grupo, na Nigéria, o número de casos e de mortes manteve-se inalterado, com 20 casos e 8 mortos.

O mais recente balanço da OMS deu conta de uma morte nos Estados Unidos e um caso em Espanha. No Senegal, manteve-se a contagem, com apenas um caso. Na República Democrática do Congo, onde foi identificada uma epidemia de Ébola distinta daquela que está a afetar a África Ocidental, a OMS contabilizou 71 casos, 43 dos quais se revelaram mortais, de acordo com um balanço efetuado a 7 de outubro.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em dia sem registo de mortes, Portugal contabiliza 450 novos casos

Esta sexta-feira, Portugal não regista qualquer óbito. Nas últimas 24 horas, houve 450 novos casos positivos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Não morreu ninguém infetado com o novo …

Câmara de Torres Vedras deteta migrantes a viverem em armazéns e antigas pecuárias

Além de espaços sem condições de habitabilidade, como armazéns e pecuárias desativadas, a autarquia tem conhecimento de "casas alugadas a pessoas migrantes onde existe sobrelotação". A Câmara de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, levantou coimas …

Parlamento aprova "direito ao esquecimento" para quem superou doenças graves

O Parlamento aprovou esta sexta-feira, na generalidade, o projeto-lei do PS que pretende consagrar o “direito ao esquecimento” para acabar com a discriminação de pessoas que tiveram cancro. O Parlamento aprovou, na generalidade, o projeto-lei do …

No seu último discurso, presidente do Supremo atira críticas aos megaprocessos

António Piçarra, presidente do Supremo Tribunal de Justiça, centrou o seu último discurso na falta de eficácia do sistema judicial em tratar os processos especialmente complexos de corrupção. Para o presidente do Supremo Tribunal de Justiça, …

Viagens não essenciais de e para o Reino Unido permitidas a partir de segunda-feira

Cristóvão Norte, deputado do PSD, criticou a indefinição em torno das viagens do Reino Unido para Portugal, em entrevista à BBC. Entretanto, esta manhã, fonte governamental revelou que as viagens não essenciais de e para …

PPP na saúde levou Estado a "poupar" mais de 200 milhões

As Parceiras Público-Privadas (PPP) dos hospitais de Braga, Vila Franca de Xira, Loures e Cascais trouxeram ao Estado uma "poupança" de 203 milhões de euros, menos de um terço do que se esperava no arranque …

Praias podem receber mais banhistas este verão

Apesar de o semáforo de lotação das praias se manter nesta época balnear, a percentagem de ocupação sobe para os 90%. Quem não respeitar as regras estará sujeito a coimas. As limitações à lotação, introduzidas no …

Ritmo de vacinação da UE ultrapassa o dos EUA e China. Grécia reabre turismo

Atualmente, o ritmo de vacinação da União Europeia ultrapassa o registado nos Estados Unidos da América e na China, de acordo com os dados da plataforma Our World in Data. Os dados recolhidos pelo Público …

"Síndrome de Havana" tem sido cada vez mais reportada por militares dos EUA

Diplomatas norte-americanos, espiões e funcionários da Defesa nacional dos EUA sofreram mais de 130 casos de lesões cerebrais, conhecidos como síndrome de Havana. Segundo o jornal The New York Times, três agentes da CIA revelaram ter …

Caso Maddie. Polícia alemã tem novas provas contra Brueckner

A polícia alemã tem novas provas contra Christian Brueckner, o principal suspeito do rapto de Madeleine McCann, que desapareceu do empreendimento turístico Ocean Club, no Algarve, há 14 anos. De acordo com o procurador Hans Christian …