Easyjet quer voar para os Açores

Marcus Jaschen / Flickr

-

A easyJet manifestou hoje intenção de voar para os Açores na sequência do anúncio da liberalização das ligações aéreas entre o continente e duas ilhas do arquipélago, enquanto a Ryanair admite querer operar em “novas rotas”, escusando mais comentários.

Contactada pela Lusa, a companhia de baixo custo easyJet aplaudiu a decisão anunciada pelo Governo Regional dos Açores em liberalizar o seu espaço aéreo a partir do verão de 2015, recordando que há muito reclamava a decisão anunciada na sexta-feira.

“Ainda que estejamos sempre interessados em novas rotas, não vamos comentar nem envolver-nos em rumores ou especulações”, reagiu à Lusa fonte oficial da Ryanair.

O presidente do Governo dos Açores anunciou na sexta-feira um acordo com o executivo nacional que prevê a liberalização das ligações aéreas entre o continente e duas ilhas do arquipélago – entre Lisboa e o Porto e as ilhas de S. Miguel e a Terceira – e a diminuição para metade das tarifas para residentes.

“Com esta liberalização, estas rotas encontram-se totalmente abertas à entrada de qualquer companhia aérea, incluindo as chamadas ‘low cost'”, sublinhou Vasco Cordeiro. Atualmente, só a SATA e a TAP voam para os Açores.

Em resposta a Lusa, fonte oficial da easyJet considerou que a decisão é “uma boa notícia para a economia e turismo dos Açores pois irá atrair mais visitantes ao arquipélago”, realçando a “natural diminuição das tarifas”, resultante do aumento da concorrência.

“Sujeita às condições do plano de implementação da liberalização, a easyJet reitera a sua intenção de operar o destino e qualquer anúncio será feito em devido tempo”, declarou fonte oficial da companhia de baixo custo.

O novo modelo de OSP, que o executivo açoriano espera que esteja em vigor no verão de 2015, prevê também mudanças nas tarifas para residentes nos Açores e estudantes das ilhas.

Assim, os residentes passam a pagar, no máximo, 134 euros para ir ao Porto ou a Lisboa, sendo este o valor final, ou seja, de ida e volta e já com todas as taxas incluídas. Para ir à Madeira, o preço será 119 euros.

Os estudantes dos Açores no continente passam a pagar, no máximo, 99 euros nos voos entre o arquipélago e Porto e Lisboa e 89 no caso de voarem para a Madeira.

Se as tarifas aplicadas pela companhia aérea ultrapassarem estes preços, os residentes e estudantes são reembolsados da diferença, “mediante a apresentação, após a viagem, dos comprovativos da mesma”, explicou Vasco Cordeiro.

O presidente do executivo açoriano salientou que os preços a pagar pelos açorianos poderão ser inferiores “no caso das rotas liberalizadas, pelo efeito da concorrência” e, no caso das restantes (entre Santa Maria, Pico e Faial e o continente), “pela consagração da existência de tarifas promocionais no respetivo regulamento de rota OSP”, acrescentou.

Para além da liberalização das rotas que ligam as ilhas de São Miguel e Terceira ao continente e à Madeira, o acordo anunciado prevê “melhoria das condições” das OSP nas ligações Lisboa/Pico e Lisboa/Santa Maria, que passam a ter pelo menos dois voos semanais, explicou Vasco Cordeiro.

No caso do Faial, mantêm-se as três ligações semanais mínimas atuais.

Ponta Delgada, Santa Maria, Terceira, Faial e Pico são as chamadas ‘gateways’ dos Açores, ou seja, os cinco aeroportos com voos de e para fora do arquipélago.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Toca a reunir" no PS para aprovar eutanásia (e 6 médicos admitem que já a praticaram)

O PS está a mobilizar os seus deputados no sentido de garantir que, desta feita, a eutanásia passará no Parlamento. Tudo indica que venha a ser aprovada numa altura em que os médicos estão divididos …

CP está a escapar à multas por falhas nos serviços

A CP - Comboios de Portugal está a escapar às multas por falhas nos serviços, como atrasos e supressões de comboios, porque ainda não entrou em vigor o contrato de serviço público assinado com o …

Marega e Pepe vão ser alvos de processos disciplinares

A Comissão de Disciplina da FPF abriu processos disciplinares a Moussa Marega e Pepe devido a alegadas agressões sobre Taarabt, no jogo com o Benfica. Os jogadores do FC Porto Moussa Marega e Pepe vão ser …

Costa arrasa proposta "forreta" de orçamento europeu

A proposta de quadro financeiro plurianual para 2021-2027 do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, vai morrer na praia. António Costa diz que os líderes europeus não devem ceder à pressão dos quatro países “forretas”. "Esta …

Malásia suspeita que desaparecimento do voo MH370 foi ataque suicida

O ex-primeiro ministro australiano Tony Abbott disse que altos responsáveis do governo da Malásia suspeitam há muito tempo que o desaparecimento do avião da Malasian Airlines, há quase seis anos, tenha sido um ataque suicida …

Champions. O viking norueguês, a revolta de Neymar e a lição tática do "Cholismo"

Haaland foi a estrela da noite ao marcar os dois golos da vitória do Dortmund frente ao PSG. O Atlético de Madrid conseguiu ainda quebrar a invencibilidade do Liverpool. A Liga dos Campeões está de volta …

Auditoria ao Novo Banco vai custar três milhões. É o triplo do que custou a da CGD

A auditoria especial da Deloitte ao Novo Banco vai custar cerca de três milhões de euros, segundo avança o jornal ECO. Este valor é três vezes superior ao custo da auditoria da EY à Caixa …

Passos Coelho ataca falhas de Costa (e revela que segurou Maria Luís)

O antigo primeiro-ministro Passos Coelho esteve na apresentação do livro de Carlos Moedas no El Corte Inglés, onde aproveitou para criticar António Costa. Passos preferiu falar do passado, lembrando o momento em que esteve perto …

Derrocada em Borba. MP acusa oito arguidos de homicídio e violação de regras de segurança

A acusação contra oito arguidos envolvidos na derrocada da pedreira de Borba, em novembro de 2018, já foi deduzida pelo Ministério Público (MP). A informação foi divulgada, esta quarta-feira, pelo Departamento de Investigação e Ação …

Salários mais baixos da Função Pública sobem 10 euros. Férias não aumentam

Esta quarta-feira, o Governo revelou à Frente Comum que os salários mais baixos da Função Pública vão subir 10 euros, em vez de sete. Em relação aos dias de férias, não há abertura. O Jornal de …