Bebé de 11 meses morre de ébola no Congo. Declaração de fim da epidemia mais distante

EU Humanitarian Aid and Civil Protection / Flickr

Depois de mais de sete semanas sem nenhum caso registado, nos últimos dias registaram-se na República Democrática do Congo (RDC) duas mortes por ébola. A última vítima foi um bebé de 11 meses, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) no domingo.

Epidemia de Ébola

Faltavam três dias para a proclamação oficial do fim da epidemia da doença, quando surgiu, na sexta-feira, um novo caso de ébola na RDC. Tratava-se de um eletricista de 26 anos, de Beni, avançou a OMS. Desde que foi declarada, em 01 de agosto de 2018, a epidemia de ébola vitimou mais de 2.200 pessoas na zona leste do país.

“Infelizmente, isto significa que o governo da República Democrática do Congo não poderá declarar o fim da epidemia de ébola na segunda-feira, como estava previsto”, indicou no Twitter o diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Agora, foi divulgado um novo caso, uma menina de 11 meses que estava a ser tratada no mesmo centro de saúde que o eletricista, disse à Reuters – citada pelo Independent –, o responsável pela equipa da OMS para o ébola naquele país, Boubacar Diallo.

De acordo com as autoridades, ainda não está claro como o eletricista contraiu a doença. Transmissões pontuais são comuns no final dos surtos de ébola – que causa febre, sangramento, vómito e diarreia e transmite-se através de fluidos corporais -, mas um novo caso não significa necessariamente que o vírus fique novamente fora de controle.

Duas novas vacinas ajudaram a conter o vírus no país, embora a desconfiança pública e os ataques das milícias tenham impedido os profissionais de saúde de alcançar as áreas atingidas. No sábado, jovens atiraram pedras aos funcionários da OMS e ao vice-prefeito de Beni que tentavam descontaminar a casa do eletricista e rastrear os seus contatos.

“Para eles, o ébola acabou”, disse Diallo à Reuters. “As pessoas aqui têm alguns problemas para entender como esse caso surgiu dois dias antes da declaração do fim” da epidemia.

Na sexta-feira, depois que o primeiro novo caso foi descoberto, a OMS disse que não era totalmente inesperado. “Embora não sejam boas notícias, este é um evento que antecipamos. Mantivemos equipas de resposta em Beni e noutras áreas de alto risco exatamente por esse motivo”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A organização informou que já estão a ser realizados rastreios para encontrar todos os que possam ter tido contacto com os infetados, a fim de oferecer a vacina e monitorizar o seu estado de saúde. No domingo, acreditava-se que o número de contactos ultrapassava as 200 pessoas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mourinho: "Não preciso de fazer uma pausa, estou sempre no futebol"

O treinador português disse, esta segunda-feira, que "não necessita de fazer uma pausa", após deixar o comando técnico do Tottenham, e frisou estar "sempre no futebol". Embora não se tenha alongado muito, José Mourinho falou pela …

Regime sírio acusado de crimes contra a humanidade na Suécia

Quatro organizações não-governamentais apresentaram uma queixa junto da polícia da Suécia contra altos responsáveis do regime sírio por crimes contra a humanidade pelos ataques com armas químicas na Síria, em 2013 e 2017. A queixa foi …

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países da UE sem 5G

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países na União Europeia (UE) que ainda não têm qualquer oferta comercial de 5G, revelou o último relatório trimestral do Observatório Europeu do 5G, um organismo da Comissão …

Jair Bolsonaro diz que quem votar em Lula da Silva "merece sofrer"

No mês passado, o Supremo Tribunal Federal decidiu que Lula da Silva pode voltar a candidatar-se à presidência do Brasil e Jair Bolsonaro, o atual presidente do país, considera que quem votar em Lula "merece …

Covid-19. Plano Nacional inclui testes em centros comerciais ou empresas

O Plano Nacional para a Testagem Massiva prevê a realização generalizada de testes para deteção precoce do coronavírus, passando a estar disponível em centros comerciais, estações de transportes públicos ou empresas, e podendo pode ser …

Seul vai aceitar descarga de água radioativa de Fukushima (se o Japão cumprir certas condições)

A Coreia do Sul aceitará, caso sejam cumpridas algumas condições, o plano do Governo japonês para despejar gradualmente no mar águas tratadas, mas ainda radioativas, da central nuclear destruída de Fukushima, segundo o Governo sul-coreano. O …

CDS vai apresentar projeto sobre enriquecimento ilícito. PSD só apoia medida que seja "eficaz e constitucional"

O CDS-PP vai apresentar no Parlamento um projeto sobre o enriquecimento ilícito, anunciou o presidente do partido esta terça-feira, antecipando que a iniciativa se debruçará sobre o poder político, o poder judicial e o funcionamento …

Deputada Cristina Rodrigues propõe campanha contra pirataria de jornais

A deputada não inscrita Cristina Rodrigues recomendou, esta segunda-feira, ao Governo a divulgação de uma campanha nacional que promova o combate à pirataria de jornais e revistas e que aumente a fiscalização relativa ao crime …

Fuga a notificações judiciais deixa 15 mil pessoas à margem da lei

A Direção-Geral da Administração da Justiça (DGAJ) divulgou uma lista com 15.178 nomes de cidadãos e gerentes de empresas procurados por não prestarem contas dos crimes cometidos. Dessa lista, 7900 são homens, 1401 mulheres, 5665 pessoas …

EMA encontra possível ligação entre vacina da Johnson & Johnson e coágulos, mas benefícios superam riscos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) concluiu, esta terça-feira, que a vacina Janssen, do grupo Johnson & Johnson, tem uma "possível ligação" a casos muito raros de coágulos sanguíneos, mas insistiu que os benefícios do …