Economia não abranda. PIB cresce 1,8% no segundo trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) português aumentou 1,8% no segundo trimestre deste ano em termos homólogos e progrediu 0,5% em cadeia, mantendo o ritmo do trimestre anterior, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a estimativa rápida do INE, em termos homólogos, “o contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB diminuiu, refletindo a desaceleração das despesas de consumo final e, em larga medida, do investimento”.

“Em sentido contrário, o contributo da procura externa líquida foi menos negativo que o observado no trimestre anterior, em resultado da maior desaceleração das importações de bens e serviços que a observada nas exportações de bens e serviços”, acrescenta.

Relativamente à evolução de 0,5% em cadeia, taxa idêntica à do trimestre anterior, o INE explica que “o contributo da procura interna para a variação em cadeia do PIB foi negativo, após ter sido positivo no primeiro trimestre”, enquanto “o contributo da procura externa líquida foi positivo, depois de ter sido negativo no trimestre precedente”.

Três analistas consultados pela agência Lusa antecipavam um crescimento homólogo médio da economia portuguesa de 1,7% no segundo trimestre, com estimativas entre 1,6% e 1,8%, prevendo dois um aumento de 0,5% em cadeia.

Segundo o INE, esta estimativa rápida incorpora revisões na informação de base utilizada anteriormente, nomeadamente no que se refere ao comércio internacional de bens e aos indicadores de curto prazo, que não implicaram revisões nas taxas de variação homóloga e em cadeia do PIB em volume.

Os resultados definitivos das contas nacionais trimestrais do segundo trimestre serão divulgados em 30 de agosto. No primeiro trimestre deste ano o PIB português aumentou 1,8% em termos homólogos, acima dos 1,7% do trimestre anterior, e 0,5% em cadeia, impulsionado pela procura interna.

O Governo espera que a economia cresça 1,9% no conjunto de 2019, acima dos 1,7% previstos pela Comissão Europeia, pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) e pelo Banco de Portugal e também acima dos 1,6% antecipados pelo Conselho das Finanças Públicas.

Portugal com “bases sólidas” para enfrentar riscos

O ministério das Finanças considera que com estes números Portugal “reforça a trajectória de convergência face à Europa”, manifestando ter “bases sólidas” para enfrentar os riscos externos.

Numa nota enviada às redacções, o gabinete de Mário Centeno destaca o facto de a economia portuguesa estar a crescer pelo 21.º trimestre consecutivo.

“A economia portuguesa tem hoje bases sólidas para enfrentar um contexto externo pautado pela acumulação de riscos””, sustenta o ministério.

“A recuperação do investimento ao longo dos últimos anos, a estabilização do sector financeiro, o reequilíbrio das contas externas e os progressos alcançados na consolidação estrutural das contas públicas constituem pilares sólidos para o crescimento económico nos próximos anos”, vaticina ainda o gabinete de Centeno.

 

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a determinação da princesa Ka'iulaniem não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …

Preço da luz no mercado regulado deverá subir 0,2% em 2022

O preço da eletricidade para os consumidores do mercado regulado deverá subir 0,2% no próximo ano face à média do ano em curso, segundo a proposta da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) hoje anunciada. “Para …

Governo recua e anuncia redução de imposto sobre combustíveis. Gasolina desce dois cêntimos e gasóleo um

Com a subida abrupta do preço dos combustíveis, o Governo anunciou esta sexta-feira à tarde que irá reduzir o ISP. Na prática, ao consumidor isto significa que o preço da gasolina vai baixar dois cêntimos …

Bolsonaro admite que chora sozinho na casa de banho

Num encontro organizado pela igreja evangélica Comunidade das Nações, em Brasília, na quinta-feira, o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, admitiu que costuma chorar na casa de banho. “Quantas vezes eu choro na casa de banho, em …

Jogadores em greve no Brasil, presidente no Estádio da Luz

Crise financeira grave no Cruzeiro, jogadores não apareceram para treinar e o presidente estava em Portugal. O plantel do Cruzeiro não apareceu no treino marcado para a tarde desta quinta-feira. Na véspera, os jogadores já tinham …

"É devastador": os millenials que querem ter filhos, mas não têm condições financeiras

Têm três empregos, querem mudar de carreira ou estão a mudar-se para zonas distantes para ter alojamento mais acessível. Assim é a vida dos millenials, que fazem tudo para juntar dinheiro suficiente para sustentar uma …

Milionário Robert Durst condenado a prisão perpétua por matar melhor amiga

O tribunal de Los Angeles condenou o excêntrico milionário de 78 anos a pena perpétua, sem possibilidade de liberdade condicional, pelo homicídio em primeiro grau de Susan Berman (o equivalente a homicídio qualificado), segundo a …

Cientistas tentam desvendar por que comemos demais

Em 2019, cientistas descobriram que certas células em ratos obesos impediam os sinais que indicam a sensação de saciedade. Agora, uma nova investigação fez uma abordagem ainda mais profunda sobre o papel destas células. O estudo, …