Duterte criticado pela Igreja Católica por querer executar “5 ou 6” criminosos por dia

Mast Irham / EPA

O presidente das Filipinas, Rodrigo Roa Duterte

O presidente das Filipinas, Rodrigo Roa Duterte

Líderes católicos filipinos e responsáveis de organizações não-governamentais insurgiram-se, esta segunda-feira, contra o plano do Presidente das Filipinas de restabelecer a pena de morte e executar “cinco ou seis” criminosos por dia.

O chefe de Estado é o alvo de numerosas críticas pela campanha sangrenta contra o tráfico de droga e a “guerra contra o crime” que já fez mais de 5.300 mortos desde que Duterte chegou ao poder, no final de junho.

“Dantes tínhamos a pena de morte, mas não acontecia nada. Se voltar, faço executar, todos os dias, cinco ou seis criminosos“, afirmou Rodrigo Duterte no sábado.

Um responsável da Igreja Católica indicou que esta “se opunha completamente” ao plano presidencial.

“As Filipinas seriam consideradas um país bárbaro. As Filipinas tornar-se-iam na capital mundial da pena de morte”, declarou o padre Jerome Secillano, da Conferência dos bispos católicos filipinos.

A pena de morte foi abolida no arquipélago em 2006 após uma intensa campanha de ‘lobbying’ da Igreja. O catolicismo é a religião de 80% dos filipinos.

Duterte venceu as eleições presidenciais de maio por larga maioria, tendo prometido durante a campanha abater dezenas de milhares de traficantes e consumidores de droga.

Na altura, o então candidato prometeu também resolver as lacunas existentes no sistema judiciário e restabelecer a pena de morte. Em janeiro, a proposta deverá ser votada na Câmara dos Representantes (câmara baixa do Congresso).

“Decidir uma quota para as execuções é demais. Estamos a falar de vidas humanas”, reagiu o vice-presidente da Amnistia Internacional nas Filipinas, Romeo Cabarde.

Entretanto, Duterte decidiu oferecer entre mil e oito mil dólares à polícia, corpo sobre o qual recai a missão de cumprir a promessa eleitoral de limpar o país das drogas, anunciaram hoje fontes oficiais.

Ao fazer o anúncio em Campo Crame, sede da instituição, o diretor da polícia das Filipinas, Ronaldo dela Rosa, destacou que esta é uma medida sem precedentes no país e sublinhou que o presente é um gesto de apreço de Duterte.

Dela Rosa explicou que a gratificação será distribuída consoante a categoria e o trabalho desempenhado. A polícia filipina integra cerca de 160 mil efetivos.

Apesar das críticas, a popularidade de Duterte no país ronda os 60%, indicou uma sondagem publicada pela empresa de sondagens Social Weather Stations (SWS).

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há risco de irrealismo no preço das casas em Lisboa e Porto, alerta a Moody's

A Moody's prevê que os preços das casas continuem a subir em Portugal, mas adianta que em algumas zonas os aumentos não foram normais. De acordo com a agência de rating Moody's, os preços das casas …

PSD quer cortar metade do IRS dos senhorios nos contratos com mais de 10 anos

O PSD leva esta quinta-feira à Assembleia da República dez projetos-lei sobre habitação e arredamento. Um dos projetos que vai a votos propõe que se reduza a taxa de IRS para senhorios em metade nos …

Antiga Feira Popular dá "jackpot" à Câmara de Lisboa. Medina quer gastar em casas acessíveis

A Câmara de Lisboa arrecadou esta quarta-feira mais 85,5 milhões do que estimava no leilão dos terrenos de Entrecampos, dinheiro que será investido em habitação a custos acessíveis, adiantou o presidente, Fernando Medina "O resultado desta …

Um cometa verde vai passar pela Terra na segunda-feira (e qualquer pessoa vai poder vê-lo)

A cada 5,4 anos, o cometa 46P/Wirtanen orbita o Sol, passando pelos céus da Terra durante o caminho. Este ano, a sua visita é este mês. Geralmente, o cometa 46P/Wirtanen está demasiado longe para o podermos …

May consegue adiar a sua queda, mas não tira o Brexit da corda bamba

Mais de treze horas de incerteza em que o coração de Theresa May voltou a bater depressa demais. A primeira-ministra sobreviveu à moção de censura, mas tem pela frente mais um osso duro de roer: …

Ministra da Saúde reage às demissões no D. Estefânia (e acaba por criticar a sua secretária de Estado)

A ministra da Saúde, Marta Temido, assumiu esta quarta-feira que o Hospital pediátrico D. Estefânia é “uma das jóias da coroa” e não pode ser desfalcado, mas lembrou que “não abundam pediatras no país” e …

Sócios do Sporting vão decidir em AG se Bruno de Carvalho continua suspenso

Os sócios do Sporting vão decidir no sábado em Assembleia Geral se Bruno de Carvalho vai permanecer suspenso, na apreciação do recurso do ex-presidente do clube. Da ordem de trabalho para a reunião magna, marcada para …

CDS cola Governo de Costa a Sócrates. "Um país a cair aos pedaços"

O CDS-PP "colou" nesta quarta-feira vários ministros de António Costa ao Governo de José Sócrates, responsabilizando-os pelos problemas financeiros que dificultam a recuperação de infraestruturas de "um país a cair aos pedaços". "As infraestruturas públicas estão, …

Stormy Daniels condenada a pagar 257 mil euros a Donald Trump

Stormy Daniels foi condenada a pagar 293 mil dólares, cerca de 257 mil euros, a Donald Trump para cobrir os gastos do Presidente dos EUA com a justiça. A atriz pornográfica Stormy Daniels, cujo nome real …

Denúncia de praxes violentas na Escola Naval. "Tortura do sono" e "sacos na cabeça"

A Marinha recebeu há alguns dias queixas de pais que, sob anonimato, denunciaram alegadas praxes violentas sobre alunos do 1.º ano da Escola Naval. De acordo com os relatos, esta quinta-feira divulgados pelo Diário de Notícias, …