/

Dyego Souza, lembra-se? Um hat-trick após mais de 2 anos em branco

UD Almería

Dyego Souza celebra golo no Almería

Internacional português foi fundamental na vitória do Almería. Não marcava qualquer golo desde Setembro de 2019, incluindo a sua passagem pelo Benfica.

Dyego Sousa, 32 anos, avançado brasileiro que chegou a Portugal ainda adolescente, voltou aos golos. Mais de dois anos depois.

O internacional português assinou contrato com o Almería no último dia do mercado de Verão, em Agosto deste ano, mas até agora não era mais do que um elemento discreto na equipa que está na segunda divisão espanhola.

Dyego Souza começou a ser utilizado apenas no final de Setembro e jogou em quatro jornadas seguidas, mas entrando sempre perto do fim de cada jogo. Só tinha estado em campo cerca de meia hora. Zero golos, natural.

O cenário mudou neste domingo. O Almería venceu no terreno do Mirandés por 4-1. Dyego Souza foi titular pela primeira vez e marcou. Três golos. Os dois primeiros e o quarto da sua equipa. E foi o autor da assistência no outro golo, marcado por Arnau Puigmal.

O portal BeSoccer não tem dúvidas: o avançado merece nota 10 neste duelo. “Cada bola que foi tocada por ele em zona de perigo terminou em golo”, lê-se no site, que acrescenta que o jogador demonstrou que é um substituto “expepcional” para Umar Sadiq, o goleador da equipa (22 golos na época passada).

O Almería, que tem ainda Samuel Costa e Daniel Carriço no plantel, lidera a segunda divisão espanhola com 25 pontos, mais um do que o Eibar.

Mais de dois anos sem marcar

Dyego Souza estreou-se em Portugal através dos juniores do Nacional, em 2007, depois de uma passagem pouco feliz pelo Palmeiras. Lesionou-se, voltou mais tarde ao Moto Club, clube onde tinha crescido.

Passou por Leixões, Interclube (nunca jogou em Angola), Tondela, Portimonense e Marítimo – curiosamente voltou à Madeira e foi lá que deu mais nas vistas.

“Saltou” para o Sporting de Braga e entrou na selecção nacional portuguesa. Convocado por Fernando Santos, jogou duas vezes na qualificação para o Europeu 2020; não marcou qualquer golo. Também foi convocado para a fase final da Liga das Nações em 2019 mas não jogou.

Nesse ano, 2019, saiu de Braga para a China, onde começou a sua fase mais discreta: três golos no Shenzhen, zero golos no Benfica e zero golos no Famalicão nas duas épocas anteriores, sempre por empréstimo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Ou seja, Dyego Souza não marcava qualquer golo desde o dia 26 de Setembro de 2019, ainda ao serviço do Shenzhen. Voltou aos golos mais de dois anos depois.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.