Durão Barroso acredita que está a ser discriminado por ser português

European Parliament / Flickr

O ex-presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso

O ex-presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso

O ex-presidente da Comissão Europeia acredita que a polémica em torno da sua contratação para o Goldman Sachs só acontece porque é português.

O presidente não-executivo da Goldman Sachs, Durão Barroso, considerou esta sexta-feira que o primeiro-ministro “agiu com muita dignidade” ao pedir esclarecimentos ao presidente da Comissão Europeia sobre o tratamento que lhe está a ser dado pelo novo cargo.

“Fiquei satisfeito. Penso que [António Costa] entendeu que havia aqui um caso de discriminação e pediu formalmente ao presidente da Comissão [Jean Claude Juncker], porque entendeu que devia pedir. Agiu com muita dignidade, defendendo aquilo que é uma posição portuguesa”, afirmou Durão Barroso.

O antigo presidente da Comissão Europeia e agora presidente não-executivo da Goldman Sachs International falava aos jornalistas à margem do congresso internacional da INSOL Europe, que decorreu hoje num hotel do Estoril, em Cascais.

Durão Barroso voltou a dizer que está a ser alvo de discriminação e lembrou que houve outros membros da Comissão Europeia, inclusive ex-presidentes, que também ocuparam cargos em grandes bancos internacionais e não foram acusados de nada.

“Por que razão há contra mim? A minha opinião é porque sou português. Pode-se gostar ou não da minha atitude, concordar ou não com a minha escolha, mas há uma coisa que é certa: sou um cidadão português, estou no pleno uso dos meus direitos”, afirmou.

“Não aceito que me sejam limitados os meus direitos. Não fui para nenhum cartel da droga, estou a trabalhar numa entidade legal”, defendeu.

O responsável reiterou que fez tudo de forma “transparente, regular, escrupulosamente certa” e, por isso, não aceita que lhes sejam atribuídas “intenções malévolas e comportamentos incorretos”.

Durão disse ainda compreender algumas críticas, mas não aceitar outras e reconhece que a Goldman Sachs é “um nome controverso, como todos os grandes bancos internacionais”.

“Simplesmente não aceito que se procure criar uma discriminação contra uma entidade financeira que opera nos mercados, que está devidamente legalizada e devidamente regulada e também não aceito que haja discriminação contra mim, isso é contra as regras europeias, contra o direito europeu”, reiterou.

O novo presidente não-executivo da Goldman Sachs justificou a sua ida para o novo cargo porque o banco lhe deu garantias de que queria reforçar a sua cultura de transparência e responsabilidade.

“O meu trabalho será promover uma cultura de responsabilização, ética e transparência no banco. Não posso ser responsabilizado por coisas do passado. Acho que é perfeitamente aceitável do ponto de vista ético e moral trabalhar para o Goldman Sachs”, sustentou.

Embora já estivesse à espera de críticas, Durão lembrou que a primeira foi feita por Marine Le Pen, “da extrema-direita europeia, dizendo que isso provava que a União Europeia estava ao serviço do capitalismo internacional”.

“O mais engraçado é que algumas forças de esquerda, em vez de criticarem essa posição de extrema-direita, foram atrás dela, porque tiveram medo“, acusou.

Sobre o comentário do Presidente francês, François Hollande, que disse ser “moralmente inaceitável” que Durão Barroso ocupasse o novo cargo, o português considerou que mostrou “ceder à pressão” e “não dignificou nada a sua posição”.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Há 36 anos atrás num inter-rail perguntaram-me de onde eu era. Quando disse que era português, disseram-me… não te pareces nada com essa gente. Porque será??

RESPONDER

Descoberta em Alenquer uma das maiores muralhas do país do Calcolítico

Arqueólogos portugueses e espanhóis descobriram em Alenquer uma muralha monumental, uma das maiores do país do período Calcolítico, com quatro a cinco mil anos, após terem realizado este mês as primeiras escavações. A uma altitude de …

Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor. Esta foi a conclusão …

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …