Economia não abranda. PIB cresce 1,8% no segundo trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) português aumentou 1,8% no segundo trimestre deste ano em termos homólogos e progrediu 0,5% em cadeia, mantendo o ritmo do trimestre anterior, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a estimativa rápida do INE, em termos homólogos, “o contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB diminuiu, refletindo a desaceleração das despesas de consumo final e, em larga medida, do investimento”.

“Em sentido contrário, o contributo da procura externa líquida foi menos negativo que o observado no trimestre anterior, em resultado da maior desaceleração das importações de bens e serviços que a observada nas exportações de bens e serviços”, acrescenta.

Relativamente à evolução de 0,5% em cadeia, taxa idêntica à do trimestre anterior, o INE explica que “o contributo da procura interna para a variação em cadeia do PIB foi negativo, após ter sido positivo no primeiro trimestre”, enquanto “o contributo da procura externa líquida foi positivo, depois de ter sido negativo no trimestre precedente”.

Três analistas consultados pela agência Lusa antecipavam um crescimento homólogo médio da economia portuguesa de 1,7% no segundo trimestre, com estimativas entre 1,6% e 1,8%, prevendo dois um aumento de 0,5% em cadeia.

Segundo o INE, esta estimativa rápida incorpora revisões na informação de base utilizada anteriormente, nomeadamente no que se refere ao comércio internacional de bens e aos indicadores de curto prazo, que não implicaram revisões nas taxas de variação homóloga e em cadeia do PIB em volume.

Os resultados definitivos das contas nacionais trimestrais do segundo trimestre serão divulgados em 30 de agosto. No primeiro trimestre deste ano o PIB português aumentou 1,8% em termos homólogos, acima dos 1,7% do trimestre anterior, e 0,5% em cadeia, impulsionado pela procura interna.

O Governo espera que a economia cresça 1,9% no conjunto de 2019, acima dos 1,7% previstos pela Comissão Europeia, pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) e pelo Banco de Portugal e também acima dos 1,6% antecipados pelo Conselho das Finanças Públicas.

Portugal com “bases sólidas” para enfrentar riscos

O ministério das Finanças considera que com estes números Portugal “reforça a trajectória de convergência face à Europa”, manifestando ter “bases sólidas” para enfrentar os riscos externos.

Numa nota enviada às redacções, o gabinete de Mário Centeno destaca o facto de a economia portuguesa estar a crescer pelo 21.º trimestre consecutivo.

“A economia portuguesa tem hoje bases sólidas para enfrentar um contexto externo pautado pela acumulação de riscos””, sustenta o ministério.

“A recuperação do investimento ao longo dos últimos anos, a estabilização do sector financeiro, o reequilíbrio das contas externas e os progressos alcançados na consolidação estrutural das contas públicas constituem pilares sólidos para o crescimento económico nos próximos anos”, vaticina ainda o gabinete de Centeno.

 

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Peixes, pássaros e humanóides. Revelados mais 140 geóglifos de Nazca no Peru

Foram descobertos 142 novos geóglifos, que representam pessoas, animais e outros seres, nas famosas linhas na superfície de Nazca e dos seus arredores no Peru. Localizados principalmente a oeste da Pampa de Nazca, estes novos geóglifos …

Sem-abrigo morta a tiro no Brasil após pedir esmola

Uma mulher sem-abrigo foi morta no sábado, em Niterói, no estado brasileiro do Rio de Janeiro, quando pedia esmola a um transeunte, que disparou sobre ela. O crime, que ocorreu no sábado, foi filmado por câmaras …

Polícias saem à rua para reivindicar promessas do Governo. Chega e mais seis partidos vão ao protesto

Elementos das forças de segurança (PSP e GNR) manifestam-se esta quinta-feira, em Lisboa, para pressionarem o novo Governo a cumprir as reivindicações da classe e as promessas do anterior Executivo. Sob o lema “tolerância zero”, a …

Homens ficam mais stressados quando esposas ganham quase tanto como eles

https://vimeo.com/374392301 Um novo estudo sugere que o homem fica mais stressado quando a mulher ganha mais do que 40% do rendimento do casal. Em sentido contrário, ficam menos ansiosos quando a esposa ganha menos do que …

Estratégia Nacional para Sem-Abrigo prevê que ninguém fique na rua mais de 24 horas

A atual Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas em Situação de Sem-Abrigo está assente num modelo de intervenção em que ninguém fique na rua por mais de 24 horas e um conhecimento permanente do …

Protesto nacional de quinta-feira na Colômbia leva governo a encerrar fronteiras

A Colômbia é esta quinta-feira palco de um protesto nacional convocado por sindicatos e movimentos sociais, que levou as autoridades a adotarem várias medidas preventivas, designadamente o encerramento das fronteiras. O objetivo do Governo é assegurar …

Na Austrália, há cobras que saltam (e os cientistas querem saber porquê)

Cientistas da Virgínia, no Estados Unidos, descobriram na Austrália uma espécie de cobra comum das árvores que é capaz de saltar entre galhos e folhas. Tratam-de das cobras de árvores australianas da espécie Dendrelaphis, espécimes …

Entomólogo diz que há "abelhas" em Marte (e tem provas)

Enquanto os cientistas tentam encontrar vida em Marte com experiências no terreno, como a sonda Curiosity, o entomólogo William Romoser, professor emérito na Universidade do Ohio, nos Estados Unidos, afirma que já temos provas da …

Luas de Neptuno dançam de forma única e perpétua

De acordo com uma investigação publicada recentemente, mesmo para os padrões selvagens do Sistema Solar exterior, as órbitas estranhas das duas luas mais interiores de Neptuno não têm rival. Especialistas em dinâmica orbital estão a chamar …

O Senhor dos Anéis. Série já tem segunda temporada garantida (e a primeira ainda nem estreou)

A primeira temporada da série de O Senhor dos Anéis, produzida pela Amazon Prime, ainda nem estreou e a sua segunda temporada já está confirmada. A declaração foi feita por Jennifer Salke, da Amazon Studios, ao …