Explorado o naufrágio mais profundo do mundo. Contratorpedeiro afundou na maior batalha naval da História

(dr)

Exploradores mergulharam até ao naufrágio mais profundo do mundo, um contratorpedeiro norte-americano afundado há 77 anos numa batalha da II Guerra Mundial. 

De acordo com o LiveScience, a equipa chegou ao USS Johnston, um contratorpedeiro da Marinha dos Estados Unidos que naufragou em 25 de outubro de 1944 após uma intensa batalha com os japoneses durante a II Guerra Mundial.

O navio, com cerca de 115 metros de comprimento e 12 de largura na sua parte mais larga, afundou durante a Batalha do Golfo de Leyte, a maior batalha naval da história, de acordo com um comunicado.

O naufrágio foi descoberto em 2019 na costa da Ilha de Samar, no Mar das Filipinas. Na época, um veículo operado remotamente (ROV) registou partes dos destroços, mas não conseguiu alcançar as partes mais profundas.

O navio afundado encontra-se está a cerca de 6.456 metros de profundidade. Victor Vescovo, um ex-comandante da Marinha dos Estados Unidos que financiou a nova expedição, pilotou o seu submersível, o DSV Limiting Factor, até ao naufrágio durante dois mergulhos de oito horas, a maior profundidade que um ser humano ou submersível já atingiu para explorar um naufrágio.

Os exploradores analisaram e tiraram fotografias de alta definição do navio e conseguiram captar imagens da proa, ponte e meio do navio, que estavam em partes mais profundas do que o ROV poderia descer em 2019.

O número do casco “557” ainda era visível em ambos os lados da proa. As torres de armas, racks de torpedos gémeos e muitos suportes de armas também estavam visíveis e ainda no lugar.

Não foram encontrados nenhuns restos mortais humanos nem roupas.

“Conseguimos ver a extensão dos destroços e os graves danos infligidos durante a intensa batalha na superfície”, disse o tenente reformados da Marinha dos Estados Unidos e historiador Parks Stephenson, um historiador naval.

“Foi incendiado pelo maior navio de guerra já construído – o navio de guerra da Marinha Imperial Japonesa Yamato – e lutou ferozmente.”

“A descoberta do USS Johnston serve como mais uma lembrança do heroísmo e do sacrifício daquele dia no Golfo de Leyte, há 77 anos”, disse. Da tripulação do USS Johnston de 327 homens, 186 morreram.

A tripulação teve o cuidado de não perturbar o navio naufragado, mas a esperança é que as imagens e informações que trouxeram da sua expedição sejam úteis para historiadores e arquivistas navais.

No final da expedição, a equipa de mergulho depositou uma coroa de flores “no campo de batalha oceânico”.

Três outros navios que afundaram na Batalha do Golfo de Leyte ainda não foram encontrados.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal com um recorde de 200 mil vacinados este fim-de-semana

A task force que coordena o programa de vacinação contra a covid-19 em Portugal previu que este fim-de-semana tenham sido vacinadas 200 mil pessoas. "De acordo com dados provisórios, neste fim-de-semana foram, até às 18h00, …

Gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera

Um novo estudo mostra que as enormes emissões de gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera. Tal como explica o jornal The Guardian, os investigadores descobriram que a espessura desta camada atmosférica …

Morreu Luís Nunes da Ponte, fundador do PS

Luís Nunes da Ponte morreu aos 75 anos. O PS manifestou “profundo pesar” e agradeceu o seu trabalho “em prol da luta pela liberdade e pela democracia”. Luís Nunes da Ponte, um dos fundadores do PS, …

Caçador de planetas. NASA espera que o telescópio Roman encontre 100 mil novos mundos

A missão do telescópio espacial Roman da NASA - que será lançado em meados da década de 2020 - deve encontrar pelo menos 100 mil novos exoplanetas, dizem astrónomos. Desde a década de 1990, foram descobertos …

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …