Estes são os empregos preferidos dos Serial Killers

A recente detenção do Golden State Killer a 26 de abril, também conhecido como o “Violador da Área Este”, na que foi considerada a mais intrigante e perturbadora constelação de casos “esquecidos” da história americana, trouxe mais questões do que respostas.

Uma das questões levantadas com a detenção do Golden State Killer – um ex-polícia reformado – é como é que um violador e assassino conseguia operar em tantas jurisdições ao mesmo tempo e ter polícias que negligenciaram as ligações entre os seus crimes em cidades diferentes.

Outra questão é como é que um polícia como Joseph DeAngelo, o acusado que será presente a tribunal no próximo dia 14 de maio, poderia ser capaz de tal brutalidade sádica em grande parte da sua breve e problemática carreira, sendo alegadamente responsável por dezenas de violações e assassinatos que aterrorizaram o estado da Califórnia durante as décadas de 1970 e 1980.

Questões semelhantes foram feitas no passado sobre outros serial killers, cujos empregos inócuos e até virtuosos pareciam desmentir os horrores cometidos.

Isso inclui personalidades desde o ínfame canadiano Russell Williams, que já pilotou um avião VIP que transportava a Rainha Elizabeth II, ao menos conhecido proprietário de uma loja de computadores e proeminente empresário de Nashville, Tom Steeples, que matou três pessoas antes de se suicidar quando já estava sob custódia policial.

Mas a verdade é que assassinatos e empregos são frequentemente ligados e alguns empregos específicos são muito comuns entre serial killers. Tanto que, nos últimos 50 anos, surgiram alguns padrões dominantes.

E, de acordo com o Live Science, estas ocupações são comummente inseridas em quatro categorias baseadas nas aptidões, treino e rotatividade. Algumas podem surpreender, outras nem tanto.

Obviamente que nem todos os que ocupam estes cargos são considerados serial killer, nem isso significa que haja probabilidade de se tornarem num. Mas os maquinistas, sapateiros ou reparadores, e estofadores de automóveis encabeçam a lista de prováveis profissões de um assassino em série.

Logo depois, seguem-se os trabalhadores florestais, condutores de camiões, gerentes de armazém, porteiros de hotel, lojista numa bomba de gasolina, polícia ou segurança e padres.

As conclusões são retiradas do livro Murder in Plain English, de Michael Arntfield. O autor escreve que há algo de apelativo nestes trabalhos ou que, por outro lado, cultiva os interesses dos que já tinham propensão a tornarem-se um serial killer.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “… e padres…” bem…quanto à pedofilia já se sabia. Agora quanto ao assassinato em série é novidade.
    Eu sempre pensei que os piores seriam os talhantes.

  2. estou lixado, trabalho no meio de seguranças e um deles é sapateiro nas horas vagas, meu deus como vou fazer, acho que vou ter que ir procurar outro emprego

RESPONDER

Boris Johnson rejeita convocar o Parlamento durante as férias

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, rejeitou esta segunda-feira a ideia de convocar o Parlamento durante as férias, depois da divulgação de documentos alertando para a escassez de alimentos e outros bens no caso de um …

Donald Trump partilha imagem da Trump Tower na Gronelândia

Donald Trump prometeu não construir uma Trump Tower na Gronelândia, o território autónomo da Dinamarca que quer comprar por ser um “grande negócio imobiliário”. A fotomontagem foi publicada no Twitter pelo Presidente dos Estados Unidos. A …

Dia vira noite. Às 15 horas já estava escuro em São Paulo

Uma frente fria encontrou-se com uma massa de ar que continha partículas de incêndios florestais da região da Amazónia. O choque de temperatura entre as duas massas, teve como resultado o escurecimento do dia. Durante a …

Zé Luís rejeitou salário três vezes mais alto para vir para o FC Porto

Com a ambição de representar o FC Porto, Zé Luís teve de fazer sacrifícios a nível financeiro. O cabo-verdiano rejeitou uma proposta da China com um salário muito mais alto. Zé Luís parece começar a justificar …

Motorista que conduziu Marcelo entre Lisboa e Porto mandou um e-mail. Foi investigado como "ameaça ao Estado"

O Governo recebeu um email a avisar que a greve dos motoristas ia provocar o caos, fazendo parar muitos serviços - e lembrando que assim caiu um governo no Chile. O executivo receou que fosse uma …

Marinho e Pinto quer Pardal Henriques como deputado do Partido Democrático Republicano

Ainda que não tenha confirmado Pedro Pardal Henriques como um dos cabeça-de-lista do partido que fundou, Marinho e Pinto não poupou elogios ao advogado do Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) . “Seria um …

TAP vai deixar de contar para o défice orçamental

A 15 dias das eleições legislativas, o défice orçamental de 2018 vai ser revisto em baixa. Em causa estão os prejuízos da TAP que deixam de influenciar as contas nacionais. A alteração será comunicada a duas …

Imigrantes desesperam com atrasos no SEF. Bloco questiona Governo

As marcações para atendimento no SEF estão suspensas até ao final deste ano e não existem datas disponíveis nem agenda definida para 2020, levando muitos imigrantes a ficar em risco de irregularidade. A espera para conseguir …

Rui Rio esteve de cócoras a confecionar tapetes em Viana do Castelo. Mas quer país governado “bem de pé”

O líder do PSD, Rui Rio, esteve “de cócoras” a confecionar tapetes floridos em Viana do Castelo, na noite de segunda-feira, assumindo que aquela posição é desaconselhada para governar o país. Duzentos metros ao lado, António …

Empresa está há 12 anos à espera que o Fisco lhe devolva 86 mil euros

Uma empresa do sector alimentar está há 12 anos à espera que o Fisco lhe devolva 86 mil euros de uma caução paga no âmbito de uma queixa que apresentou contra a Autoridade Tributária (AT). …