“Elon Musk” russo violado e torturado até à morte na prisão

O empreendedor Valery Pshenichny, conhecido como o Elon Musk russo, foi acusado de roubar 100 milhões de rublos – cerca de 1 milhão de euros.

A espinha partida, sinais de choques elétricos, asfixia, sinais de facadas e esperma: foram estes alguns dos inesperados vestígios encontrados no corpo do inventor russo pela equipa médica.

Valery Pshenichny, de 56 anos, foi detido em janeiro, depois de ser acusado de defraudar 100 milhões de rublos, cerca de 1 milhão de euros, num contrato com o ministério da Defesa russo para elaborar um modelo virtual em três dimensões de um submarino que deveria servir aos engenheiros encarregados dos trabalhos de reparação. Três semanas depois, o seu corpo foi encontrado enforcado na sua cela prisional, em São Petersburgo.

Inicialmente, as autoridades prisionais insistiram que o caso não passava de um suicídio, mas amigos do empreendedor afirmaram que algo mais se passava. Talvez tivesse sofrido um ataque cardíaco e lhe tivesse sido negado tratamento, sugeriram, ainda longe de adivinhar a verdade.

O que os amigos mais próximos de Pshenichny tinham a certeza era de que o “forte” e “determinado” homem de negócios não era um “candidato” a tirar a própria vida. A sua mulher também suspeitou da forma como uma corda apareceu dentro da prisão feita a partir de uma camisola que ela não reconhecia como pertencendo ao seu marido.

A partir daí, as autoridades concordaram que poderia haver indícios de crime e abriram uma investigação, começando por recolher amostras de ADN dos guardas prisionais.

De acordo com o The Independent, os problemas de Pshenichny começaram quando foi acusado de fraude. O empresário começou por acusar um antigo parceiro de negócios, Andrei Petrov, de roubar dinheiro da sua empresa, a NovIT PRO. Uma investigação e detenção seguiu-se em 2016.

Mas no decurso do julgamento que se seguiu, Petrov conseguiu virar o processo contra Pshenichny, acabando por ser o empresário quem foi declarado culpado de fraude e de inflação de custos do contrato com a Defesa.

O trabalho de Pshenichny em modelação 3D tinha aplicação potencial na reparação remota de submarinos. O disputado contrato multimilionário que assinou com o ministério da Defesa seria, expectavelmente, seguido por contratos na indústria do gás e óleo.

De acordo com Larissa von Arev, a advogada do empresário e informático Valeri Pchenitchnyi, com boa imagem na comunicação social pelas suas ideias ambiciosas e inovadoras, à semelhança das do mediático multimilionário norte-americano, “há razões para acreditar que não se trata de um suicídio“.

A advogada revelou também que “mesmo antes da sua morte, a sua viúva, Natália, recebeu notas do seu marido a pedir-lhe, de forma insistente, que não pagasse nada a ninguém e onde insistia na sua inocência”.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Será que foram os americanos ou os ingleses que o mataram???Esta é uma duvida que tem razão de ser, quando alguem ou um russo morre no estrangeiro, o dedo aponta logo para a russia, neste caso de russo morto na russia, porque nao outros??? São suposições tão legitimas como o alegaso envenenamento do skripal, ou do ataque quimico.

      • Tem razão são suposições estupidas ou nao nao passam disso. Mas suposição estupida pode ser a minha, realmente pode, mas suposição inglesa também o pode ser a da inglaterra, porque nao vejo ganho algum em que a russia tirasse vantagem do envenenamento nesta altura do campeonato quando o podiam ter feito quando o skripal esteve preso no país. Mas a inglaterra já podia tirar vantagens porque mantinha pressão sobre a russia. Outra suposição estupida foi as dos 3 paises atacantes terem acusado de imediato a siria do ataque quimico, porque aqui a siria nai iria tirar nenhuma vantagem e só tinha desvantagens, quando já tinha a guerra ganha, portanto era preciso manter a pressao sobre a russia e a siria, e daí a suposição estupida, assim como esta agora de os democratas irem para tribunal acusando a russia de influenciar as eleições, outra suposição estupida. E conto que daqui até ao mundial muitas outras suposições estupidas vão aparecer para descredibilizar e manter a pressao sobre a russis.

    • Pois, mas os russos sobretudo os da oposição ao pulha que os dominam têm o péssimo hábito de se suicidarem com 4 facadas nas costas e depois atirarem-se ao rio. Coisas que só acontecem aos russos.

  2. Pois?!?!….
    E, José, também já pensaste que se calhar também há esses ‘suicídios’ com os outros que não estão contra o tal ‘pulha’, só que a notícia não te chega.
    Mas estas, as que apontam para as pessoas relacionadas com um tal ‘pulha’, aparecem logo.
    E ainda ninguém reparou que esta gente que aparece ‘suicidada’ ou morta, ‘acidentalmente’ durante um assalto, raramente são RUSSOS? Isto é,…até podem ter cidadania russa, mas não são ‘etnicamente’ russos.

  3. Será que a investigação chegará ao fim. Duvido. Em países assim, as pessoas incómodas são descartadas impunemente!

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …