Elon Musk diz que não tomará uma eventual vacina para a covid-19

iafastro / Flickr

Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX

O multimilionário Elon Musk disse, em entrevista ao jornal norte-americano The New York Times, que não tomará uma eventual vacina contra a covid-19.

Questionado sobre o motivo pelo qual não procurará a vacina quando esta estiver disponível no mercado,respondeu: “Não estou em risco, nem os meus filhos”.

Tal como conta o portal Futurism, o CEO da Tesla e da Space X preferiu não falar muito sobre a pandemia na entrevista, mas admitiu ao jornal norte-americano: “É uma questão polémica em que a racionalidade fica em segundo plano“.

No que toca à pandemia, Elon Musk tem estado envolvido em alguma polémica: previu, no início de março, que até ao final de abrir haveria “quase zero novo casos” e chegou também a dizer que “o pânico sobre o novo coronavírus é burro”.

O CEO da Tesla desafiou também as autoridades locais do condado de Alameda, onde tem uma das suas fábricas, pressionando a abertura das suas instalações apesar das diretivas para o confinamento da população.

Quando a jornalista do NYT pediu a Elon Musk para se colocar no lugar dos seu trabalhadores, que foram pressionados a voltar ao trabalho quando a pandemia estava ainda a começar em solo norte-americano, o multimilionário disse apenas: “Vamos seguir em frente (…) Não quero entrar num debate sobre a covid-19“.

 

Pelo menos 1.012.093 pessoas morreram em todo o mundo mundo desde o surgimento da doença no final de dezembro, indica um balanço da AFP.

Segundo o balanço da universidade norte-americana Johns Hopkins, os Estados Unidos são o país mais atingido em número de mortos e em casos, com 206.005 óbitos para 7.191.349 casos recenseados. Pelo menos 2.813.305 pessoas foram declaradas curadas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Querem comparar América a Portugal para falar de covid?? Tudo bem, então é assim na América tens que trabalhar para poderes pagar um seguro de saúde. Se não trabalhas não tens acesso a cuidados básicos do serviço de saúde porque ficas sem dinheiro para pagar um seguro de saúde… Depois existem vários tipos de seguros de saúde uns mais caros que te dão acesso a mais regalias e tratamentos e uns mais baratos que mais dificilmente te vão dar um tratamento mais caro… Depois existem os hospitais que nem todos trabalham com os mesmos seguros é preciso escolher um hospital que trabalhe com o mesmo seguro de saúde…. Portanto os americanos que ficaram sem emprego a conta do medo do covid ficaram sem seguro de saúde logo isso vai trazer problemas a longo prazo para os próprios… E como os hospitais são seletivos porque trabalham com seguradoras diferentes é fácil ver os mais ricos e os mais pobres nas filas ou não dos hospitais… Em Portugal todos têm direito a cuidados de saúde o problema é que eles só existem virtualmente… Porque uma pessoa que queira uma cirurgia ou tratamento para o cancro bem pode esperar e esperar! Já tratamento do covid a espera tbm se faz sentir é uma questão de sorte… Relativamente às mortes só acho pena não compararem esses dados com dados dos anos anteriores em relação a gripe comum.

    • Ponto e vírgula, só tretas… não sei onde foste buscar semelhantes barbaridades… “problema é que eles só existem virtualmente…” tretas… mais tretas e mais tretas… não é dum dia para o outro, depende da gravidade, claro. Sim pah.. falo por experiencia própria… é cada um

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …