Empresas com IVA mensal não podem adiar pagamento. Governo quer “olhar para as PME”

Miguel A. Lopes / Lusa

As empresas que estão no regime do IVA trimestral vão poder adiar o pagamento do imposto e pagá-lo em prestações. Já quem esteja enquadrado no regime do IVA mensal, não o poderá fazer.

No sábado passado, o Govrno anunciou que as empresas vão poder adiar os pagamentos à Segurança Social de novembro e dezembro e do IVA relativo ao mês de novembro para ajudá-las a suportarem os efeitos da quebra de atividade.

No decreto-lei publicado em Diário da República, o Governo já tinha anunciado que o adiamento só seria possível para as micro, pequenas e médias empresas (PME), deixando de fora as grandes empresas.

Porém, de acordo com o ECO, há muitas empresas no universo das PME que vão ficar de fora deste apoio se estiverem englobadas no regime do IVA mensal. Neste regime, estão obrigatoriamente enquadradas as empresas cujo volume de negócios seja igual ou superior a 650 mil euros.

Em declarações ao ECO, Paula Franco, bastonária da Ordem dos Contabilistas, disse que o diferimento vai beneficiar as empresas que estão no regime do IVA trimestral “e que são muitos mais”, acrescentando que “o IVA mensal não é acumulável” e “não pesa tanto”.

Já o Secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, afirma que “o IVA mensal aplica-se às grandes empresas” e que o objetivo do Governo foi o de “olhar para as micros e PME e englobar os trabalhadores independentes e empresários em nome individual”.

Em declarações ao jornal Público, o Ministério das Finanças garantiu que também estão incluídos nesta medida os profissionais independentes – trabalhadores a recibos verdes e os empresários em nome individual.

A bastonária da Ordem dos Contabilistas confirmou ainda que a possibilidade de adiar o pagamento do imposto não está vedada às empresas com dívidas ao Fisco e à Segurança Social.

Segundo Mendonça Mendes, o Governo quer abranger “o máximo de empresas que estejam a passar por momentos de dificuldades e que possam beneficiar do adiamento”.

Os prazos limites previstos para o envio de declaração periódica estão fixados nos dias 10 e 15 para os regimes mensal e trimestral, respetivamente. Já o pagamento deve ser feito até ao dia 15 e 20, respetivamente.

Devido à pandemia, o Fisco expandiu os prazos de pagamento e as todas as empresas passaram a poder entregar a declaração do IVA até ao dia 20 de cada mês e a efetuar o pagamento até ao dia 25.

Foi este último prazo que foi agora adiado – mas apenas para empresas no regime de IVA trimestral. O decreto-lei publicado em Diário da República determina que o pagamento do IVA devido a 25 de novembro possa ser feito até ao dia 30 de novembro de 2020 ou em três ou seis prestações mensais, de valor igual ou superior a 25 euros, sem juros.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …