Empregados recontratados para as mesmas tarefas, mas com salários mais baixos

Billy Wilson / Flickr

-

O sociólogo Boaventura Sousa Santos acusou alguns patrões de usarem a crise como desculpa para encerrar empresas para depois as reabrir, pagando aos antigos empregados salários mais baixos e menos regalias, situação confirmada à Lusa por um sindicato.

Na véspera do Dia do Trabalhador, que se assinala esta sexta-feira, Boaventura Sousa Santos disse existirem “vários exemplos de empresas do norte do país que estiveram fechadas supostamente por causa da crise e abriram recentemente, mas estão a pagar menos 20% dos salários aos mesmos trabalhadores, que não têm direito a férias como antes nem à proteção social que tinham”.

Um dia a fábrica é declarada insolvente e encerra as suas portas. Tempos mais tarde, reabre e alguns dos trabalhadores regressam aos seus postos de trabalho para desempenhar exatamente as mesmas tarefas, mas com salários mais baixos, contou o Sindicato dos Operários da Industria de Calçado, Malas e Afins dos Distritos de Aveiro e Coimbra.

“Muitas vezes, quando as fábricas abrem insolvência, já têm planeada a abertura de uma outra empresa. Em alguns casos são os mesmos patrões e noutros usam alguém como testa de ferro”, disse à Lusa Fernanda Moreira, presidente da estrutura sindical.

A fábrica reabre, as máquinas recomeçam a funcionar e os trabalhadores a laborarem. “Normalmente contratam menos pessoas para fazer o mesmo trabalho e, como declararam insolvência não têm de pagar nada do que deviam aos trabalhadores que tinham salários e subsídios de férias e Natal em atraso”, criticou Fernanda Moreira.

Miguel Martins é um desses casos. Trabalhou durante 30 anos numa gráfica lisboeta até ao dia em que a empresa fechou. Sem nunca ter recebido qualquer indemnização, fez parte do grupo de trabalhadores que ficou desempregado e viu, com tristeza, os colegas mais novos serem contratados para a nova empresa, aberta em nome dos filhos do antigo patrão.

Os funcionários aceitam voltar a trabalhar para quem lhes deve dinheiro mesmo sabendo que vão ganhar menos: “Contratam as mesmas pessoas por salários mais baixos e deixam de dar os prémios de produção ou de assiduidade“, acrescentou a presidente do sindicato.

Para Fernanda Moreira, este é o resultado da mais básica lei de mercado: há muita procura de emprego para pouca oferta e os salários baixam.

Boaventura Sousa Santos, diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, conhece casos na indústria têxtil, do calçado e sanitária: “São empresas que estão orgulhosas por os seus trabalhadores aceitarem ganhar menos para fazer o mesmo trabalho que faziam há três anos”.

Além dos salários mais baixos, a presidente do sindicato dos operários lembrou que muitos empregados fabris deixaram de receber horas extraordinárias, que agora são “pagas” em dias de folga, que só podem ser gozados quando há menos trabalho na fábrica.

“Num passado muito recente era prática pagar essas horas, que em alguns casos poderiam representar mais 200 euros ao fim do mês, mas agora são poucas as empresas que fazem esse pagamento”, recordou Fernanda Moreira, dando como exemplo a indústria têxtil onde as mulheres recebem pouco mais de 500 euros mensais.

/Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • Então é muito fraquinho em gramática. Vá ao dicionário que logo encontra ou então faça uma busca e procure por “re”. Também pode voltar para a escola para o ensino básico.

  1. Não conhece o senhor Queli Nobre a palavra recontratado, mas infelizmente, conhecem os “ditos” empresários deste país. É o estado a “chupar” o dinheiro do povo trabalhador e honesto e, o patrão, que vê as leis mal feitas por idiotas políticos e muito duvidosos, e que se aproveitam para contornar as leis laborais de um modo legalmente duvidoso. No fim disto, o estado vai ” chupar” dinheiro não sei onde, visto que os jovens emigram e só ficam os velhos e, um dia, Portugal fica para os que vieram de África, Brasil ou da Europa de Leste que estão a receber dinheiro do estado e podem ter ” uma ninhada” de filhos! Esses sim, vão ser os futuros jovens de Portugal, filhos de emigrantes!! Nativos vão ser extintos!!

  2. Triste para quem passa por estas situações e nada pode fazer ,bom para os patrões que fogem a pagar o que pagavam e claro para o nosso estado serve para dizer que estão novamente a investir em novos projectos e criação de escravos, ops desculpem novos postos de trabalho .

RESPONDER

"Na última noite no Porto, fui sozinho à Ponte D. Luís e vieram-me as lágrimas aos olhos"

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagem: Livre caiu para metade, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo mora no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …

Passes baixam para 70 e 80 euros para utentes da região Oeste

Os passes nos transportes públicos para Lisboa vão baixar para 70 euros para utentes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, e para 80 euros dos restantes concelhos da região. A …

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …