Encontrada a árvore oca onde viviam os morcegos que originaram a epidemia de Ébola

Suzanne Beukes, UNICEF

A primeira vítima conhecida da epidemia de Ébola de 2014 foi o pequeno Emile Ouamouno, de 2 anos, na foto com a família em Méliandou, na Guiné

A primeira vítima conhecida da epidemia de Ébola de 2014 foi o pequeno Emile Ouamouno, de 2 anos, na foto com a família em Méliandou, na Guiné

Morcegos que se alimentavam de insetos que viviam numa árvore oca numa aldeia remota na Guiné-Conacri podem ter sido a fonte da maior epidemia de sempre do vírus do Ébola, disseram hoje cientistas.

Mais de 20.000 casos de Ébola, com pelo menos 7.800 mortes, foram registados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde a morte de Emile Ouamouno, um rapaz de dois anos, na aldeia de Meliandou, em dezembro do ano passado, que terá sido o primeiro caso de infecção nesta epidemia.

Em declarações ao jornal EMBO Molecular Medicine, uma equipa de cientistas liderada por Fabian Leendertz, do Instituto Robert Koch, em Berlim, investigaram as circunstâncias relacionadas com a morte da criança.

As suspeitas apontam para morcegos insetívoros sem cauda, da espécie Mops condylurus, que viviam numa árvore oca a 50 metros de distância da casa do rapaz.

“A proximidade de uma grande colónia de morcegos sem cauda criou uma oportunidade para a infeção. As crianças apanhavam e brincavam frequentemente com morcegos nesta árvore”, disse a equipa, depois de um inquérito exaustivo de quatro semanas realizado em abril.

O vírus do Ébola aloja-se num ambiente natural, também chamado de reservatório, entre animais selvagens, sem os afetar.

O virus pode infetar humanos que entrem em contacto com esta fonte diretamente ou indiretamente através de contacto com animais que tenham adoecido.

Altamente contagioso, o vírus é transmitido entre humanos através de contacto com fluídos corporais.

Fabian Leendertz, Robert Koch-Institute, Berlin

Emile Ouamouno poderá ter sido infectado com Èbola por um morcego enquanto brincava no interior desta árvore oca, em Méliandou

Emile Ouamouno poderá ter sido infectado com Èbola por um morcego enquanto brincava no interior desta árvore oca, em Méliandou

Um reservatório conhecido é o morcego que se alimenta de fruta, Epomophorus wahlbergi, uma espécie amplamente disseminada na África tropical amplamente disseminada, que em alguns países é morto para servir de alimento, transmitindo infeções aos caçadores e carniceiros deste mamífero.

No entanto, o papel desta espécie de morcegos na epidemia atual nunca foi confirmado, segundo os cientistas.

Pelo contrário, testes em laboratório demonstraram que os morcegos sem cauda, uma espécie prima, podem transportar o vírus sem adoecer, o que os tornaria também reservatórios, mas nunca foi encontrada qualquer prova disto na natureza.

A equipa alemã afirmou que as provas de que esta espécie ajudou a espalhar o atual surto eram fortes, mas não a 100 por cento.

Além de brincarem com os morcegos na árvore, as crianças locais também caçavam estes animais e grelhavam-nos em casa para se alimentar.

Os investigadores não encontraram na região provas de qualquer mortandade entre mamíferos maiores, que poderiam ter sido uma fonte secundária de infeção para as pessoas.

Por outro lado, não foi encontrado qualquer vestígio de vírus do Ébola em nenhum dos morcegos que os cientistas capturaram e cujo sangue foi analisado.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Neymar exige mais 6,5 milhões ao Barcelona. É o terceiro processo do jogador contra o clube

Neymar processou pela terceira vez o Barcelona devido às contingências fiscais que lhe foram incutidas a título pessoal por causa dos contratos relativos à sua contratação pelos blaugranas. Segundo divulgou o Mundo esta sexta-feira, citado pelo …

Autarca de Torres Vedras condenado a multa de 5.000 euros por plágio na tese de doutoramento

O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes (PS), foi esta quinta-feira condenado a pagar uma multa de 5.000 euros, pelo crime de contrafação na tese de doutoramento. A multa será aplicada durante …

Francisco J. Marques acusado de sete crimes por divulgar e-mails do Benfica

Francisco J. Marques, Júlio Magalhães e Diogo Faria estão a ser acusados de vários crimes relativamente ao caso da divulgação dos e-mails do SL Benfica. O diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, foi …

Depressão Jorge traz fim-de-semana com chuva e vento

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê um fim-de-semana chuvoso e ventoso, a começar já a partir de sábado. Em causa está a passagem da depressão Jorge por Portugal. O tempo de primavera …

Dieselgate. Volkswagen vai pagar 800 milhões de euros a clientes

O fabricante de automóveis Volkswagen está disposto a pagar cerca de 800 milhões de euros a 460.000 clientes afetados pela manipulação de motores 'diesel', após um acordo extrajudicial com o gabinete de proteção do consumidor …

Novo partido Volt Portugal perto de receber luz verde do Tribunal Constitucional

O novo partido Volt Portugal (VP) está muito perto de receber luz verde do Tribunal Constitucional para a sua formalização. De acordo com a edição desta sexta-feira do jornal Público, o processo dura já há quatro …

Vitalino Canas e Clemente Lima chumbados para o Tribunal Constitucional

A Assembleia da República 'chumbou' hoje Vitalino Canas e António Clemente Lima para juízes do Tribunal Constitucional (TC) e voltou a rejeitar reconduzir o ex-ministro Correia de Campos para presidir ao Conselho Económico e Social …

Turquia declara guerra ao regime sírio e abre portas da Europa aos refugiados após baixas em Idlib

A Turquia vai deixar de impedir que refugiados cheguem à Europa, por terra ou por mar, decisão que antecipa a chegada de refugiados da província de Idlib, no norte da Síria, onde a ofensiva do …

Cerca de 80% dos processos de racismo acabam arquivados

Cerca de 80% dos processos instaurados pela Comissão pela Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) entre 2006 e 2016 acabaram arquivados, concluiu um estudo do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, …

Liga Europa. Há um duelo entre treinadores portugueses nos "oitavos"

Com todas as equipas portuguesas fora de prova, conhecem-se os clubes que se vão defrontar nos oitavos-de-final da Liga Europa. Em competição continuam três treinadores portugueses. O sorteio dos oitavos-de-final da Liga Europa foi dado a …