Electricidade em Portugal 40% mais cara que em França

LeWeb13 / Flickr

O português Carlos Tavares, ex-nº2 da Renault, é o novo presidente da Peugeot/Citroen

O português Carlos Tavares, ex-nº2 da Renault, presidente da Peugeot/Citroen

O presidente executivo da PSA Peugeot Citroën, Carlos Tavares, afirma que os custos da energia elétrica em Portugal são 40% mais elevados do que em França e adianta que vai discutir o assunto com o secretário de Estado dos Transportes.

“Os custos da energia elétrica em Portugal são 40% mais elevados do que em França, o que é um fator de não competitividade. Tudo o que puder ser feito para melhorar essa competitividade em termos de energia vai ajudar a indústria automóvel e também as outras indústrias”, disse hoje Carlos Tavares, que está de visita a Portugal.

No encontro com jornalistas, Carlos Tavares, que assumiu esta semana o cargo de presidente executivo da PSA Peugeot Citroën, adiantou que vai abordar este tema no almoço de hoje com o secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, e frisou que “os custos de energia para um país como Portugal têm que ser o mais baixo possível”.

Outra questão a abordar, avançou, será sobre logística e a melhoria da infraestrutura ferroviária que facilite o escoamento dos automóveis da fábrica de Mangualde, para o Porto de Vigo, de onde são depois exportados.

“Gostaríamos de melhorar a nossa capacidade para exportar os automóveis fabricados em Mangualde, de maneira mais eficiente e mais ecológica”, disse Carlos Tavares, sublinhando o potencial de melhoria dos custos.

Respondendo aos jornalistas sobre quais os planos do fabricante automóvel para o país, Carlos Tavares disse que apesar do crescimento que já verifica em Portugal, o mercado deve chegar aos 150 mil automóveis [vendidos] este ano, “se tudo correr bem”.

“A indústria automóvel em Portugal só tem futuro se pudermos exportar. Não se faz muitos investimentos num mercado que representa 150 mil automóveis”, disse o gestor, estimando que o mercado mundial de automóveis novos em 2020 vai ultrapassar os 100 milhões de unidades vendidas por ano.

Para aumentar as exportações, que representaram 95% da produção da fábrica de Mangualde em 2013, Carlos Tavares defendeu o aumento da competitividade em matéria de custos laborais.

“A nível europeu, os custos laborais [em Portugal] estão razoavelmente competitivos face à Europa de Leste, mas são duas vezes mais do que em relação a países como Marrocos”, sublinhou.

Por outro lado, o responsável também considera necessário “dar às empresas a possibilidade de ir à procura de oportunidades” e salientou a este propósito que “quanto mais flexível for o mercado de trabalho, mais isso é possível, (…) mais as empresas poderão progredir e o país também”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …

Governo faz ultimato: empresas têm 30 dias para regularizar fundos europeus parados (ou devolver dinheiro)

O Governo vai dar 30 dias para que as empresas que têm fundos comunitários parados regularizem a situação. Findo esse período, terão de devolver o dinheiro. José Mendes, secretário de Estado do Planeamento, garantiu, em entrevista …

Pelo menos 58 mortos em naufrágio ao largo da Mauritânia

Pelo menos 58 pessoas morreram, esta quinta-feira, num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia. Pelo menos 58 migrantes morreram num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia, anunciou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). …