Duterte criticado pela Igreja Católica por querer executar “5 ou 6” criminosos por dia

Mast Irham / EPA

O presidente das Filipinas, Rodrigo Roa Duterte

O presidente das Filipinas, Rodrigo Roa Duterte

Líderes católicos filipinos e responsáveis de organizações não-governamentais insurgiram-se, esta segunda-feira, contra o plano do Presidente das Filipinas de restabelecer a pena de morte e executar “cinco ou seis” criminosos por dia.

O chefe de Estado é o alvo de numerosas críticas pela campanha sangrenta contra o tráfico de droga e a “guerra contra o crime” que já fez mais de 5.300 mortos desde que Duterte chegou ao poder, no final de junho.

“Dantes tínhamos a pena de morte, mas não acontecia nada. Se voltar, faço executar, todos os dias, cinco ou seis criminosos“, afirmou Rodrigo Duterte no sábado.

Um responsável da Igreja Católica indicou que esta “se opunha completamente” ao plano presidencial.

“As Filipinas seriam consideradas um país bárbaro. As Filipinas tornar-se-iam na capital mundial da pena de morte”, declarou o padre Jerome Secillano, da Conferência dos bispos católicos filipinos.

A pena de morte foi abolida no arquipélago em 2006 após uma intensa campanha de ‘lobbying’ da Igreja. O catolicismo é a religião de 80% dos filipinos.

Duterte venceu as eleições presidenciais de maio por larga maioria, tendo prometido durante a campanha abater dezenas de milhares de traficantes e consumidores de droga.

Na altura, o então candidato prometeu também resolver as lacunas existentes no sistema judiciário e restabelecer a pena de morte. Em janeiro, a proposta deverá ser votada na Câmara dos Representantes (câmara baixa do Congresso).

“Decidir uma quota para as execuções é demais. Estamos a falar de vidas humanas”, reagiu o vice-presidente da Amnistia Internacional nas Filipinas, Romeo Cabarde.

Entretanto, Duterte decidiu oferecer entre mil e oito mil dólares à polícia, corpo sobre o qual recai a missão de cumprir a promessa eleitoral de limpar o país das drogas, anunciaram hoje fontes oficiais.

Ao fazer o anúncio em Campo Crame, sede da instituição, o diretor da polícia das Filipinas, Ronaldo dela Rosa, destacou que esta é uma medida sem precedentes no país e sublinhou que o presente é um gesto de apreço de Duterte.

Dela Rosa explicou que a gratificação será distribuída consoante a categoria e o trabalho desempenhado. A polícia filipina integra cerca de 160 mil efetivos.

Apesar das críticas, a popularidade de Duterte no país ronda os 60%, indicou uma sondagem publicada pela empresa de sondagens Social Weather Stations (SWS).

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Liveblog ZAP. Costa: "Seguramente não foi a minha última campanha eleitoral"

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …