Elon Musk e Google querem Internet no espaço para todo o planeta

OnInnovation / Flickr

Elon Musk, o bilionário visionário fundador do PayPal, Tesla e SpaceX

Elon Musk, o bilionário visionário fundador do PayPal, Tesla e SpaceX

O visionário empresário Elon Musk, responsável pela fabricante de foguetes SpaceX, acredita que a forma mais barata de fazer chegar a Internet a zonas remotas do mundo não é através de drones, mas através do espaço.

A ideia de Elon Musk, fundador do PayPal, da Tesla e da SpaceX, parece estar a deixar as grandes empresas entusiasmadas com a possibilidade de fornecer Internet a todo o mundo, chegando assim, a milhões de pessoas.

A Google vai mesmo investir mil milhões de dólares, juntamente com a Fidelity, financiando a produção de satélites da SpaceX.

A informação foi divulgada pelo The Information e pelo The Wall Street Journal, que noticiam que as duas empresas terão uma participação de 10% no negócio, apesar de a SpaceX ter conseguido arrecadar apenas 245,5 milhões de dólares de investidores, de acordo com informação do CrunchBase.

De acordo com fontes próximas da Google, o negócio pode vir a representar mais de dez mil milhões de dólares, com a possibilidade de aumentar ainda mais, depois de uma ronda de investimentos.

A SpaceX tem vindo a desenvolver foguetes para as viagens espaciais, com o intuito de baixar os preços destas deslocações. Tem vários investidores, onde se incluem empresas como a Valor Equity Partners ou a Draper Fisher Jurvetson.

O projeto de Internet a partir do espaço foi anunciado a semana passada e passa por colocar satélites em órbita, criando assim uma rede global de Internet com baixos custos. Difundindo a partir do espaço, é possível ter acesso à Internet em zonas remotas de países em desenvolvimento, onde o acesso à rede ainda não é possível.

A vantagem desta rede a partir do espaço reside na velocidade da luz, que permite que viaje até 40 por cento mais depressa no vácuo, entre os satélites, ultrapassando a fibra ótica que liga países e continentes, na Terra.

Assim, com a rede de satélites – a 1200 quilómetros de altitude – é possível passar a informação de uma forma mais rápida, com a vantagem dos custos que, na teoria, serão mais baixos do que implementar redes terrestres em pontos remotos do globo.

O fornecimento de Internet a todo o planeta tem sido uma preocupação de grandes empresas, como é o caso do Facebook e do Google, que manifestaram intenção de investir nos drones como uma forma de dar acesso à Internet às áreas mais inóspitas do mundo.

// B!T

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Que brincadeira… Velocidade da Luz… Ou quem escreveu a notícia não sabe do que fala ou então o Elon Musk anda a delirar. O problema do espaço aberto é que é um meio partilhado e como tal não há separação física das ondas electro-magnéticas. Além disso as distâncias espaciais introduzem uma grande latência que torna certos casos de uso impraticáveis.

RESPONDER

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …

Gás natural pode transformar Moçambique no "Qatar de África" (se os jihadistas deixarem)

A descoberta de gás natural em Moçambique é vista como uma grande esperança para o país que, à boleia dos avultados investimentos que está a receber de grandes multinacionais, sonha tornar-se no "Qatar de África". …

Afinal, os 1.000 ventiladores doados por Elon Musk podem não ser completamente inúteis

Elon Musk, CEO da Tesla, doou mil ventiladores do tipo errado a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Agora, afinal, os ventiladores vão poder ser usados em casos de …

Cientistas preveem quatro grandes furacões no Atlântico em 2020

Cientistas da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, preveem que se formem quatro grandes furacões no Oceano Atlântico em 2020. De acordo com os especialistas, estes quatro furacões serão de categoria 3 a 5 na …

Neymar doa 870 mil euros para luta contra a pandemia no Brasil

O futebolista internacional brasileiro Neymar doou cerca de 870 mil euros para a luta contra a pandemia covid-19 no seu país, revelou esta sexta-feira o canal SBT. Segundo a estação de televisão brasileira, o contributo de …

França confiscou quatro milhões de máscaras destinadas a Espanha e Itália

As autoridades francesas apreenderam quatro milhão de máscaras que uma empresa sueca transportava da China para a Espanha e Itália no início do mês. A disputa diplomática foi revelada na quarta-feira pela revista francês L'Express. Segundo …

Sobe para 52 o número de elementos da PSP infetados

Subiu esta sexta-feira para 52 o número de elementos da PSP infetados com covid-19, revelou esta força de segurança, dando conta que está a ser assegurado apoio psicológico a todos os polícias com 30 profissionais. Em …

A curvatura do espaço-tempo vai ajudar o WFIRST a encontrar exoplanetas

O WFIRST (Wide Field Infrared Survey Telescope) da NASA irá procurar planetas para lá do nosso Sistema Solar na direção do centro da nossa Galáxia, a Via Láctea, onde estão a maioria das estrelas. O …