Empresas estão a aumentar prazos de pagamento para se financiarem

George Grinsted / Flickr

-

As empresas têm vindo a dilatar cada vez mais os prazos de pagamento dos bens e serviços adquiridos como forma de financiarem o crescimento do respetivo negócio a nível mundial, conclui um estudo hoje divulgado.

De acordo com o trabalho da seguradora de créditos Euler Hermes, acionista da Cosec, a cadeia de pagamentos a nível mundial está “a sofrer pressões crescentes devido não só ao aumento do número de dias que as empresas demoram a pagar os bens e serviços adquiridos, mas também pelos enormes desafios provocados pelo abrandamento económico nos mercados emergentes e pela expansão nas economias avançadas”.

“Os dados sugerem que as empresas continuam a depender do aumento dos prazos de crédito já que, globalmente, não registamos qualquer redução no número de dias de pagamento”, refere a seguradora, que analisou o período de tempo entre a disponibilização de um produto e o dia do pagamento efetivo desse bem, denominado Prazo Médio de Pagamento (PMP) e considerado um “indicador da boa saúde das empresas e da potencial existência de dificuldades financeiras ao longo da cadeia de distribuição”.

Segundo o economista-chefe da Euler Hermes, Ludovic Subran, as empresas localizadas nos mercados emergentes recebem o pagamento cinco dias mais tarde que as suas congéneres em países economicamente mais avançados, quando em 2007 recebiam 10 dias mais cedo.

Neste contexto, “as empresas têm de redobrar os cuidados para antecipar sinais de problemas de tesouraria por parte dos seus clientes nos países emergentes”.

No geral, a seguradora antecipa que o PMP nos mercados emergentes vai aumentar para os 69 dias em 2015, com a Rússia, China e Brasil a liderarem no “deslize” de número de dias.

No caso da China, o PMP aumentou 22 dias entre 2007 e 2015, sendo que a Euler Hermes atribui esta situação ao facto de as empresas chinesas terem vindo a procurar clientes internacionais, concedendo-lhes crédito como forma de angariação de negócio, a que se junta o facto de estarem a sofre as consequências do abrandamento económico do país e a transferir a “tensão de tesouraria” para os seus fornecedores e clientes.

Por outro lado, refere, o crédito interempresas “tornou-se uma das principais formas de financiamento, já que o acesso a crédito através dos bancos ou por recurso ao sistema financeiro paralelo está cada vez mais dificultado desde o ano passado”.

Já nas economias mais avançadas, o relatório da Euler Hermes estima que o PMP diminua para os 64 dias em 2015 (65 em 2014), “acompanhando a recuperação económica no sentido em que as empresas nestes mercados estão, novamente, a gerar dinheiro, permitindo o pagamento mais célere de faturas”.

Das conclusões do estudo resulta ainda que as empresas italianas continuam a ser pagas de forma muito lenta (99 dias), 33 dias acima da média mundial, enquanto as empresas chinesas e as indianas são pagas, em média, a 74 e 77 dias, respetivamente, e as holandesas são as que recebem os pagamentos das suas faturas mais cedo (47 dias).

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

TripAdvisor ganha processo contra restaurante que reclamou das críticas

O juiz de um tribunal espanhol considerou que os filtros utilizados pelo TripAdvisor funcionaram e que o dono dos restaurantes poderia ter denunciado o perfil dos utilizadores que escreveram os comentários alegadamente negativos. O proprietário de …

Twitter fecha milhares de contas por divulgarem notícias falsas. Mais de 200 associadas ao PP de Espanha

O Twitter anunciou esta sexta-feira que fechou milhares de contas em todo o mundo por divulgarem notícias falsas e propaganda pró governamental, em países como os Emirados Árabes Unidos, Egito e Espanha. As contas criadas na …

Remessas de emigrantes crescem 12,5% até julho

As remessas dos emigrantes portugueses voltaram a disparar. Crescem nos primeiros sete meses deste ano em 12,5% e já valem mais de 2,3 mil milhões de euros. A manter-se este ritmo, caminham para superar largamente …

Parecer da PGR sobre empresas de familiares de políticos dá razão a António Costa

O primeiro-ministro decidiu esta sexta-feira homologar o parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República (PGR) sobre incompatibilidades e impedimentos de políticos, no qual se recusam interpretações estritamente literais - e até inconstitucionais - …

Cuba considera "injustificada" a decisão dos Estados Unidos de expulsar diplomatas

O Governo de Cuba considerou "injustificada" a expulsão dos dois diplomatas, acusados pelos Estados Unidos de "atividades que comprometem a segurança nacional". O Governo de Cuba considerou esta quinta-feira "injustificada" a expulsão de dois dos seus …

Fisco perde recurso e vai ter de devolver parte de imposto sobre carro usado importado

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) perdeu o recurso que tinha interposto no Supremo Tribunal Administrativo (STA) e vai mesmo ter de devolver a um contribuinte parte do Imposto sobre Veículos (ISV) cobrado na importação …

MP e PJ investigam contratos do filho do ex-secretário de Estado da Proteção Civil

O Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) está a investigar os dois contratos assinados entre o filho do ex-secretário de Estado da Proteção Civil e a Universidade do Porto em 2018 e em …

Milhares de alunos na Austrália e nas Ilhas do Pacífico em greve pelo clima

Dezenas de milhares de estudantes manifestaram-se esta sexta-feira na Austrália e nas ilhas do Pacífico contra as alterações climáticas, poucos dias antes da cimeira das Nações Unidas dedicada ao clima. Em Sydney, alunos, professores e pais …

Trump terá feito uma promessa "alarmante" à Ucrânia. Joe Biden será o alvo

Um agente dos serviços secretos norte-americanos fez uma “denúncia urgente” contra o Presidente dos EUA sobre uma promessa que Donald Trump terá feito em privado relacionada com a Ucrânia. Os pormenores ainda não são conhecidos, mas …

Rui Pinto terá espiado Ministério Público e advogados durante dois meses sem ser descoberto

Rui Pinto terá conseguido entrar no sistema informático da Procuradoria Geral da República (PGR) fazer pesquisas e sair sem ser notado durante cerca de dois meses. Durante esse período de tempo, segundo a acusação do …